Livro

Eclesiastes

Eclesiastes é a tradução grega do hebraico Koheleth  (קהלת), que significa “Pregador” (Ec 1:1). A visão antiga e tradicional atribui a autoria deste livro ao rei Salomão. Essa visão pode ser mantida satisfatoriamente, embora outros o datem do período do Cativeiro. O escritor representa-se implicitamente como Salomão (Ec 1:12). Este livro foi apropriadamente denominado “A Confissão do Rei Salomão”. “O escritor é um homem que pecou ao dar lugar ao egoísmo e à sensualidade, que pagou a penalidade desse pecado em saturação e cansaço da vida, mas que por tudo isso esteve sob a disciplina de uma educação divina, e aprendeu dela a lição que Deus quis ensinar-lhe“. “O escritor conclui apontando que o segredo de uma vida verdadeira é que um homem deve consagrar o vigor de sua juventude a Deus”. A chave do livro encontrada no capítulo 1 e versículo 2:

“Vaidade de vaidades! —diz o pregador, vaidade de vaidades! É tudo vaidade.” (ARC)

Isto é, todos os esforços do homem para encontrar a felicidade à parte de Deus são inúteis.

Adaptado de: Illustrated Bible Dictionary (Ecclesiastes) e Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible.