Colossenses 4:3

Orai também ao mesmo tempo por nós, para que Deus nos abra uma porta para a palavra, para que falemos do mistério de Cristo, mistério pelo qual estou preso.

Comentário A. R. Fausset

para nós – eu e Timóteo (Colossenses 1:1).

uma porta para a palavra – Traduza: “uma porta para a palavra”. Não como em Efésios 6:19, onde o poder de “proferir” é sua petição. Aqui é uma oportunidade para pregar a palavra, que seria melhor oferecida por sua libertação da prisão (1Coríntios 16:9; 2Coríntios 2:12; Filemom 1:22; Apocalipse 3:8).

falar – para que possamos falar.

o mistério de Cristo – (Colossenses 1:27).

para o qual… também – por causa da qual eu sou (não só “um embaixador”, Efésios 6:20, mas) TAMBÉM em títulos. [JFB, aguardando revisão]

Comentário de L. B. Radford

Orai também ao mesmo tempo por nós, ou seja, por Paulo e seus companheiros pregadores do Evangelho, especialmente Timóteo e Epafras. É duvidoso que Paulo use o plural epistolar, ou seja, de si mesmo sozinho.

uma porta para a palavra. (1) A King James uma porta de expressão; Bengel, januam sermonis. compare com Efésios 6:19, ‘que me seja dada a palavra ao abrir minha boca’. A referência ao uso da porta da boca em Salmo 141:3, Miquéias 7:5, Eclesiastes 28:25 é pouco relevante; a idéia ali é a guarda dos lábios contra a fala precipitada. Salmo 51:15 é mais direto ao ponto: ‘Ó Senhor, abre os meus lábios’. (2) O artigo definido no Gk. é decisivo em favor da palavra, ou seja, do Evangelho. Pode significar (a) a porta de oportunidade para a pregação do Evangelho, compare com 1Coríntios 16:9, 2Coríntios 2:12, Apocalipse 3:8, ou (b) a porta de recepção e acolhimento no coração dos ouvintes , como em Atos 16:14, compare com Apocalipse 3:20. Em Atos 14:27, ‘como Deus abriu uma porta de fé para os gentios’, a idéia é a abertura de uma porta para a admissão dos gentios no Reino ao invés da abertura da porta dos corações gentios para receber o Evangelho. Há um chamado tríplice instrutivo à Igreja e à alma nas portas sucessivas de Apocalipse 3 e 4; Apocalipse 3:8, a porta aberta da oportunidade no mundo, esperando para ser adentrada; Apocalipse 3:20, a porta da comunhão com Cristo, esperando para ser aberta de dentro do coração; Apocalipse 4:1, a porta da visão no céu esperando a alma subir e contemplar.

para que falemos do mistério de Cristo. A porta aberta pela qual eles devem orar é a porta da oportunidade para entregar sua mensagem, a revelação de Deus em Cristo.

mistério pelo qual estou preso. Alguns manuscritos têm para quem, ou seja, Cristo. Mas o peso da evidência é a favor de qual, ou seja, o mistério. Também é ambíguo. Pode significar (1) ‘que de fato, de fato, é a causa da minha prisão’, ou (2) ‘pelo qual estou agora sofrendo prisão, além de minhas dificuldades anteriores’, compare com Filemom 9 e 2Timóteo 2:9, em que (ou seja, ao pregar o Evangelho) sofro até em cadeias’. Comentaristas que tomam o mistério de Cristo como o Evangelho da admissão dos gentios ao Reino de Deus enfatizam aqui o fato de que foi exatamente essa mensagem que provocou o preconceito judaico na hostilidade que levou ao julgamento e apelo de Paulo , Atos 22:21-22. Mas também é verdade que sua prisão foi o resultado de sua pregação do Evangelho em geral. Em Filemom 13, ‘nos laços do Evangelho’, não se pensa em sua relação especial com os gentios; e em Atos 28:20 Paulo diz a seus visitantes judeus em Roma que foi ‘por causa da esperança de Israel’ que ele foi ‘amarrado com esta cadeia’. Observe a mudança do plural para o singular quando Paulo passa de seu apelo à oração em favor de si mesmo e de seus companheiros com suas oportunidades de pregar o Evangelho para sua própria experiência peculiar de prisão, à qual eles não foram submetidos, com a possível exceção de Aristarco (versículo 10). [Radford, aguardando revisão]

< Colossenses 4:2 Colossenses 4:4 >

Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles, com adaptação de Luan Lessa – janeiro de 2021.