Livro

Gênesis

Mensagem importante
Olá visitante do Apologeta! Vou direto ao ponto: peço que você me ajude a manter este projeto. Atualmente a renda gerada através dos anúncios são insuficientes para que eu me dedique exclusivamente a ele. Se cada pessoa que ler essa mensagem hoje, doar o valor de R$10.00, eu poderia me dedicar integralmente ao Apologeta pelo próximo ano e ainda remover todas as propagandas do site (que eu sei que são um pouco incômodas). Tenho um propósito ousado com este site: traduzir e disponibilizar gratuitamente conteúdo teológico de qualidade. O que inclui um dicionário bíblico completo (+4000 verbetes) e comentário de todos os 31.105 versículos da Bíblia. Faça parte deste projeto e o ajude a continuar crescendo. Obrigado!

Os cinco livros de Moisés foram coletivamente chamados de Pentateuco, uma palavra de origem grega que significa “o livro de cinco partes”. Os judeus os chamavam de Torá, ou seja, “a lei”. É provável que a divisão da Torá em cinco livros procedesse dos tradutores gregos do Antigo Testamento. Os nomes pelos quais esses vários livros são geralmente conhecidos são gregos.

O primeiro livro do Pentateuco é chamado pelos judeus Bereshith, ou seja, “no começo”, porque esta é a primeira palavra do livro. É geralmente conhecido entre os cristãos pelo nome de Gênesis, ou seja, “criação” ou “geração”, sendo o nome dado a ele na LXX. como designando seu caráter, porque fornece um relato da origem de todas as coisas. O Gênesis contém, de acordo com a contagem comum, a história de cerca de dois mil trezentos e sessenta e nove anos.

Gênesis é dividido em duas partes principais. A primeira parte (1-11) dá uma história geral da humanidade até o momento da Dispersão. A segunda parte apresenta a história inicial de Israel até a morte e sepultamento de José (12-50).

Há cinco pessoas principais agrupadas em sequência sob nossa observação neste livro, e ao redor destas pessoas a história dos períodos sucessivos é agrupada, a saber, Adão (1-3), Noé (4-9), Abraão (10-25:18), Isaque (25:19-35:29) e Jacó (36-50).

Neste livro temos várias profecias concernentes a Cristo (Gn 3:15; 12:3; 18:18; 22:18; 26:4; 28:14; 49:10). O autor deste livro foi Moisés. Sob a orientação divina, ele pode de fato ter sido levado a fazer uso de materiais já existentes em documentos primitivos, ou mesmo de tradições em uma forma confiável que chegaram até o seu tempo, purificando-os de tudo o que era indigno; mas a mão de Moisés está claramente em toda a sua composição.

Adaptado de: Illustrated Bible Dictionary (Genesis).

Conteúdos recomendados