Lucas 1:1

Como muitos empreenderam pôr em ordem o relato das coisas que entre nós se cumpriram,

Comentário Barnes

Como muitos. Tem-se duvidado de quem é referido aqui pela palavra “muitos”. Parece claro que não poderiam ser os outros evangelistas, pois o evangelho de “João” ainda não foi escrito, e a palavra “muitos” denota claramente mais do que “dois”. Além disso, é dito que eles se comprometeram a registrar o que as “testemunhas oculares” lhes haviam entregue, para que os próprios escritores não fingissem ser testemunhas oculares. É claro, portanto, que outros escritos são significados além dos evangelhos que temos agora, mas o que eles eram é uma questão de conjectura. O que hoje é conhecido como evangelho espúrio foi escrito muito depois de Lucas ter escrito o seu. É provável que Lucas se refira a “fragmentos” da história, ou a narrativas de ditos, atos ou parábolas “separados” de nosso Senhor, que foram feitas e divulgadas entre os discípulos e outros. Suas doutrinas eram originais, ousadas, puras e confiáveis. Seus milagres foram extraordinários, claros e terríveis. Sua vida e morte foram peculiares; e não é improvável – na verdade, é altamente provável que tais contas quebradas e narrativas de fatos destacados fossem preservadas. Que isso é o que Lucas quer dizer parece mais distante de Lucas 1:3, onde “ele” professa dar um relato regular, completo e sistemático desde o início – “tendo tido perfeito entendimento de” todas as coisas desde o início “. os registros dos outros – os “muitos” – estavam quebrados e incompletos, e os seus deveriam ser regulares e completos.

pôr em ordem. Para compor uma narrativa. Não se refere à “ordem” ou “arranjo”, mas significa simplesmente dar uma narrativa. A palavra traduzida aqui “em ordem” é diferente daquela no terceiro verso, que “tem” referência “à ordem” ou a um “arranjo” completo e justo dos fatos principais, etc., na história de nosso Senhor . [Barnes, aguardando revisão]

< Marcos 16:20 Lucas 1:2 >

Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles, com adaptação de Luan Lessa – janeiro de 2021.