Gênesis 9:13

Meu arco porei nas nuvens, o qual será por sinal de aliança entre mim e a terra.

Comentário Cambridge

Meu arco porei nas nuvens. A linguagem permite duas interpretações:

(1) “Pela primeira vez, eu estabeleço o arco-íris no céu, para que a humanidade possa ter um sinal da aliança entre nós”.

(2) “Eu nomeei meu arco, o qual tu e a humanidade muitas vezes viram nos céus, para que daqui em diante seja um sinal da aliança entre nós.”

A primeira opção parece preferível. A lenda hebraica explica assim a origem do arco-íris. É claro que deve ter sido visível a partir do primeiro, dependendo da refração da luz das partículas de água. As palavras meu arco significam que o arco era um objeto familiar ou que era um presente de Deus. A entrega de um “sinal” não é necessariamente equivalente à criação de uma característica na natureza (compare com Gênesis 4:15). No entanto, a simplicidade da linguagem favorece a interpretação mais literal; e a promessa em Gênesis 9:14-15 sugere que o arco-íris era um fenômeno novo. [Cambridge]

< Gênesis 9:12 Gênesis 9:14 >

Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles, com adaptação de Luan Lessa – janeiro de 2021.