Gênesis 50:9

E subiram também com ele carros e cavaleiros, e fez-se um esquadrão muito grande.

Comentário do Púlpito

Delineamentos de procissões fúnebres, de caráter mais elaborado, podem ser vistos nos monumentos. Um relato detalhado e altamente interessante do cortejo fúnebre de um nobre egípcio, permitindo-nos imaginar a cena do enterro de Jacó, pode ser encontrado em Manners and Customs of the Ancient Egyptians, de Wilkinson, vol. 3. p. 444, ed. 1878. Os primeiros servos lideravam o caminho, carregando mesas cheias de frutas, bolos, flores, vasos de unguento, vinho e outros líquidos, com três gansos jovens e um bezerro para o sacrifício, cadeiras e tábuas de madeira, guardanapos e outras coisas. Em seguida, outros seguiram carregando punhais, arcos, leques e as caixas de múmia em que o falecido e seus ancestrais foram mantidos antes do enterro. Em seguida, veio uma mesa de oferendas, fauteuils, sofás, caixas e uma carruagem. Depois que esses homens apareceram com vasos de ouro e mais oferendas. A estes sucederam os portadores de um barco sagrado e o olho misterioso de Osíris, como o deus da estabilidade. Colocado no barco consagrado, o carro funerário contendo a múmia do falecido era puxado por quatro bois e por sete homens, sob a direção de um superintendente que regulamentava a marcha do funeral. Atrás do carro funerário seguiam os parentes e amigos do falecido, que batiam no peito ou demonstravam sua tristeza com o silêncio e o passo solene ao caminhar, apoiados em suas longas varas; e com eles a procissão fechou. [Pulpit, aguardando revisão]

< Gênesis 50:8 Gênesis 50:10 >

Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles, com adaptação de Luan Lessa – janeiro de 2021.