Bíblia

Salmo 37

Mensagem importante
Olá visitante do Apologeta! Vou direto ao ponto: peço que você me ajude a manter este projeto. Atualmente a renda gerada através dos anúncios são insuficientes para que eu me dedique exclusivamente a ele. Se cada pessoa que ler essa mensagem hoje, doar o valor de R$10.00, eu poderia me dedicar integralmente ao Apologeta pelo próximo ano e ainda remover todas as propagandas do site (que eu sei que são um pouco incômodas). Tenho um propósito ousado com este site: traduzir e disponibilizar gratuitamente conteúdo teológico de qualidade. O que inclui um dicionário bíblico completo (+4000 verbetes) e comentário de todos os 31.105 versículos da Bíblia. Faça parte deste projeto e o ajude a continuar crescendo. Obrigado!
1 (Salmo de Davi:) Não te irrites com os malfeitores, nem tenhas inveja dos que praticam perversidade.
2 Porque assim como a erva, eles logo serão cortados; e como a verdura eles cairão.

Os justos não precisam ser atormentados pela prosperidade dos ímpios; porque é transitória e o destino deles é indesejável.

3 Confia no SENHOR, e faze o bem; habita a terra, e te alimentarás em segurança.

Confia – certeza de segurança.

te alimentarás em segurança – ou “alimenta-se da verdade”, a promessa de Deus (Sl 36:5; compare com Os 12:1).

4 E agrada-te no SENHOR; e ele te dará os pedidos de teu coração.

pedidos – (Sl 20:5; Sl 21:2), o que é lícito e correto (Sl 84:11).

5 Entrega o teu caminho ao SENHOR; confia nele, e ele agirá,

Entrega o teu caminho – (Pv 16:3).

confia nele – literalmente, “Nele”. Ele fará o que está fora do seu alcance (compare Sl 22:8; Sl 31:6).

6 e manifestará a tua justiça como a luz, e o teu direito como o sol do meio-dia.
7 Descansa no SENHOR, e espera nele; não te irrites contra aquele cujo caminho prospera, nem com o homem que planeja maldades.

Descansa no SENHOR – literalmente: “Silencie-se para o Senhor”.

e espera – Seja submisso – evite a impaciência e murmuração.

8 Detém a ira, abandona o furor; não te irrites de maneira alguma para fazer o mal.
9 Porque os malfeitores serão exterminados; mas os que esperam no SENHOR herdarão a terra.

Duas razões: a prosperidade dos ímpios é curta; e os piedosos, pela humilde confiança, receberão todas as bênçãos da aliança, denotadas aqui por “herdar a terra” (compare Sl 25:13).

10 E ainda um pouco, e o perverso não mais existirá; e tu olharás para o lugar dele, e ele não aparecerá.

não mais existirá – literalmente, não mais será encontrado.

11 Mas os mansos herdarão a terra, e se agradarão com muita paz.

paz – inclui prosperidade.

12 O perverso trama contra o justo, e range seus dentes contra ele.

range seus dentes – como um animal raivoso.

13 O Senhor ri dele, porque vê que já vem o dia dele.

(Compare com o Sl 2:4).

– sabe com certeza.

o dia – da punição (Hb 10:37).

14 O perversos pegarão a espada e armarão seu arco, para abaterem ao miserável e necessitado, para matarem os corretos no caminho.

espadaarco – quaisquer instrumentos de violência.

abaterem – literalmente, “matarem” (1Sm 25:11).

ao miserável e necessitado – o povo de Deus (Sl 10:17; Sl 12:5). A punição dos ímpios é atraída por eles mesmos (compare Sl 7:15-16, Sl 35:8).

15 Mas sua espada entrará em seus corações, e seus arcos serão quebrados.
16 O pouco que o justo tem é melhor do que a riqueza de muitos perversos.

riqueza – literalmente, “barulho e tumulto”, como consequência para as muitas riquezas (compare Sl 39:6). Assim, o contraste com o “pouco” de um homem é mais evidente.

17 Porque os braços dos perversos serão quebrados, mas o SENHOR sustenta os justos.

Até mesmo os membros do corpo necessários para segurar as armas são destruídos.

18 O SENHOR conhece os dias dos corretos, e a herança deles permanecerá para sempre.
19 Eles não serão envergonhados no tempo mau, e terão fartura nos dias de fome.

Deus, que conhece as mudanças do Seu povo, provê contra o mal e supre todas as suas necessidades.

20 Mas os perversos perecerão, e os inimigos do SENHOR desaparecerão tal como as melhores partes dos cordeiros; eles de desfarão na fumaça.

Enquanto os ímpios, por mais poderosos que sejam, são completamente destruídos, como fumaça que desaparece e não deixa traços.

21 O perverso toma emprestado, e paga de volta; mas o justo se compadece e dá.

paga de volta – (compare Dt 15: 7). A capacidade do um e a incapacidade do outro não excluem as disposições morais. A bênção ou maldição de Deus faz a diferença.

22 Porque os que são por ele abençoados herdarão a terra; mas os que são por ele amaldiçoados serão removidos.

serão removidos – em contraste a “herdarão a terra” (compare Lv 7:20-21).

23 Os passos do homem justo são preparados pelo SENHOR; e ele tem prazer em seu caminho.

Os passos – caminho, ou, “percurso da vida”; como ordenado por Deus, os fracassos não serão permanentes.

24 Quando cai, ele não fica derrubado, pois o SENHOR sustenta a sua mão.
25 Eu já fui jovem, e já envelheci; mas nunca vi o justo desamparado, nem a sua semente a pedir pão.
26 O dia todo ele se compadece, e empresta; e sua semente é abençoada.

sua semente é abençoada – (Gn 12:2; Sl 21:6). Essa postura ainda é verdadeira como a regra da economia de Deus (1Tm 4:8; 1Tm 6:6).

27 Afasta-te do mal, e faze o bem; e faça sua habitação eterna.

A exortação é sustentada pela certeza da retidão essencial de Deus naquele governo providencial que provê bênçãos perpétuas para o bem e miséria perpétua para os ímpios.

28 Porque o SENHOR ama o juízo, e não desampara a seus santos: eles estão guardados para sempre; mas a semente dos perversos será removida.
29 Os justos herdarão a terra, e para sempre nela habitarão.
30 A boca do justo fala de sabedoria, e sua língua fala do bom juízo.

Os justos descritos como referências de caráter, reflexão, palavra e ação.

31 A Lei de seu Deus está em seu coração; seus passos não serão abalados.

passos – para a conduta que é inabalável (Sl 18:36).

32 O perverso espia ao justo, e procura matá-lo.
33 Mas o SENHOR não o deixa em suas mãos; nem também o condenará, quando for julgado.

As artimanhas dos ímpios contra os bons fracassam porque Deus os inocenta.

34 Espera no SENHOR, guarda o seu caminho, e ele te exaltará, para herdares a terra; tu verás que os perversos serão removidos.

Pelo contrário, os bons não são apenas abençoados, mas feitos verem a ruína de seus inimigos.

35 Eu vi ao perverso violento crescer como a árvore verde, natural da terra.
36 Porém ele já foi embora, e eis que ele não existe mais; eu o procurei, e não foi achado.

eis que ele não existe mais – como uma árvore que logo murcha (compare o Sl 37:10).

37 Olha ao sincero, e vê o correto; porque o fim de tal homem é a paz.

“O fim” significa recompensa (Pv 23:18; Pv 24:14), ou expectativa de sucesso, como no Sl 37:38, que descreve o fim do ímpio em contraste (compare Sl 73:17).

38 Mas os transgressores serão juntamente destruídos; o fim dos perversos será eliminado.

juntamente – de uma só vez; inteiramente destruídos (Sl 4:8).

39 Porém a salvação dos justos vem do SENHOR, que é a força deles no tempo de angústia.

força – (Sl 27:1; Sl 28:8).

tempo de angústia – ou de adversidade (Sl 9:9; Sl 10:1). Na confiança e na quietude está a salvação do piedoso de todos os inimigos e todas as suas artimanhas.

40 E o SENHOR os socorrerá, e os livrará; ele os livrará dos perversos, e os salvará, porque nele confiam.
<Salmo 36 Salmo 38>

Leia também uma introdução ao livro de Salmos.

Adaptado de: Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible. Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.

Conteúdos recomendados