Bíblia, Revisar

2 Crônicas 2

Trabalhadores de Salomão para construir o Templo

1 Determinou, pois, Salomão edificar casa ao nome do SENHOR, e outra casa para seu reino.

Determinou, pois, Salomão edificar – O templo é o grande assunto desta narrativa, enquanto o palácio – aqui e em outras partes deste livro – é apenas incidentalmente notado. O dever de construir o templo foi reservado para Salomão antes de seu nascimento. Assim que se tornou rei, dirigiu-se à obra, e o historiador, ao dar conta do edifício, começa por relacionar os arranjos preliminares.

2 E contou Salomão setenta mil homens que levassem cargas, e oitenta mil homens que cortassem no monte, e três mil e seiscentos que os governassem.
3 E enviou a dizer Salomão a Hirão rei de Tiro: Faze comigo como fizeste com Davi meu pai, enviando-lhe cedros para que edificasse para si casa em que morasse.

enviou a dizer Salomão a Hirão – A correspondência provavelmente foi conduzida de ambos os lados por escrito (2Cr 2:11; veja também em 1Rs 5:8).

Faze comigo como fizeste com Davi meu pai – Isto pareceria decisivo na questão de saber se os Hirin então reinando em Tiro era amigo de Davi (ver 1Rs 5:1-6). Ao abrir os negócios, Salomão fundamentou seu pedido de ajuda de Tyrian por duas razões: 1. O templo que ele propôs construir deve ser um edifício sólido e permanente, porque a adoração deveria continuar perpetuamente; e, portanto, os materiais de construção devem ser da mais durável qualidade. 2. Deve ser uma estrutura magnífica, porque deveria ser dedicada ao Deus que era maior que todos os deuses; e, portanto, como pode parecer uma ideia presunçosa erigir um edifício para um Ser “a quem o céu e o céu dos céus não contêm”, foi explicado que o objetivo de Salomão não era construir uma casa para Ele habitar. em, mas um templo em que os seus adoradores poderiam oferecer sacrifícios à sua honra. Nenhuma língua poderia ser mais humilde e apropriada do que isso. A piedade do sentimento era tal que se tornou um rei de Israel.

4 Eis aqui eu tenho que edificar casa ao nome do SENHOR meu Deus, para consagrá-la, para queimar perfumes aromáticos diante dele, e para a colocação contínua dos pães da proposição, e para holocaustos a manhã e tarde, e os sábados, e luas novas, e festividades do SENHOR nosso Deus; o qual será perpétuo em Israel.
5 E a casa que tenho que edificar, há de ser grande: porque o Deus nosso é grande sobre todos os deuses.
6 Mas quem será tão poderoso que lhe edifique casa? Os céus e os céus dos céus não lhe podem compreender; quem, pois, sou eu, que lhe edifique casa, a não ser para queimar perfumes diante dele?
7 Envia-me, pois, agora um homem hábil, que saiba trabalhar em ouro, e em prata, e em bronze, e em ferro, em púrpura, e em carmesim, e em azul, e que saiba esculpir com os mestres que estão comigo em Judá e em Jerusalém, os quais preparou meu pai.

Envia-me, pois, agora um homem hábil – pedreiros e carpinteiros não foram solicitados. Aqueles que Davi obtivera (1Cr 14:1) provavelmente ainda permaneciam em Jerusalém e haviam instruído outros. Mas ele exigiu um mestre de obras; uma pessoa capaz, como Bezaleel (Êx 35:31), de supervisionar e dirigir todos os departamentos; pois, como a divisão do trabalho era naquela época pouco conhecida ou observada, um superintendente tinha que possuir talentos e experiências muito versáteis. As coisas especificadas, nas quais ele deveria ser qualificado, não se relacionam com o edifício, mas com a mobília do templo. O ferro, que não podia ser obtido no deserto quando o tabernáculo foi construído, era agora, por meio de relações com a costa, abundante e muito usado. Os panos destinados às cortinas eram, das cores vermelha ou vermelho-escarlate e jacinto, evidentemente aqueles materiais, para a fabricação e o tingimento de que os tírios eram tão famosos. “A gravura”, provavelmente, incluía bordados de figuras como querubins em bordado, assim como entalhes em madeira de romãs e outros ornamentos.

8 Envia-me também madeira de cedro, de faia, de pinho, do Líbano: porque eu sei que teus servos entendem de cortar madeira no Líbano; e eis que meus servos irão com os teus,

cedros – O cedro e cipreste foram avaliados como sendo ambos raros e duráveis; o algum ou as árvores de almugues (igualmente uma madeira estrangeira), embora não encontradas no Líbano, são mencionadas como sendo obtidas através de Hurão (ver 1Rs 10:11).

9 Para que me preparem muita madeira, porque a casa que tenho de edificar há de ser grande e imponente.
10 E eis que para os operários teus servos, cortadores da madeira, ei dado vinte mil coros de trigo em grão, e vinte mil coros de cevada, e vinte mil batos de vinho, e vinte mil batos de azeite.

coros de trigo – Trigo, despojado da casca, cozido e saturado com manteiga, forma uma refeição frequente com o povo trabalhador no Oriente (compare 1Rs 5:11). Não há discrepância entre essa passagem e isso. As provisões anuais de vinho e azeite, mencionadas no primeiro, destinavam-se à corte de Hurir em troca dos cedros que lhe eram enviados; enquanto os artigos de carne e bebida especificados aqui eram para os trabalhadores no Líbano.

Resposta gentil de Hirão

11 Então Hirão rei de Tiro respondeu por carta, a qual enviou a Salomão: Porque o SENHOR amou a seu povo, te pôs por rei sobre eles.

Porque o SENHOR amou a seu povo – Essa linguagem piedosa cria uma presunção de que Huram poderia ter obtido algum conhecimento da verdadeira religião de seu longo relacionamento familiar com Davi. Mas a presunção, por mais agradável que seja, pode ser ilusória (veja em 1Rs 5:7).

12 E ademais dizia Hirão: Bendito seja o SENHOR o Deus de Israel, que fez os céus e a terra, e que deu ao rei Davi filho sábio, entendido, de bom senso e prudente, que edifique casa ao SENHOR, e casa para seu reino.
13 Eu, pois, te enviei um homem hábil e entendido, que foi de Hirão meu pai,

te enviei um homem hábil e entendido – (veja 1Rs 7: 13-51).

14 Filho de uma mulher das filhas de Dã, mas seu pai foi de Tiro; o qual sabe trabalhar em ouro, e prata, e bronze, e ferro, em pedra e em madeira, em púrpura, e em azul, em linho e em carmesim; assim para esculpir todas as figuras, e tirar toda sorte de desenho que lhe for proposto, e estar com teus homens peritos, e com os do meu senhor Davi, teu pai.
15 Agora, pois, enviará meu senhor a seus servos o trigo e cevada, e azeite e vinho, que disse;
16 E nós cortaremos no Líbano a madeira que houveres necessidade, e te a traremos em balsas pelo mar até Jope, e tu a farás levar até Jerusalém.
17 E contou Salomão todos os homens estrangeiros que estavam na terra de Israel, depois de havê-los já contado Davi seu pai, e foram achados cento cinquenta e três mil seiscentos.

E contou Salomão todos os homens estrangeiros – (Veja 1Rs 5:13; veja 1Rs 5:18).

18 E assinalou deles setenta mil para levar cargas, e oitenta mil que cortassem no monte, e três mil e seiscentos por capatazes para fazer trabalhar ao povo.
<2 Crônicas 1 2 Crônicas 3>

Adaptado de: Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible. Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.