Bíblia, Revisar

Gênesis 48

Mensagem importante
Olá visitante do Apologeta! Vou direto ao ponto: peço que você me ajude a manter este projeto. Atualmente a renda gerada através dos anúncios são insuficientes para que eu me dedique exclusivamente a ele. Se cada pessoa que ler essa mensagem hoje, doar o valor de R$10.00, eu poderia me dedicar integralmente ao Apologeta pelo próximo ano e ainda remover todas as propagandas do site (que eu sei que são um pouco incômodas). Tenho um propósito ousado com este site: traduzir e disponibilizar gratuitamente conteúdo teológico de qualidade. O que inclui um dicionário bíblico completo (+4000 verbetes) e comentário de todos os 31.105 versículos da Bíblia. Faça parte deste projeto e o ajude a continuar crescendo. Obrigado!

Jacó abençoa Manassés e Efraim

1 E sucedeu depois destas coisas que foi dito a José: Eis que teu pai está enfermo. E ele tomou consigo seus dois filhos Manassés e Efraim.

foi dito a José: Eis que teu pai está enfermo – Joseph foi enviado apressadamente, e nessa ocasião ele levou consigo seus dois filhos.

2 E se fez saber a Jacó, dizendo: Eis que teu filho José vem a ti. Então se esforçou Israel, e sentou-se sobre a cama;

Então se esforçou Israel, e sentou-se sobre a cama – Na câmara onde um bom homem mente, um discurso edificante e espiritual pode ser esperado.

3 E disse a José: O Deus Todo-Poderoso me apareceu em Luz na terra de Canaã, e me abençoou,

Deus Todo-Poderoso me apareceu em Luz – O objetivo de Jacó, revertendo assim para a visão memorável em Betel [Gn 28:10-15] – um dos grandes marcos em sua história – foi apontar as esplêndidas promessas em reserva para sua posteridade – para envolver o interesse de José e preservar sua conexão contínua com o povo de Deus, ao invés de com os egípcios.

4 E disse-me: Eis que, eu te farei crescer, e te multiplicarei, e te porei por conjunto de povos: e darei esta terra à tua descendência depois de ti por herança perpétua.

Eis que, eu te farei crescer – Isto é uma repetição da aliança (Gn 28:13-1535:12). Se estas palavras devem ser vistas em um sentido limitado, como apontando para os muitos séculos durante os quais os judeus foram ocupantes da Terra Santa, ou se as palavras carregam um significado mais amplo e íntimo que as tribos espalhadas de Israel devem ser reintegradas em a terra da promessa, como sua “possessão eterna”, são pontos que ainda não foram satisfatoriamente determinados.

5 E agora teus dois filhos Efraim e Manassés, que te nasceram na terra do Egito, antes que viesse a ti à terra do Egito, meus são; como Rúben e Simeão, serão meus:

teus dois filhos Efraim e Manassés – Foi a intenção do velho patriarca de adotar os filhos de José como seus, dando-lhe assim uma porção dupla. As razões para este procedimento são declaradas (1Cr 5:1-2).

meus são – Embora suas conexões possam tê-los anexado ao Egito e aberto a eles brilhantes perspectivas na terra de sua natividade, aceitaram de bom grado a adoção (Hb 11:25).

6 E os que depois deles geraste, serão teus; pelo nome de seus irmãos serão chamados em suas propriedades.
7 Porque quando eu vinha de Padã-Arã, se me morreu Raquel na terra de Canaã, no caminho, como certa distância vindo a Efrata; e sepultei-a ali no caminho de Efrata, que é Belém.
8 E viu Israel os filhos de José, e disse: Quem são estes?
9 E respondeu José a seu pai: São meus filhos, que Deus me deu aqui. E ele disse: Achegai-os agora a mim, e os abençoarei.

Achegai-os agora a mim, e os abençoarei – O apóstolo (Hb 11:21) selecionou a bênção do filho de José como o chefe, porque o exemplo mais abrangente da fé do patriarca que a sua toda a história fornece.

10 E os olhos de Israel estavam tão agravados da velhice, que não podia ver. Fez-lhes, pois, chegar a ele, e ele os beijou e abraçou.
11 E disse Israel a José: Não pensava eu ver teu rosto, e eis que Deus me fez ver também tua descendência.
12 Então José os tirou dentre seus joelhos, e inclinou-se à terra.
13 E tomou-os José a ambos, Efraim à sua direita, à esquerda de Israel; e a Manassés à sua esquerda, à direita de Israel; e fez-lhes chegar a ele.

O próprio ato de pronunciar a bênção foi notável, mostrando que o seio de Jacó foi animado pelo espírito de profecia.

14 Então Israel estendeu sua mão direita, e a pôs sobre a cabeça de Efraim, que era o mais novo, e sua esquerda sobre a cabeça de Manassés, colocando assim suas mãos propositadamente, ainda que Manassés era o primogênito.
15 E abençoou a José, e disse: O Deus em cuja presença andaram meus pais Abraão e Isaque, o Deus que me mantém desde que eu sou até hoje,
16 O Anjo que me liberta de todo mal abençoe a estes moços: e meu nome seja chamado neles, e o nome de meus pais Abraão e Isaque: e multipliquem em grande maneira em meio da terra.
17 Então vendo José que seu pai punha a direita sobre a cabeça de Efraim, causou-lhe isto desgosto; e pegou a mão de seu pai, para mudá-la de sobre a cabeça de Efraim à cabeça de Manassés.
18 E disse José a seu pai: Não assim, meu pai, porque este é o primogênito; põe tua mão direita sobre sua cabeça.
19 Mas seu pai não quis, e disse: Eu sei, meu filho, eu sei: também ele virá a ser um povo, e será também acrescentado; porém seu irmão mais novo será maior que ele, e sua descendência será plenitude de povos.
20 E abençoou-os aquele dia, dizendo: Em ti Israel abençoará, dizendo: Deus faça de ti Deus como a Efraim e como a Manassés. E pôs a Efraim diante de Manassés.
21 E disse Israel a José: Eis que eu morro, mas Deus será convosco, e vos fará voltar à terra de vossos pais.

E disse Israel a José: Eis que eu morro – O patriarca podia falar da morte com serenidade, mas queria preparar Joseph e o resto da família para o choque.

mas Deus será convosco – Jacó, com toda a probabilidade, não estava autorizado a falar de sua escravidão – ele habitou apenas na certeza de sua restauração a Canaã.

22 E eu dei a ti uma parte sobre teus irmãos, a qual tomei eu da mão dos amorreus com minha espada e com meu arco.

E eu dei a ti uma parte sobre teus irmãos – Isto foi perto de Siquém (Gn 33:18; Jo 4:5; também Js 16:1; Js 20:7). E é provável que os amorreus, tendo se apoderado dele durante uma de suas frequentes ausências, o patriarca, com as forças unidas de sua tribo, recuperou-os deles por sua espada e seu arco.

<Gênesis 47 Gênesis 49>

Leia também uma introdução ao livro do Gênesis.

Adaptado de: Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible. Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.

Conteúdos recomendados