Gênesis 48:7

Porque quando eu vinha de Padã-Arã, se me morreu Raquel na terra de Canaã, no caminho, como certa distância vindo a Efrata; e sepultei-a ali no caminho de Efrata, que é Belém.

Comentário do Púlpito

Porque quando eu vinha de Padã-Arã – literalmente, em minha vinda, ou seja, durante minha jornada, de Padam, ou Padan-aram. Este é o único lugar onde a designação mais curta é empregada (cf. Gênesis 25:20) —Raquel — a menção a José de sua amada mãe não poderia deixar de despertar emoção em seu peito, pois obviamente ela reavivou uma pontada de tristeza no velho – “a lembrança do nunca-esquecido ‘causando um súbito espasmo de sentimento” (Delitzsch) – me morreu Raquel – não para mim no sentido de compartilhar comigo minhas labutas e perigos, e assim trazendo sobre si o trabalho mortal que a interrompeu (Lunge), que é muito sutil e metafísico em seu refinamento; mas ou sobre mim, ou seja, como uma grande aflição caindo sobre mim (Rosenmüller, Gesenius, Murphy, et alii); ou ao meu lado, ou seja, perto de mim (Keil, Wordsworth, ‘Comentário do Palestrante’); ou talvez comigo, significando, Isso aconteceu comigo, ou, eu vi Rachel morrer (Kalisch); ou possivelmente com um toque de terna emoção, Rachel para mim, ou seja, minha Rachel morreu (Tayler Lewis) – na terra de Canaã, no caminho, como certa distância – literalmente, uma extensão de terreno; a LXX. adicione ἱππόδρομος, significando provavelmente a distância que um cavalo pode percorrer sem ser sobrecarregado (vide Gênesis 35:16) – vindo a Efrata; e sepultei-a ali no caminho de Efrata, que é Belém. [Pulpit, aguardando revisão]

< Gênesis 48:6 Gênesis 48:8 >

Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles, com adaptação de Luan Lessa – janeiro de 2021.