Gênesis 41:29

Eis que vêm sete anos de grande fartura toda a terra do Egito:

Comentário de George Bush

No Egito, a abundância ou a escassez dependiam do rio Nilo. Quando, na estação de sua inundação, subiu apenas doze côvados, uma fome foi a consequência; escassez, se subisse apenas treze; uma competência, se subiu quatorze ou quinze; grande abundância, se subisse ainda mais. Os egípcios idolatravam seu rio, como se ele pudesse proporcionar-lhes uma safra abundante sem a intervenção de Deus. Eles alegaram que outras nações poderiam morrer de fome, se seus deuses se esquecessem de enviar-lhes chuva; ao passo que eles não eram dependentes de tal contingência. Pelo sonho de Faraó, comparado com a realização, estava claro que o Egito dependia de Deus tanto quanto outros países. Os sete anos de grande abundância seriam o cumprimento da palavra de Deus e a obra de sua providência. Todas as águas do rio eram suas, assim como as chuvas do céu. [Bush, aguardando revisão]

< Gênesis 41:28 Gênesis 41:30 >

Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles, com adaptação de Luan Lessa – janeiro de 2021.