Livro

Targum

Mensagem importante
Olá visitante do Apologeta! Vou direto ao ponto: peço que você me ajude a manter este projeto. Atualmente a renda gerada através dos anúncios são insuficientes para que eu me dedique exclusivamente a ele. Se cada pessoa que ler essa mensagem hoje, doar o valor de R$10.00, eu poderia me dedicar integralmente ao Apologeta pelo próximo ano e ainda remover todas as propagandas do site (que eu sei que são um pouco incômodas). Tenho um propósito ousado com este site: traduzir e disponibilizar gratuitamente conteúdo teológico de qualidade. O que inclui um dicionário bíblico completo (+4000 verbetes) e comentário de todos os 31.105 versículos da Bíblia. Faça parte deste projeto e o ajude a continuar crescendo. Obrigado!

Depois do retorno do cativeiro, os judeus, não mais familiarizados com o antigo hebraico, necessitavam que suas Escrituras fossem traduzidas para a língua caldaica ou aramaica e interpretadas. Estas traduções e paráfrases foram inicialmente orais, mas foram depois convertidas em escritos, e assim targums, isto é, “versões” ou “traduções”, chegaram até nós. O principal deles é, (1.) O Onkelos Targum, ou seja, o targum de Akelas=Aquila, um targum assim chamado para dar maior popularidade ao compará-lo com a tradução grega de Aquila mencionada abaixo. Este targum originou-se por volta do segundo século depois de Cristo. (2.) O targum de Jonathan ben Uzziel vem próximo ao de Onkelos em relação à idade e valor. É mais uma paráfrase dos Profetas, no entanto, do que uma tradução. Ambos estes targums foram emitidos pela escola judaica que floresceu na Babilônia.

Adaptado de: Illustrated Bible Dictionary (Versions).

Conteúdos recomendados