Atos 4:31

E tendo orado, agitou-se o lugar em que eles estavam juntos, e foram todos cheios do Espírito Santo, e falavam a palavra de Deus com ousadia.

Comentário de David Brown

agitou-se o lugar – sinal glorioso da comoção que o Evangelho deveria fazer (Atos 17:6; compare com Atos 16:26), e a derrubada de todos os poderes opostos em que isso aconteceria.

(31-37) O Espírito repousou sobre toda a comunidade, primeiro, da mesma maneira que eles haviam pedido, para que eles “falassem a palavra com ousadia” (Atos 4:29, 31); em seguida, derretendo todo o egoísmo e absorvendo até mesmo o sentimento de individualidade em uma intensa e brilhante realização da unidade cristã. A comunidade de bens era apenas uma expressão externa disso, e natural em tais circunstâncias. [Brown, 1866]

Comentário de Lake e Cadbury

agitou-se o lugar. Não um terremoto natural, mas uma marca sobrenatural de consentimento em resposta à oração. Como o trovão, tais tremores eram considerados um método de comunicação divina por escritores pagãos (exemplos em Wettstein) bem como por judeus (Isaías 6:4; Êxodo 19:18; 4 Esdras 6:15, 29). (Ver 2:2 f.)

falavam. Falar μετὰ παρρησίας é aqui como no versículo 8 (compare com o versículo 13) o resultado do Espírito Santo. Duvido que ‘com ousadia’ seja a tradução correta. Pode significar algo que se aproxima do êxtase? Compare com Marcos 8:32, onde ‘com ousadia’ ou abertamente (a tradução mais geral) parece inadequado para traduzir παρρησίᾳ. Mas deve ser lembrado que a ousadia no perigo e a fuga da prisão eram consideradas milagrosas. Veja em Atos 28:31. [Lake e Cadbury, 1933]

< Atos 4:30 Atos 4:32 >

Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles, com adaptação de Luan Lessa – janeiro de 2021.