João 5:19

Respondeu pois Jesus, e disse-lhes: Em verdade, em verdade vos digo, que não pode o Filho fazer coisa alguma de si mesmo, a não ser aquilo que ele veja o Pai fazer; porque todas as coisas que ele faz, semelhantemente o Filho também as faz.

não pode o Filho fazer coisa alguma de si mesmo. É impossível para Ele agir com autoafirmação individual independente de Deus, porque Ele é o Filho: Sua vontade e obra são uma só. Os judeus acusam-no de blasfêmia; e a blasfêmia implica oposição a Deus: mas Ele e o Pai estão intimamente ligados. [Cambridge]

Comentário de J. H. Bernard

que não pode o Filho fazer coisa alguma de si mesmo [οὐ δύναται ὁ υἱός ποιεῖν ἀφʼ ἑαυτοῦ οὐδέν]. Compare com οὐ δύναμαι ἐγὼ ποιεῖν ἀπʼ ἐμαυτοῦ οὐδέν (versículo 30) e veja João 7:28, João 8:28, João 14:10. Assim disse Moisés (Números 16:28), e é verdade para todo homem que “ele não pode fazer nada por si mesmo”, mas apenas o que Deus o capacita a fazer. Aqui, porém, o pensamento é mais profundo. É que a relação entre o Pai e o Filho é tão íntima, que mesmo o Filho de Deus não pode fazer “nada de si mesmo”. Suas obras são as obras do Pai (compare com versículo 17) que O enviou (ver com. João 3:17). Ele tem ἐξουσία (ver em João 10:18), mas é sempre uma autoridade delegada. É uma impossibilidade moral que Ele faça algo “de Si mesmo”, ἂν μή τι βλέπῃ τὸν πατέρα ποιοῦντα, “a menos que Ele esteja vendo o Pai fazendo algo”. Assim, o Filho Encarnado é representado como vendo continuamente na terra o que o Pai está fazendo no céu, e como Ele mesmo fazendo a mesma coisa. A ação do Pai e do Filho é, por assim dizer, coextensiva; compare com João 14:10. [Bernard, 1928]

< João 5:18 João 5:20 >

Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles, com adaptação de Luan Lessa – janeiro de 2021.