Êxodo 1:9

Ele disse ao seu povo: Eis que o povo dos filhos de Israel é maior e mais forte que nós;

Comentário de Robert Jamieson

(9-10) Tinham crescido em grande prosperidade – como durante a vida de José e do seu patrono real, tinham, provavelmente, gozado de uma concessão gratuita da terra. O seu aumento e prosperidade foram vistos com ciúmes pelo novo governo; e como Gósen se encontrava entre o Egito e Canaã, na fronteira do qual este último país era uma série de tribos guerreiras, era perfeitamente compatível com as sugestões da política mundial que eles os escravizassem e maltratassem, mediante a preocupação de se juntarem a qualquer invasão por parte daqueles estrangeiros. O novo rei, que não conhecia o nome nem se preocupava com os serviços de José, era ou Amosis, ou um dos seus sucessores imediatos [Osburn]. [Jamieson; Fausset; Brown, 1873]

Comentário de S. R. Driver

Ele disse ao seu povo. Não se pretende representar o monarca egípcio convocando uma assembleia popular e dirigindo-se a ela. “Seu povo” é contrastado com “o povo dos filhos de Israel” e simplesmente indica que aqueles a quem ele se dirigiu eram de sua própria nação. Sem dúvida, eram seus nobres ou, pelo menos, aqueles que estavam na corte.

é maior e mais forte que nós. Para impressionar ainda mais seus conselheiros e obter o consentimento deles para seus planos, o rei exagera. O Egito antigo deve ter tido uma população de sete a oito milhões, o que implicaria quase dois milhões de homens adultos, enquanto os israelitas adultos, quase um século depois, não eram mais do que seiscentos mil (Êxodo 12:37). Homens maus não hesitam em fazer deturpações quando têm um objetivo a alcançar. [Driver, 1911]

< Êxodo 1:8 Êxodo 1:10 >

Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles, com adaptação de Luan Lessa – janeiro de 2021.