Efésios 6:2

Honra teu pai, e tua mãe (que é o primeiro mandamento com promessa);

Comentário A. R. Fausset

Aqui a autoridade da lei revelada é adicionada à lei natural.

que épromessa – A “promessa” não é feita como o principal motivo para a obediência, mas uma consequência. O principal motivo é, porque é a vontade de Deus (Deuteronômio 5:16; “Honra a teu pai e a tua mãe, como o Senhor teu Deus te mandou”); e que sua peculiaridade, é mostrada por seu acompanhamento “com uma promessa”.

primeiro – no decálogo com uma promessa especial. A promessa no segundo mandamento é geral. Seu dever é mais expressamente prescrito aos filhos do que aos pais; porque o amor desce ao invés de ascender (Bengel). Este versículo prova que a lei no Antigo Testamento não é abolida. [Jamieson; Fausset; Brown]

Comentário de T. K. Abbott

que é o primeiro mandamento com promessa [ἥτις ἐστὶν ἐντολὴ πρώτη ἐν ἐπαγγελίᾳ]. “Porque este é”, Alford. Traduzir como “vendo que é” seria colocar o motivo da obediência muito na promessa.

πρώτη ἐν ἐπαγγελίᾳ [primeirocom promessa] tem causado dificuldade para os expositores. O segundo mandamento tem algo que se assemelha a uma promessa anexada. Orígenes, que menciona esta dificuldade, responde, primeiro, que todos os mandamentos do Decálogo eram πρωταί [primeiro], sendo dados primeiro depois da saída do Egito; ou, se isso não for admitido, que a promessa no segundo mandamento era geral, não especificamente ligada à observância desse preceito. A última resposta foi adotada pela maioria dos comentaristas modernos. Outros supõem que “primeiro” significa “primeiro na segunda tábua”; mas os judeus atribuíam cinco mandamentos a cada tabela, como ficamos sabendo por Filo e Josefo. Veja também Levítico 19:3 e Romanos 13:9. A posição do preceito no primeiro trecho e sua omissão no último concordam com essa organização. Em qualquer caso, este seria o único mandamento com promessa. Meyer e Ellicott supõem, portanto, que não se refere apenas ao Decálogo. Braune e Stier entendem πρώτη como o primeiro em termos de tempo, ou seja, o primeiro que deve ser aprendido. Compare com Bengel (não adotando essa visão): “honra aos pais por meio da obediência, especialmente prestada no início da vida, contém a obediência a todos os mandamentos” [tradução livre: honor parentibus per obedientiam praesertim praestitus initio aetatis omnium praeceptorum obedientiam continet]

com promessa [ἐν ἐπαγγελίᾳ]. Ellicott, Meyer e outros entendem que isso significa “em relação à promessa”. “O primeiro comando que encontramos que envolve uma promessa” (Ellicott). Meyer compara Diod. Sic. xiii. 37, ἐν δὲ εὐγενείᾳ καὶ πλούτῳ πρῶτος. Para fazer esta comparação, precisamos entender as palavras aqui: “principal em promessa”, ou seja, tendo a maior promessa anexada, ou pelo menos, “tendo a vantagem em termos de promessa”, o que não é a interpretação deles. Crisóstomo diz: οὐ τῇ τάξει εἶπεν αὐτὴν πρώτην, ἀλλὰ τῇ ἐπαγγελίᾳ. Mas é precisamente τῇ τάξει que Ellicott e Meyer fazem como sendo a primeira, só que não de todos os mandamentos. É melhor, então, tomar ἐν (com Alford) como = caracterizada por, acompanhada de, para que possamos traduzir “com uma promessa”. Mas qual é o propósito de afirmar que este é o primeiro mandamento pela ordem acompanhado por uma promessa, especialmente quando seria igualmente verdadeiro, e muito útil, dizer que é o único comando com uma promessa? Em resumo, lembrando que a mensagem é dirigida aos filhos, a interpretação de Stier e Braune parece ser a mais adequada. Westcott e Hort dão um lugar em sua margem para uma pontuação diferente, colocando a vírgula após πρώτη, e conectando ἐπαγγελίᾳ com ἵνα. [Abbott, 1897]

< Efésios 6:1 Efésios 6:3 >

Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles, com adaptação de Luan Lessa – janeiro de 2021.