Profeta Ageu

Ageu (significado: festivo) é um dos doze chamados profetas menores. Ele foi o primeiro dos três (Zacarias, seu contemporâneo, e Malaquias, que foi cerca de cem anos depois, sendo os outros dois) cujo ministério pertencia ao período da história judaica que começou após o retorno do cativeiro na Babilônia. Pouco se sabe de sua história pessoal. Ele pode ter sido um dos cativos levados a Babilônia por Nabucodonosor.

Ageu começou seu ministério profético cerca de dezesseis anos após o retorno da Babilônia. O trabalho de reconstrução do templo foi interrompido por meio das intrigas dos samaritanos. Depois de ter sido suspenso por quinze anos, o trabalho foi retomado através dos esforços de Ageu e Zacarias (Esdras 6:14), que, com as suas exortações, despertaram o povo da sua indolência e levaram-no a aproveitar a oportunidade favorável que tinha surgido numa mudança na política do governo persa.

As profecias de Ageu foram assim caracterizadas:”Existe uma dignidade grave e simples na reiteração enfática dirigida tanto a toda classe da comunidade, príncipe, sacerdote e pessoas: ‘Esforça-te, esforça-te, esforça-te’ (Ageu 2:4). ‘Apegar-se, apegar-se ao trabalho que você tem que fazer;’ ou novamente, ‘Considerai seus caminhos, considerai, considerai, considerai, considerai’ (Ageu 1:5,7; 2:15,18). É a frase hebraica para o esforço, característica dos profetas dotados de todos os tempos, de obrigar seus ouvintes a voltarem o interior de seu coração para fora para sua própria visão, a tirar a máscara de sua consciência, a ‘ver a vida firmemente, e a vê-la completamente'”, Stanley.

Adaptado de: Illustrated Bible Dictionary (Haggai).