Jeremias 7:22

Pois não falei a vossos pais, nem lhes mandei, no dia em que os tirei da terra do Egito, coisa alguma sobre holocaustos ou sacrifícios;

Comentário de A. R. Fausset

Não contradizendo a obrigação divina dos sacrifícios legais. Mas, “eu não exigi sacrifícios, a menos que combinado com obediência moral” (Salmo 50:8; 51:16-17). A reivindicação superior da moral acima dos preceitos positivos da lei foi marcada pelos dez mandamentos tendo sido entregues primeiro, e pelas duas tábuas de pedra sendo depositadas sozinhas na arca (Deuteronômio 5:6). O negativo em hebraico geralmente fornece a falta do comparativo: não exclui a coisa negada, mas apenas implica a reivindicação prévia da coisa que se opõe a ela (Oséias 6:6). “Terei misericórdia e não sacrifício” (1Samuel 15:22). O amor a Deus é o fim supremo, as observâncias externas apenas significam para esse fim. “O simples sacrifício não foi tanto o que eu ordenei, como a submissão sincera à Minha vontade dá ao sacrifício toda a sua virtude” [Magee, Expiação, Nota 57]. [Fausset, aguardando revisão]

< Jeremias 7:21 Jeremias 7:23 >

Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles, com adaptação de Luan Lessa – janeiro de 2021.