João 7:38

Quem crê em mim, como diz a Escritura, rios de água viva correrão do interior de seu corpo.

Comentário de David Brown

As palavras “como diz a Escritura” referem-se, é claro, à promessa na última parte do versículo – mas não tanto a qualquer passagem em particular, mas à tensão geral da profecia messiânica, como Isaías 58:11; Joel 3:18; Zacarias 14:8; Ezequiel 47:1-12; na maioria das passagens, a ideia é a de águas saindo de baixo do Templo, com as quais nosso Senhor se compara e aqueles que acreditam nEle. A expressão “do interior de seu corpo” significa, da sua alma, como em Provérbios 20:27. Sobre os “rios de água viva”, veja João 4:13-14. Lá, porém, a figura é “uma fonte”; aqui é “rios”. Refere-se principalmente à abundância, mas indiretamente também à dispersão dessa água viva para o bem dos outros. [Jamieson; Fausset; Brown, 1866]

Comentário de J. H. Bernard

como diz a Escritura…[καθὼς εἶπεν ἡ γραφή κτλ]. ἡ γραφή sempre indica uma passagem específica no Antigo Testamento (ver em João 2:22), embora (compare com o versículo 42 abaixo) a citação nem sempre seja exata. Aqui, a fonte da citação não pode ser identificada com certeza, embora, como veremos, a ideia do versículo 38 seja bíblica. O fato de não podermos fixar com precisão a citação contribui para a genuinidade da reminiscência aqui registrada. Um escritor cujo objetivo fosse apenas edificar, e que não se esforçasse para reproduzir incidentes históricos, não teria colocado na boca de Jesus uma citação bíblica que ninguém jamais foi capaz de identificar com exatidão.

A passagem foi pontuada de várias maneiras:

(1) Crisóstomo limita a citação às palavras “aquele que crê em mim”, tomando o restante do versículo 38 como palavras de Jesus. Assim, a “escritura” pode ser Isaías 28:16, citada em Romanos 9:33 na forma ὁ πιστεύων ἐπʼ αὐτῷ οὐ καταισχυνθήσεται. Mas esta exegese é um mero escape das dificuldades.

(2) Algumas autoridades ocidentais antigas conectam πινέτω com ὁ πιστεύων εἰς ἐμέ que segue, colocando um fim após ἐμέ: “Se alguém tem sede, venha a mim e beba aquele que crê em mim. Como diz a Escritura: de Seu ventre correrão rios de água viva”. Por esse arranjo, αὐτοῦ é entendido por Cristo, não pelo crente.

A colometria dos códices O.L. d e e concordaria com esta pontuação. A Carta das Igrejas de Vienne e Lyons tem…τοῦ ὕδατος τῆς ζωῆς τοῦ ἐξιόντος ἐκ τῆς νηδύος τοῦ Χριστοῦ, que leva αὐτοῦ como significando Cristo. Assim também Cipriano tem “clamat dominus ut qui sitit ueniat et bibat de fluminibus aquae uiuae quae de eius uentre fluxerunt”. Muitos pais ocidentais são citados no mesmo sentido por Turner. Loisy e alguns outros exegetas modernos favorecem essa visão.

Burney sustentou que esse arranjo de sentenças representava o sentido, sendo o grego κοιλία devido a um mal-entendido do aramaico subjacente e uma confusão de מְעִין “ventre” (compare com Daniel 2:32) com מַעְיָן “fonte”. Ele traduziu o versículo 38 de acordo: “Como diz a Escritura: Rios fluirão da fonte de águas vivas”, sendo a alusão a Ezequiel 47:1. C. C. Torrey também apela para o aramaico, traduzindo “Como diz a Escritura: Do meio dela (ou seja, Jerusalém) fluirão rios de água viva”, sendo a referência a Zacarias 14:8. Essas explicações são engenhosas, mas não revelam nenhuma citação exata do Antigo Testamento.

(3) Nós preferimos aqui a exegese oriental. Orígenes é explícito em sua referência de αὐτοῦ ao crente em Cristo: εἰ γὰρ περὶ περὶ τοῦ πνεύματος εἴρηται ποταμῶν ὕδωρ ὕδωρ ζῶν ποταμῶν ποταμῶν ἐκπορευόμενον ἐκ τοῦ πιστεύοντος … Assim, também, Cirilo de Jerusalém (Cat. xvi. 2), Basílio (no Salmo 46:4), e Atanásio (Cartas Festais, ix. 7, 44). Que Cristo é a fonte última da água viva, que representa o Espírito, é comum a todas as interpretações; mas estes escritores compreendem também que aqueles que a recebem d’Ele a transmitem, por sua vez, aos outros. Assim, nas Odes de Salomão (vi.) temos Cristo o χείμαρρος ou torrente de água viva espalhada pelo mundo, enquanto os ministros dessa torrente do Espírito aliviam a muitos. Esta é a doutrina joanina do Espírito, aparecendo novamente em outra forma em João 20:23.

A referência de ἐκ τῆς κοιλίας αὐτοῦ ao crente está em estrita correspondência com a passagem anterior 4:10-14, onde se diz da água que Cristo dá que estará no crente πηγὴ ὕδατος ἁλλομένου εἰς ζωὴν αἰώνιον. A imagem de “Se alguém tem sede, venha a mim e beba”, remonta a Isaías 55:1; e da mesma forma (como em João 4:14) a imagem do versículo 38 remonta a Isaías 58:11: “Serás como uma fonte de água cujas águas não falham”. Como vimos em João 4,14, esta ideia aparece em muitos lugares na literatura hebraica, embora as palavras propriamente ditas não possam ser rastreadas. Aquele que bebeu profundamente das águas vivas que são o dom de Cristo torna-se, por sua vez e em medida mais humilde, uma fonte da qual brota a água da vida para o refrigério dos outros.

O κοιλία é considerado no Antigo Testamento como a sede da natureza emocional do homem (Provérbios 20:27). A água muitas vezes simboliza a Lei Divina (ver em João 4:10), e a Lei está “no coração” (Salmo 40:8) do servo de Yahweh, ou, como dizem alguns textos da Septuaginta, ἐν μέσῳ τῆς κοιλίας μου O Salmo continua: “Não escondi a tua justiça dentro do meu coração, anunciei a tua fidelidade” (Salmo 40:10). Então, novamente em Provérbios 18:4, temos: ὔδωρ βαθὺ λόγος ἐν καρδίᾳ ἀνδρός,ποταμὸς δὲ ἀναπηδύει καὶ πηγὴ ζ. Portanto, a concepção do Antigo Testamento é que a Lei Divina está no coração (καρδία ou κοιλία) de alguém inspirado pelo Espírito de Yahweh, como uma fonte que não pode ser reprimida, mas que perpetuamente emite uma corrente de água viva. Este é o ensinamento joanino de João 7:38.

O uso de κοιλία está de acordo com o hábito semítico de expressar ênfase mencionando alguma parte do corpo, por exemplo, “a boca do Senhor o disse”, “Seu braço operou a salvação”. “Do seu ventre” é apenas uma forma enfática de dizer “Dele fluirá”. As águas vivas para o pensamento dos profetas (Zacarias 14:8. Ezequiel 47:1) fluíram de um lugar santo, em outras palavras, Jerusalém; mas aqui dizem que fluem de uma pessoa santa, em outras palavras, alguém que acreditou em Cristo. [Bernard, 1928]

< João 7:37 João 7:39 >

Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles, com adaptação de Luan Lessa – janeiro de 2021.