Mateus 6:5

E quando orares, não sejas como os hipócritas; porque eles amam orar em pé nas sinagogas e nas esquinas das ruas para serem vistos pelas pessoas. Em verdade vos digo que já receberam sua recompensa.

Comentário Barnes

Os hipócritas manifestavam o mesmo espírito sobre a oração que a esmola; ela era feita em locais públicos. A palavra sinagogas, neste caso, significa claramente, não o local de culto com esse nome, mas lugares onde muitos estavam acostumados a se reunir – perto dos mercados ou tribunais, onde podiam ser vistos por muitos. Nosso Senhor, evidentemente, não teve a intenção de condenar as orações nas sinagogas (que eram comuns). Poderia se dizer que ele condenou a oração daqueles que queriam aparecer, enquanto negligenciavam a oração secreta; mas essa não parece ser sua intenção. Os judeus tinham o hábito de orar em lugares públicos. Em certos momentos do dia, eles regularmente ofereciam suas orações. Onde quer que estivessem, interrompiam o seu trabalho e cumpriam as suas devoções. Isso também é praticado atualmente em todo lugar por muçulmanos, e em muitos lugares por católicos romanos. [Barnes, 1832]

Comentário de A. T. Robertson

orares. O segundo exemplo. As coisas das quais os fariseus abusam são todos os três exercícios nobres em si mesmos.

os hipócritas. Os fariseus.

amam orar em pé. Muito tempo e em locais públicos. As esquinas das ruas eram excelentes, pois podiam ser vistas nas quatro direções.

vistos pelas pessoas. Este é o motivo deles na oração, como na esmola.

já receberam. Tudo o que eles vão conseguir. [Robertson, 1907]

< Mateus 6:4 Mateus 6:6 >

Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles, com adaptação de Luan Lessa – janeiro de 2021.