Biografia

Noé

História de Noé

Neto de Matusalém (Gn 5:25-29), que foi  por duzentos e cinquenta anos contemporâneo de Adão e o filho de Lameque, que tinha cerca de cinquenta anos na época da morte de Adão. Noé é adequadamente considerado como o elo de ligação entre o velho e o novo mundo. Ele é o segundo grande progenitor da família humana.

As palavras de seu pai Lameque no seu nascimento (Gn 5:29) tem sido consideradas como um sentido profético, designando Noé como um tipo d’Aquele que é o verdadeiro “descanso e conforto” dos homens sob o peso da vida (Mt 11:28).

Noé viveu quinhentos anos, e então lhe nasceram três filhos: Sem, Cam e Jafé (Gn 5:32). Ele era um “homem justo e perfeito em sua geração” e “andava com Deus” (comp. Ez 14:14,20). Mas agora os descendentes de Caim e Sete começaram a se casar, e então surgiu uma raça distinguida por sua impiedade. Os homens tornaram-se cada vez mais corruptos, e Deus determinou varrer a terra de sua população perversa (Gn 6:7). Mas com Noé Deus entrou numa aliança, com uma promessa de libertação do dilúvio ameaçado (Gn 6:18). Foi-lhe ordenado que construísse uma arca (Gn 6:14-16) para salvar a si mesmo e a sua família. Um intervalo de cento e vinte anos se passou enquanto a arca estava sendo construída (Gn 6:3), durante a qual Noé deu testemunho constante contra a incredulidade e iniquidade daquela geração (1Pe 3:18-20; 2Pe 2:5).

Quando a arca de “madeira de gofer” (mencionada apenas aqui) foi completada de acordo com mandamento do Senhor, os seres vivos que deviam ser preservados entraram nela; e então Noé e sua esposa e filhos e noras entraram nela, e o “Senhor a fechou” (Gn 7:16). O juízo ameaçado por Deus caiu sobre o mundo culpado, “destruído, coberto com as águas do dilúvio” (2Pe 3:6). A arca flutuou nas águas por cento e cinquenta dias, e então descansou nos montes de Ararate (Gn 8:3-4).

Ao deixar a arca, o primeiro ato de Noé foi erguer um altar, o primeiro do qual há qualquer menção, e oferecer os sacrifícios de adoração, agradecimento e louvor a Deus, que celebrou com ele uma aliança, a primeira aliança entre Deus e o homem, concedendo-lhe a posse da terra por uma novo e especial compromisso, que permanece em vigor até hoje (Gn 8:21 à 9:17). Como sinal e testemunho desta aliança, o arco-íris foi adotado e posto por Deus, como uma promessa segura de que nunca mais a Terra seria destruída por um dilúvio.

Paisagem com Noé, oferecendo um sacrifício de gratidão (1803) por Joseph Anton Koch

Mas, infelizmente, depois disso Noé caiu em grave pecado (Gn 9:21); e a conduta de Cam nesta triste ocasião levou à memorável predição sobre seus três filhos e seus descendentes. Noé “viveu depois do dilúvio 350 anos e morreu” (Gn 28:29).

Significado do nome

Em hebraico נח (Noach), Noé significa “repouso”. Na versão inglesa o nome é traduzido para Noah.

Adaptado de: Illustrated Bible Dictionary (Noah).