Gênesis 4:1

E Adão conheceu a sua mulher Eva, a qual concebeu e deu à luz a Caim, e disse: Obtive um homem pelo SENHOR.

Comentário de Robert Jamieson

Evadisse: Obtive um homem pelo SENHOR. Isto é, “pela ajuda do Senhor” – uma expressão piedosa de gratidão – e ela o chamou de Caim, isto é, “uma possessão”, como se fosse valorizado acima de tudo; enquanto a chegada de outro filho, recordando a Eva a miséria que ela tinha implicado na sua descendência, levou ao nome de Abel, isto é, ou fraqueza, vaidade (Salmo 39:5), ou tristeza, lamentação. Caim e Abel eram provavelmente gêmeos; e pensa-se que, neste período inicial, as crianças nasciam aos pares (Gênesis 5:4) (Calvino). [JFB]

Comentário de Carl F. Keil

(1-8) A propagação da raça humana só teve início após a expulsão do paraíso. A geração no homem é um ato de livre arbítrio pessoal, não um impulso cego da natureza, e repousa sobre uma autodeterminação moral. Ela flui da instituição divina do matrimônio e, portanto, conhece (יָדַע) a esposa. – Ao nascimento do primeiro filho Eva exclamou com alegria: “Consegui (קניתי) um homem com Jeová”; por isso a criança recebeu o nome Cain (קַיִן de קוּן = קָנָה, κτᾶσθαι). No que diz respeito à gramática, a expressão אֶת-יְהֹוָה poderia ser apresentada, como em anexo a אִיֹשׁ, “um homem, o Senhor” (Lutero), mas o sentido não o permitiria. Pois mesmo que pudéssemos supor que a fé de Eva no prometido conquistador da serpente tivesse sido suficientemente viva para isso, a promessa de Deus não lhe havia dado a mínima razão para esperar que a semente prometida seria de natureza divina, e poderia ser Jeová, de modo a levá-la a acreditar que ela havia dado à luz a Jeová agora. אֵת é uma preposição no sentido de uma associação útil, como em Gênesis 21:20; Gênesis 39:2, Gênesis 39:21, etc. Que ela vê no nascimento deste filho o início do cumprimento da promessa, e felizmente reconhece a ajuda divina nesta demonstração de misericórdia, é evidente pelo nome Jeová, o Deus da salvação. O uso deste nome é significativo. Embora não se possa supor que a própria Eva conhecesse e proferisse este nome, já que só mais tarde foi dado a conhecer ao homem, e ele realmente pertence ao hebreu, que só se formou após a divisão das línguas, ainda assim expressa o sentimento de Eva ao receber esta prova da ajuda graciosa de Deus. [Keil, 1861-2]

< Gênesis 3:24 Gênesis 4:2 >

Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles, com adaptação de Luan Lessa – janeiro de 2021.