Livro

Livro de Jonas

Introdução ao livro de Jonas

O livro de Jonas afirma relatar o que realmente aconteceu na experiência do profeta. Há todos os motivos para acreditar que este livro foi escrito pelo próprio profeta Jonas.

Conteúdo do livro de Jonas

O livro de Jonas relata (1) seu chamado divino para ir a Nínive, sua desobediência e o castigo subsequente (Jn 1:1-17); (2) sua oração e livramento milagroso (Jn 1:17 à 2:10); (3) a segunda missão dada a ele, e sua pronta obediência na entrega da mensagem de Deus, e seus resultados no arrependimento dos ninivitas, e a longa misericórdia de Deus para com eles (Jn 3); (4) o desapontamento de Jonas pela decisão misericordiosa de Deus, e a repreensão dirigida ao profeta (Jn 4).

Nínive foi poupada da missão de Jonas por mais de um século. A história de Jonas pode muito bem ser considerada “como parte desse grande movimento progressivo que existia antes da Lei e sob a Lei; que ganhou força e corpo à medida que a plenitude dos tempos se aproximava”, Perowne’s Jonah.

Veracidade do livro de Jonas

Alguns críticos tentaram interpretar o livro como uma parábola ou alegoria, e não como uma história. Eles fizeram isso por vários motivos. (1) Alguns rejeitam com base no fato de que o elemento milagroso entra tão amplamente nele, e que não é profético, mas narrativo em sua forma; (2) outros, negando a possibilidade de milagres, sustentam que, portanto, não pode ser verdadeira história.

Jonas e sua história são mencionados por nosso Senhor (Mt 12:39-40; Lc 11:29), um fato ao qual deve ser atribuído o maior peso. É impossível interpretar essa referência em qualquer outra teoria. Este argumento é de importância suficiente para resolver toda a questão. Nenhuma teoria concebida com o propósito de se livrar das dificuldades pode se opor a tal prova de que o livro é uma história verdadeira.

Adaptado de: Illustrated Bible Dictionary (Jonah, Book of).