Salmo 24:2

Porque ele a fundou sobre os mares; e sobre os rios ele a firmou.

Comentário Barnes

Porque ele a fundou sobre os mares – Ou seja, a terra, ou o mundo habitável. O fundamento da reivindicação sobre a terra e tudo o que ela contém, que é aqui afirmado, é o fato de que Deus a criou ou “fundou”. A linguagem usada aqui – “ele a fundou”, isto é, ele lançou as bases dela, “nos mares” e “nas inundações” – está de acordo com o modo usual de falar da terra nas Escrituras como colocado sobre um alicerce – como uma casa é erguida sobre um alicerce firme. Veja as notas em Jó 38:6 . Como a terra parecia estar rodeada de água, era natural falar dela como “fundada” também sobre as águas. Provavelmente há uma alusão aqui à declaração em Genesis 1:9-10, onde se diz que as águas se juntaram de forma que a terra seca apareceu. Acima de todas as águas, a terra foi estabelecida para se tornar a morada das plantas, dos animais e do homem.

e sobre os rios ele a firmou – Os riachos; as torrentes. A terra foi elevada acima deles, a fim de ser uma residência para os animais e para os homens. O pensamento essencial é que esta terra se tornou o que é pelo fato de Deus a ter fundado; e, portanto, o que ela produz pertence de direito a ele. [Barnes, aguardando revisão]

< Salmo 24:1 Salmo 24:3 >

Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles, com adaptação de Luan Lessa – janeiro de 2021.