Salmo 4

1 (Salmo de Davi. Ao mestre de canto, com instrumentos de cordas) Responde-me quando clamo, ó Deus da minha justiça; na angústia tu me alivias; tem misericórdia de mim, e ouve a minha oração.

Ó Deus da minha justiça. Confiante na integridade do seu coração e na legitimidade da sua causa, Davi recorre a Deus, e a Deus somente, para que faça a sua causa triunfar e assim as pessoas vejam que nesta situação ele não é culpado. Compare com Sl 7:8; 1Rs 8:32. [Kirkpatrick, 1906]

2 Filhos dos homens, até quando vocês transformarão a minha glória em vergonha? Até quando vocês amarão a vaidade e buscarão a mentira? (Selá)

Em outras palavras, “Até quando vocês jogarão minha reputação na lama? Até quando farão acusações infundadas e continuarão a mentir?” (NVT).

3 Saibam, porém, que o SENHOR separa para si o piedoso; o SENHOR ouvirá quando eu clamar a ele.

o SENHOR separa para si o piedoso – para Seus próprios propósitos. A referência aqui é, sem dúvida, ao próprio salmista; isto é, a Davi. A palavra “piedoso”, quando aplicada a ele mesmo, é provavelmente usada em contraste com seus inimigos engajados na tentativa de destituí-lo de seu trono legítimo. O salmista entendia que a sua causa era justa, que nada tinha feito para merecer ser tratado assim por eles; e que tinha sido originalmente exaltado ao trono porque Deus o considerava como um amigo seu e da sua causa. A palavra aqui traduzida como “piedoso”, חסיד hâsı̂yd, é derivada de חסד hesed, que significa desejo, ardor, zelo; e assim, bondade, benignidade, amor para com Deus ou o homem. Aqui, a palavra significa alguém que tem amor a Deus, ou alguém que é verdadeiramente fiel; e é corretamente traduzida como “piedoso”. Compare com Sl 30:4-5; 31:23; 37:28. A ideia é que, visto que Deus o tinha nomeado para os seus próprios grandes propósitos, o verdadeiro objetivo dos rebeldes era se oporem a Yahweh; portanto, os propósitos em que estavam empenhados não podiam ser bem sucedidos. [Barnes, 1870]

4 Tremam, e não pequem; na cama de vocês, consultem o coração e sosseguem. (Selá)

Tremam, e não pequem (NAA, TB) – ou então, Quando vocês ficarem irados, não pequem (NVI, A21, NVT).

5 Ofereçam sacrifícios de justiça e confiem no SENHOR.

Ofereçam sacrifícios de justiça. Um sacrifício de justiça é aquele que a lei determina, oferecido na forma e no espírito que Deus requer. [Whedon, 1874]

6 Há muitos que dizem: 'Quem nos mostrará o bem?' Levanta sobre nós, SENHOR, a luz do teu rosto.

Ou seja, “muitos”, percebendo os problemas que os rodeiam, dão lugar ao desespero, pois não olham para além das aparências exteriores, que são todas contra eles: o clamor deles é: “Quem nos mostrará o bem? não conseguimos ver ninguém capaz e disposto a nos ajudar”. O sentimento é geral, embora talvez faça alusão a alguns de seus companheiros no exílio, que não tinham a fé de Davi. Em contraste com isso, ele expressa a sua confiança, decorrente de Yahweh – Levanta sobre nós, SENHOR, a luz do teu rosto. Um lampejo de tua presença brilhando sobre mim, e sobre aqueles que estão comigo (“nós”), é o suficiente para dissipar imediatamente a escuridão. Davi apoia-se, pela fé, na promessa implícita na ordem do SENHOR aos levitas de pronunciar a tríplice bênção (Nm 6:24-26, NVI): “O Senhor te abençoe e te guarde; o Senhor faça resplandecer o seu rosto sobre ti e te conceda graça; o Senhor volte para ti o seu rosto e te dê paz” (compare com Sl 4:8, “paz”). [JFU, 1871]

7 Puseste no meu coração mais alegria que a deles, quando têm fartura de cereal e vinho.

Apesar dos sofrimentos e calamidades de Davi, Deus olhou para ele e, assim, pôs alegria em seu coração – uma alegria que excede em muito a de seus adversários. Embora a situação deles seja próspera, tenham “fartura de cereal e vinho” e desfrutem de todas as “bênçãos materiais prometidas a Israel – o trigo e a uva – cujo suprimento ele deve à generosidade de amigos” (Kay), ainda assim, ele não trocaria de lugar com eles. A alegria espiritual que enche o seu coração é preferível do que qualquer quantidade de confortos e prazeres materiais. [Pulpit, 1897]

8 Em paz me deito e logo durmo, porque só tu, SENHOR, fazes que eu viva em segurança.

Em paz me deito e logo durmo (compare com Sl 3:5). Sua confiança em Deus permite que Davi se deite com calma e tranquilidade para dormir, sejam quais forem os perigos que o ameacem. Ele procura sua cama, e imediatamente (יחדּו) dorme. Nenhuma preocupação o mantém acordado por horas na cama.

porque só tu, SENHOR, fazes que eu viva em segurança. Davi tem satisfação em pensar que só Deus cuida dele. Qualquer outra ajuda seria vã, supérflua. Deus sozinho trouxe Israel através do deserto (Dt 32:12); Deus sozinho estabeleceu Israel em Canaã (Sl 44:2-3). Assim, Davi não precisa de outro protetor que não seja o SENHOR. [Pulpit, 1897]

<Salmo 3 Salmo 5>

Visão geral de Salmos

“O livro dos Salmos foi projetado para ser o livro de orações do povo de Deus enquanto esperam o Messias e seu reino vindouro”. Tenha uma visão geral deste livro através de um breve vídeo produzido pelo BibleProject. (9 minutos)

🔗 Abrir vídeo no Youtube.

Leia também uma introdução ao livro de Salmos.

Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles, com adaptação de Luan Lessa – março de 2021.