Bibliografia

Illustrated Bible Dictionary (1897)

Dicionário escrito pelo teólogo escocês e ministro presbiteriano Matthew George Easton (1823-1894), e publicado pela primeira vez em 1893. Devido sua ortodoxia e objetividade, a terceira edição deste dicionário, publicada em 1897, serviu de base para quase todos os verbetes do Apologeta.

Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible (1871)

Comentário escrito por R. Jamieson (1802-1880), A. R. Fausset (1821-1910) e D. Brown (1803-1897) e publicado pela primeira vez em 1871. Em uma época em que os ventos teológicos pareciam mudar de direção diariamente, este comentário foi um sopro de ar fresco de professores conservadores e ortodoxos da fé cristã, sendo um best-seller desde a sua publicação original, devido ao seu rigor acadêmico e valor devocional. A maior parte dos comentários do Apologeta são oriundos desta publicação.

Strong’s Exhaustive Concordance of the Bible (1890)

Concordância de todas as palavras presentes na Bíblia King James em referência aos temos do grego e hebraico. Foi publicada pela primeira vez em 1890 sob a direção do teólogo metodista James Strong (1822-1894).

International Standard Bible Encyclopedia (1915)

Enciclopédia organizada pelo teólogo presbiteriano escocês James Orr (1844-1913) e publicada pela primeira vez em 1915 com a contribuição de quase 200 estudiosos evangélicos. Ela teve como objetivo neutralizar o impacto que o liberalismo teológico estava causando na ortodoxia. São mais de quatro mil páginas sobre nove mil assuntos que levarão anos para serem totalmente traduzidos e incorporados ao Apologeta.

The Cambridge Bible for Schools and Colleges (1882-1922)

O primeiro comentário publicado pela Cambridge University Press, entre 1882 e 1922, com cinquenta e oito volumes de grande erudição e profundidade escritos por mais de trinta teólogos e estudiosos bíblicos. Alguns autores deste comentário parecem usar o método histórico-crítico em suas interpretações, por isso, procuro usa-lo com ressalvas.

Barnes’ Notes on the Old and New Testaments (1847-1885)

Comentário de vinte e seis volumes produzido, em grande parte, pelo teólogo presbiteriano Albert Barnes (1798-1870) e também por James Murphy, que foi publicado entre 1847 e 1885. Não é um trabalho técnico, mas fornece algumas informações que têm sido úteis para a proposta do Apologeta.

A Biblical and Theological Dictionary (1831)

Dicionário escrito pelo teólogo britânico Richard Watson (1781-1833) e publicado em 1831. Ele foi uma das pessoas mais importantes para do metodismo do século 19.Tem sido traduzidos e acrescidos ao Apologeta principalmente os verbetes teológicos deste dicionário.

Whedon’s Commentary on the Bible (1874–1909)

Comentário produzido, em grande parte, pelo teólogo metodista Daniel Whedon (1808-1885) e também alguns outros estudiosos, que foi publicado entre 1874 e 1909. Whedon foi uma figura importante do século 19 na disputa entre o calvinismo e o arminianismo, por isso, embora esse comentário ofereça importantes contribuições para compreensão do texto bíblico, as vezes ele assume uma postura defensiva de uma tradição teológica  e perde sua utilidade exegética.

Exposition of the Old and New Testaments (1746-1763)

Comentário com nove volumes escrito pelo inglês John Gill (1697-1771) e publicado entre 1764 e 1763. E é considerado o primeiro grande teólogo batista. Embora tenha pouca presença no Apologeta, seu conhecimento da tradição judaica registrado no comentário oferecem algumas informações que tem sido traduzidas e acrescentadas ao site.

A Dictionary of the Bible (1898-1905)

Dicionário editado pelo teólogo escocês e ministro presbiteriano James Hastings (1852-1922) e publicado entre 1898 e 1905. Centenas de estudiosos contribuíram para formar cinco volumes de conteúdo.

Cyclopaedia of Biblical, Theological and Ecclesiastical Literature (1867-1882)

A maior enciclopédia bíblica já publicada, contendo mais 30.000 artigos distribuídos entre seus doze volumes. Editada pelos teólogos metodistas James Strong (1822-1894) e John McLintock (1814-1870), essa grandiosa obra foi publicada entre 1867 e 1882.

Commentary on the Bible

Comentário escrito pelo metodista britânico Adam Clarke (1762–1832), um dos mais influentes teólogos wesleyano-arminianos, que levou quase quarenta anos para ficar pronto.

Poor Man’s Commentary (1816-1822)

Comentário escrito pelo teólogo anglicano Robert Hawker (1753–1827) e publicado entre 1816 e 1822.

Bíblia de Estudo de Genebra

Duas edições da Bíblia de Estudo de Genebra tem sido utilizadas nos comentários do Apologeta, a edição de 1599 em inglês e a de 2009 em português lançada pela editora Cultura Cristã.

The Pulpit Commentary (1897)

Comentário organizado pelos teólogos Joseph Exell (1849-1910) e Henry Donald Maurice Spence-Jones (1836-1917) e publicado pela primeira vez em 1897 com a contribuição de mais de cem estudiosos.

A Commentary on the Holy Bible (1909)

Comentário organizado pelo teólogo J. R. Dummelow (1860-1939) e publicado pela primeira vez em 1909 com a contribuição de mais de quarenta estudiosos. Devido sua clareza, precisão exegética e objetidade, esse comentário tem sido muito utilizado no Apologeta, porém, com algumas ressalvas, visto que em algumas partes parece usar o método histórico-crítico em suas interpretações.

Commentary of the Old and New Testaments (1811-1818)

Comentário escrito pelo teólogo e ministro metodista inglês Joseph Benson (1749-1821) e publicado pela primeira vez entre 1811 e 1818.

A Commentary on the Holy Bible (1801-1803)

Comentário escrito pelo teólogo metodista Thomas Coke (1747–1814) e publicado entre 1801 e 1803. Coke é conhecido como o “pai das missões metodistas”.

A Bible Commentary for English Readers (1905)

Comentário editado pelo teólogo britânico Charles Ellicott (1819–1905) e publicado integralmente em 1905. Por ser um importante trabalho exegético, significativas informações têm sido extraídas deste comentário para o Apologeta.

Biblical Commentary on the Old Testament (1854-1889)

Um dos mais populares comentários do Antigo Testamento do século 19. Escrito pelos teólogos alemães Karl Friedrich Keil (1807-1888) e Franz Delitzsch (1813-1890) e publicado entre 1854 e 1889.

Fausset’s Bible Dictionary

Dicionário escrito pelo clérigo anglicano irlandês A. R. Fausset (1821-1910), um dos autores do Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible (1871).