Bíblia, Revisar

2 Crônicas 22

Acazias, sucedendo a Jeorão, reina impiamente

1 E os moradores de Jerusalém fizeram rei em lugar seu a Acazias seu filho menor: porque a tropa havia vindo com os árabes ao campo, havia morto a todos os maiores; por o qual reinou Acazias, filho de Jeorão rei de Judá.

os moradores de Jerusalém fizeram rei em lugar seu a Acazias – ou Jeoacaz (2Cr 21:17). Todos os seus irmãos mais velhos foram massacrados pelos saqueadores árabes, o trono de Judá por direito pertencia a ele como o único herdeiro legítimo.

2 Quando Acazias começou a reinar era de quarenta e dois anos, e reinou um ano em Jerusalém. O nome de sua mãe foi Atalia, filha de Onri.

Acazias começou a reinar – (compare 2Rs 8:26). De acordo com essa passagem, o início do seu reinado é datado no segundo ano da sua idade e, de acordo com isso, não há quadragésimo segundo ano do reino da família da mãe (Lightfoot). “Se Acazias ascendeu ao trono no vigésimo segundo ano de sua vida, ele deve ter nascido no décimo nono ano de seu pai. Por isso, pode parecer estranho que ele tivesse irmãos mais velhos; mas no Oriente casaram cedo, e os príncipes reais, além da esposa de primeira ordem, usualmente concubinavam, como Jeorão (2Cr 21:17); ele poderia, portanto, no décimo nono ano de sua idade, muito bem ter vários filhos ”(Keil) (compare 2Cr 21:20; 2Rs 8:17).

Atalia, filha de Onri – mais apropriadamente, “neta”. A expressão é usada frouxamente, como a declaração foi feita simplesmente com o propósito de insinuar que ela pertencia àquela raça idólatra.

3 Também ele andou nos caminhos da casa de Acabe: porque sua mãe lhe aconselhava a agir impiamente.

sua mãe lhe aconselhava – O rei fácil entregou-se inteiramente à influência de sua mãe e seus parentes. Atalia e seu filho introduziram uma corrupção universal da moral e fizeram da idolatria a religião da corte e da nação. Por eles, ele foi induzido não apenas a se conformar à religião do reino do norte, mas a participar de uma nova expedição contra Ramote-Gileade (ver 2Rs 9:10).

4 Fez, pois, o que era mau aos olhos do SENHOR, como a casa de Acabe; porque depois da morte de seu pai, eles lhe aconselharam para sua perdição.
5 E ele andou nos conselhos deles, e foi à guerra com Jeorão filho de Acabe, rei de Israel, contra Hazael rei da Síria, a Ramote de Gileade, de onde os sírios feriram a Jeorão.

foi à guerracontra Hazael rei da Síria – Pode ser mencionado como uma confirmação muito importante e, portanto, importante desta parte da história sagrada que os nomes de Jeú e Hazael, seu contemporâneo, foram encontrados em esculturas assírias; e há também um aviso de Ithbaal, rei de Sidom, que foi pai de Jezabel.

6 E se voltou para curar-se em Jezreel das feridas que lhe haviam feito em Ramá, lutando com Hazael rei da Síria. E desceu Azarias filho de Jeorão, rei de Judá, a visitar a Jeorão filho de Acabe, em Jezreel, porque ali estava enfermo.

E desceu Azarias – isto é, de Ramote-Gileade, para visitar o rei de Israel, que jazia ferido em Jezreel e que fugira para lá, alarmados pela rebelião de Jeú.

7 Isto, porém, vinha de Deus, para que Acazias fosse abatido vindo a Jeorão: porque sendo vindo, saiu com Jeorão contra Jeú filho de Ninsi, ao qual o SENHOR havia ungido para que exterminasse a casa de Acabe.
8 E foi que, fazendo juízo Jeú com a casa de Acabe, achou aos príncipes de Judá, e aos filhos dos irmãos de Acazias, que serviam a Acazias, e matou-os.
9 E buscando a Acazias, o qual se havia escondido em Samaria, tomaram-no, e trouxeram-no a Jeú, e lhe mataram; e deram-lhe sepultura, porque disseram: É filho de Josafá, o qual buscou ao SENHOR de todo seu coração. E a casa de Acazias não tinha forças para para manter o reino.

buscando a Acazias, o qual se havia escondido em Samaria, tomaram-no – (compare 2Rs 9:27-29). As duas contas são facilmente reconciliadas. “Acazias fugiu primeiro para a casa do jardim e fugiu para Samaria; mas estava aqui, onde se escondera, tomado pelos homens de Jeú que o perseguiam, trazido a Jeú, que ainda estava perto ou em Jizreel, e ao seu comando morto no monte Gur, ao lado de Iblém, no seu carro; isto é, mortalmente ferido com uma flecha, de modo que ele, novamente fugindo, expirou em Megido (Keil). Jeú deixou o cadáver à disposição dos assistentes do rei de Judá, que o transmitiram a Jerusalém e, em respeito à memória de seu avô Josafá, deu-lhe um honroso enterro nas tumbas dos reis.

a casa de Acazias não tinha forças para para manter o reino – Seus filhos eram jovens demais para assumir as rédeas do governo, e todos os outros príncipes reais haviam sido massacrados por Jeú (2Cr 22:8).

Atalia, destruindo a semente real, exceto Joás, usurpa o reino

10 Então Atalia mãe de Acazias, vendo que seu filho era morto, levantou-se e destruiu toda a descendência real da casa de Judá.

(Veja em 2Rs 11:1-3). Enlouquecida pelo massacre da família real de Acabe, ela resolveu que a casa real de Davi deveria ter o mesmo destino. Sabendo que a comissão que Jeú recebeu para extirpar toda a posteridade de Ahab, ela esperava que ele estendesse a espada para ela. Antecipando seus movimentos, ela decidiu, como sua única defesa e segurança, usurpar o trono e destruir “a semente real”, tanto por serem hostis ao culto fenício de Baal, que ela estava decidida a defender, quanto porque, se dos jovens príncipes tornou-se rei, sua mãe iria substituir Atalia na dignidade da rainha-mãe.

11 Porém Jeosebate, filha do rei, tomou a Joás filho de Acazias, e tirou-o dentre os filhos do rei, que foram mortos, e guardou a ele e a sua ama na câmara dos leitos. Assim pois o escondeu Jeosebate, filha do rei Jeorão, mulher de Joiada o sacerdote, (porque ela era irmã de Acazias), de diante de Atalia, e não o mataram.
12 E esteve com eles escondido na casa de Deus durante seis anos. E Atalia reinava naquela terra.

E esteve com eles escondido na casa de Deus – Certas pessoas ligadas ao sacerdócio tinham o direito de ocupar os edifícios na parede externa, e todos dentro da parede externa eram frequentemente chamados de templo. Joiada e sua família residiam em um desses apartamentos.

<2 Crônicas 21 2 Crônicas 23>

Adaptado de: Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible. Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.