Bíblia

Livro de Zacarias

Mensagem importante
Olá visitante do Apologeta! Vou direto ao ponto: peço que você me ajude a manter este projeto. Atualmente a renda gerada através dos anúncios são insuficientes para que eu me dedique exclusivamente a ele. Se cada pessoa que ler essa mensagem hoje, doar o valor de R$10.00, eu poderia me dedicar integralmente ao Apologeta pelo próximo ano e ainda remover todas as propagandas do site (que eu sei que são um pouco incômodas). Tenho um propósito ousado com este site: traduzir e disponibilizar gratuitamente conteúdo teológico de qualidade. O que inclui um dicionário bíblico completo (+4000 verbetes) e comentário de todos os 31.105 versículos da Bíblia. Faça parte deste projeto e o ajude a continuar crescendo. Obrigado!

Introdução ao livro de Zacarias

O livro de Zacarias é o décimo primeiro dos profetas menos. Como Ezequiel, Zacarias era de origem sacerdotal. Ele se descreve (Zc 1:1) como “o filho de Berequias”. Em Ed 5:1 e 6:14 ele é chamado de “filho de Ido”, que era propriamente seu avô. Sua trajetória profética começou no segundo ano de Dário (520 a.C.), cerca de dezesseis anos após o retorno do primeiro grupo do exílio. Ele era contemporâneo com Ageu (Ed 5:1).

Estrutura do livro de Zacarias

O livro de Zacarias consiste em duas partes distintas, (1) capítulos 1 a 8, inclusive, e (2) 9 até o final. Começa com um prefácio (Zc 1:1-6), que lembra a história do passado da nação, com a finalidade de apresentar uma advertência solene à geração presente. Em seguida, segue uma série de oito visões (Zc 1:7 à 6:8), sucedendo uma à outra em uma noite, que pode ser considerada como uma história simbólica de Israel, destinada a dar consolo aos exilados retornados e despertar esperança em suas mentes. A ação simbólica, a coroação de Josué (Zc 6:9-15), descreve como os reinos do mundo se tornam o reino do Cristo de Deus.

Os capítulos 7 e 8, entregues dois anos mais tarde, são uma resposta à pergunta se os dias de luto pela destruição da cidade devem continuar a ser guardados, e um discurso encorajador ao povo, assegurando-lhe a presença e bênção de Deus.

A segunda parte do livro (Zc 9-14) não tem data. É provável que um intervalo considerável a separe da primeira parte. Consiste em dois oráculos.

O primeiro oráculo (Zc 9-11) dá um esboço do curso das relações providenciais de Deus com seu povo até o tempo do Advento.

O segundo oráculo (Zc 12-14) aponta as glórias que esperam Israel no “último dia”, o conflito final e o triunfo do reino de Deus.

Adaptado de: Illustrated Bible Dictionary.

Conteúdos recomendados