Bíblia

Deuteronômio 28

Aviso Quer estudar a Bíblia e não sabe por onde começar? Conheça o nosso curso: Como Estudar a Bíblia? Ele é gratuito, online e pode ser iniciado agora mesmo! Clique aqui e saiba mais.


As bênçãos da obediência

1 Se ouvires atentamente a voz do SENHOR teu Deus, cuidando de cumprir todos os mandamentos que eu hoje te ordeno, SENHOR teu Deus exaltará acima de todas as nações da terra

Neste capítulo, as bênçãos e maldições são listadas, para que, quando os israelitas entrassem pela primeira vez na na terra prometida, todo o seu destino fosse colocado diante deles, tal como resultado de sua obediência ou o contrário. [JFU, 1871]

2 E virão sobre ti todas estas bênçãos, e te alcançarão, quando ouvires a voz do SENHOR teu Deus.

quando ouvires (“obedecerem”, NVI) a voz do SENHOR teu Deus.

3 Bendito serás tu na cidade, e bendito será no campo.

Ou então, “Suas cidades e seus campos serão abençoados” (NVT).

4 Bendito o fruto de teu ventre, e o fruto de teu animal, a cria de tuas vacas, e os rebanhos de tuas ovelhas.

o fruto de teu animal – ou então, “as colheitas da sua terra” (NVI).

5 Bendito teu cesto e tua amassadeira.

Segundo a versão NVT, “Seus cestos de frutos e tigelas de amassar pão serão abençoados”.

6 Bendito serás em teu entrar, e bendito em teu sair.

Segundo a versão NVT, “A todo lugar que forem e em tudo que fizerem, serão abençoados”.

7 O SENHOR fará que caiam diante de ti os teus inimigos que se levantarem contra ti; virão contra ti por um caminho e por sete fugirão da tua presença.

por sete (caminhos) fugirão da tua presença – isto é, fugirão desordenados.

8 O SENHOR mandará que a bênção esteja contigo nos teus celeiros, e em tudo aquilo em que puseres tua mão; e te abençoará na terra que o SENHOR teu Deus te dá.

que a bênção esteja contigo nos teus celeiros – ou seja, “que seus depósitos de grãos sejam fartos”.

9 O SENHOR te confirmará por povo seu santo, como te jurou, quando guardares os mandamentos do SENHOR teu Deus, e andares em seus caminhos.

O SENHOR te confirmará por povo seu santo – ou então, “O Senhor fará de vocês o seu povo santo” (NVI).

10 Todos os povos da terra verão que o nome do SENHOR é chamado sobre ti; e te temerão.

versão que o nome do SENHOR é chamado sobre ti – ou seja, verão que vocês são Seu povo (Dt 14:1; 26:18).

11 E o SENHOR te concederá grande prosperidade, no fruto do teu ventre, no fruto do teu gado e no fruto do teu solo, na terra que o SENHOR prometeu com juramento a teus pais que te daria.

grande prosperidade, no fruto do teu ventre – ou então, “os abençoará com muitos filhos” (NVT).

12 O SENHOR te abrirá seu bom depósito, o céu, para dar chuva à tua terra em seu tempo, e para abençoar toda obra de tuas mãos; e emprestarás a muitas nações, e tu não tomarás emprestado.

O SENHOR te abrirá seu bom depósito. O fornecimento sazonal das chuvas foi uma das principais razões pelas quais suas terras eram tão extraordinariamente frutíferas.

emprestarás a muitas nações – tamanha a prosperidade que terás. [JFU, 1871]

13 O SENHOR fará que sejas a cabeça, e não a cauda; e só estarás em cima, e não debaixo; desde que ouças os mandamentos de Jeová teu Deus, que eu hoje te ordeno, para os observares e cumprires.

que sejas a cabeça, e não a cauda. Uma expressão oriental que significa que o reino de Israel seria grande e reconhecido entre os povos (Is 9:14; 19:15). Essa elevada condição se concretizou nos reinos de Davi e Salomão; e teria sido mantida por mais tempo se os israelitas tivessem obedecido às condições do seu pacto com Deus. [JFU, 1871]

14 Não te desvies de nenhuma das palavras, que eu hoje te ordeno, nem para a direita nem para a esquerda, indo após outros deuses a fim de os servir.

Compare com Dt 5:29; 11:28. Moisés termina esta parte como começou, lembrando-lhes que a condição de desfrutar das bênçãos era a obediência à Lei Divina e a fidelidade constante ao caminho em que foram chamados a andar. [Pulpit, 1895]

As maldições da desobediência

15 Porém, se não ouvires a voz do SENHOR teu Deus, cuidando em observares todos os seus mandamentos e os seus estatutos que eu hoje te ordeno, virão sobre ti e te alcançarão todas estas maldições.

As maldições que os alcançariam, em caso de desobediência, são agora enumeradas; elas são contrapartes quase exatas das bênçãos que foram descritas no contexto anterior como a recompensa da fidelidade à aliança.

O paralelo é observado nos detalhes especificados (Dt 28:16-19); e a bênção celestial em todos os seus empreendimentos, prometida à obediência fiel e contínua, é substituída por uma maldição implacável (Dt 28:20) que prevalece sobre eles em todas as situações. [JFU, 1871]

16 Maldito serás tu na cidade, e maldito no campo.

Ou então, “Suas cidades e seus campos serão amaldiçoados” (NVT).

17 Maldito teu cesto, e tua amassadeira.

Segundo a versão NVT, “Seus cestos de frutos e tigelas de amassar pão serão amaldiçoados”.

18 Maldito o fruto de teu ventre, e o fruto de tua terra, e a cria de tuas vacas, e os rebanhos de tuas ovelhas.

o fruto de teu ventre – ou seja, “seus filhos” (NVT).

19 Maldito serás em teu entrar, e maldito em teu sair.

Segundo a versão NVT, “A todo lugar que forem e em tudo que fizerem, serão amaldiçoados”.

20 E o SENHOR enviará contra ti a maldição, confusão e oposição em tudo quanto puseres mão e fizeres, até que sejas destruído, e pereças logo por causa da maldade de tuas obras, pelas quais me houverdes deixado.

pelas quais me houverdes deixado. Moisés e o SENHOR são aqui identificados. Isso é característico. Os profetas dizem: “Assim diz o Senhor”. Moisés, a quem o Senhor conhecia face a face, às vezes exorta Israel em Seu nome sem essa introdução. Compare com a frase “a se afastarem de Moisés” (literalmente, apostatarem de Moisés) em At 21:21. [Ellicott, 1905]

21 O SENHOR fará que se te pegue mortandade, até que te consuma da terra à qual entras para possuí-la.

mortandade (compare com 1Rs 8:37; Am 4:10) – alguma epidemia fatal. Segundo a versão NVI, “o Senhor os encherá de doenças”.

22 O SENHOR te ferirá de tísica, e de febre, e de ardor, e de calor, e de seca, e de calamidade repentina, e com mofo; e te perseguirão até que pereças.

te ferirá de tísica (“doenças debilitantes”, NVT; “tuberculose”, A21).

e de ardor (“inflamação”, NVI).

e de calamidade repentina, e com mofo (“com ferrugem e mofo”, NVI).

23 E teus céus que estão sobre tua cabeça, serão de bronze; e a terra que está debaixo de ti, de ferro.

céubronzeterraferro – figuras orientais usadas para descrever os efeitos da seca prolongada.

24 Dará o SENHOR por chuva à tua terra pó e cinza: dos céus descerão sobre ti até que pereças.

Dará o SENHOR por chuva à tua terra pó e cinza – uma alusão, provavelmente, aos terríveis efeitos dos tornados no Oriente, os quais, levantando a areia em imensos pilares torcidos e levando-os junto com a fúria de uma tempestade, escurecem os céus e envolvem caravanas e exércitos numa torrente de pó. [JFU, 1871]

25 O SENHOR fará que sejas ferido diante dos teus inimigos; por um caminho sairás a eles, e por sete caminhos fugirás diante deles; e serás motivo de horror para todos os reinos da terra.

O SENHOR fará que sejas ferido diante dos teus inimigos – ou então, “O Senhor fará que vocês sejam derrotados pelos inimigos” (NVI).

26 Os teus cadáveres servirão de alimento a todas as aves do céu, e animal da terra, e não haverá quem as espante.

teus cadáveres servirão de alimento. Os cadáveres dos mortos em batalha seriam alimento para pássaros e animais. Os antigos olhavam com horror a ideia do corpo não ser enterrado. Compare com Jr 7:33; também 1Rs 14:11. [Whedon, 1874]

27 O SENHOR te ferirá da praga do Egito, e com tumores, e com sarna, e com coceira, de que não possas ser curado.

te ferirá da praga do Egito (“os castigará com as úlceras do Egito”, NVI; ou então, “os afligirá com as feridas purulentas do Egito”, NVT)

28 O SENHOR te ferirá com loucura, e com cegueira, e com confusão de coração.

loucura, e com cegueira, e com confusão de coração (“confusão mental”, NVI; “pânico”, NVT). Eles “”ficariam perplexos e paralisados de terror por causa da amplitude das suas calamidades”. [JFU, 1871]

29 E apalparás ao meio-dia, como apalpa o cego na escuridão, e não serás próspero em teus caminhos: e somente serás oprimido e roubado em todo o tempo, e não haverá quem te salve.

E apalparás ao meio-dia, como apalpa o cego na escuridão. Nas coisas mais evidentes e claras, vocês não discernimento. [Genebra, 1599]

30 Tu te casarás com uma mulher, e outro homem dormirá com ela; edificarás uma casa, e não habitarás nela; plantarás uma vinha, e não a desfrutarás.

Estes problemas são as consequências da derrota na guerra e da opressão por parte de nações estrangeiras. Para um exemplo histórico, veja os Jz 6:3-6. [Dummelow, 1909]

31 O teu boi será morto diante dos teus olhos, e não comerás dele; o teu jumento será roubado diante de ti, e não te será restituído; as tuas ovelhas serão dadas aos teus inimigos, e não haverá quem te salve.

Estes problemas são as consequências da derrota na guerra e da opressão por parte de nações estrangeiras. Para um exemplo histórico, veja os Jz 6:3-6. [Dummelow, 1909]

32 Teus filhos e tuas filhas serão entregues a outro povo, e teus olhos o verão, e desfalecerão por eles todo o dia: e não haverá força em tua mão.

e não haverá força em tua mão – “para trazê-los de volta” (NVI).

33 O fruto de tua terra e todo teu trabalho serão comidos por um povo que não conheceste; e somente serás oprimido e esmagado todos os dias.

Estes problemas são as consequências da derrota na guerra e da opressão por parte de nações estrangeiras. Para um exemplo histórico, veja os Jz 6:3-6. [Dummelow, 1909]

34 E enlouquecerás por causa do que verás com teus olhos.

Compare com Dt 28:28.

35 O SENHOR te ferirá com úlceras malignas nos joelhos e nas pernas, sem que possas ser curado: ainda desde a planta de teu pé até o topo de tua cabeça.

úlceras malignas – ou então, “feridas dolorosas” (NVI).

36 O SENHOR levará a ti, e a teu rei que houveres posto sobre ti, a nação que não conheceste tu nem teus pais; e ali servirás a deuses alheios, à madeira e à pedra.

O SENHOR levará a ti e a teu rei. Leia 2Rs 17:6, onde está registrado que Israel foi levado para a Assíria, e 2Cr 32:11, onde é dado o relato da captura e do cativeiro de Manassés, rei de Judá. [Whedon, 1874]

37 E serás motivo de espanto, provérbio e fábula entre todos os povos, a que o SENHOR te levar.

motivo de espanto, provérbio e fábula – ou então, “motivo de horror e motivo de zombaria e de riso” (NVI).

38 Levarás muita semente para o campo, e recolherás pouco, porque o gafanhoto a devorará.

Compare com Ag 1:6-11.

Levarás muita semente para o campo – ou então, “plantarás muitas sementes no teu campo” (A21).

39 Plantarás vinhas e as cultivarás; porém não lhes beberás o vinho nem colherás as uvas; porque o verme as devorará.

porque o verme (“a praga”, A21) as devorará.

40 Terás olivas em todo teu território, mas não te ungirás com o azeite; porque tua azeitona cairá.

porque tua azeitona cairá“antes de amadurecer” (NVT).

41 Filhos e filhas gerarás, e não serão para ti; porque irão em cativeiro.

irão em cativeiro – como “prisioneiros” (A21).

42 Todas as tuas árvores e o fruto de tua terra os gafanhotos consumirão.

o fruto de tua terra – ou então, “suas plantações” (NVT).

43 O estrangeiro, que está no meio de ti, subirá sobre ti muito alto, e tu serás posto muito abaixo.

subirá sobre ti muito alto, e tu serás posto muito abaixo (“subirá sobre ti muito alto, e tu serás posto muito abaixo”, A21; ou então, “progredirão cada vez mais, e cada vez mais vocês regredirão”, NVI; ou então, “se tornarão cada vez mais fortes, enquanto vocês se tornarão cada vez mais fracos”, NVT).

44 Ele emprestará a ti, e tu não emprestarás a ele: ele será por cabeça, e tu serás por cauda.

Compare com Dt 28:18.

45 Todas estas maldições virão sobre ti, te perseguirão e te alcançarão, até que sejas destruído; porque não ouviste a voz do SENHOR teu Deus, para guardares os seus mandamentos e os seus estatutos que te ordenou.

até que sejas destruído. Não exterminado. O significado raiz da palavra está ligado a “ferir”, e a ideia parece ser de esmagar. (Comp. 2Rs 13:7: “pois o rei da Síria os havia destruído, e os havia posto como pó para pisar”). Essa forma de destruição é consistente com o que se segue em Dt 28:46, e também no final de Dt 28:48. [Ellicott, 1905]

46 Estarão sobre ti por sinal e por prodígios, como também sobre a tua semente para sempre.

e por prodígios – ou então, “advertência” (NVT).

47 Porquanto não serviste ao SENHOR teu Deus com gosto e com alegria de coração, pela abundância de todas as coisas;

pela abundância de todas as coisas – ou seja, “na época de prosperidade” (NVI).

48 assim servirás aos teus inimigos que o SENHOR enviará contra ti, com fome, com sede, em nudez e com falta de todas as coisas. Sobre o teu pescoço porá um jugo de ferro até destruir-te.

um jugo de ferro – muito mais pesado e resistente que o jugo de madeira. Essa é uma figura de linguagem para a grave escravidão que viria sobre eles caso não cumprissem a sua parte na aliança.

49 O SENHOR fará vir contra ti de longe, das extremidades da terra, uma nação à semelhança da águia que voa impetuosamente, nação cuja língua não entenderás,
50 nação feroz de rosto, que não terá respeito ao ancião, nem perdoará à criança:

Compare com 2Cr 36:17: “Pelo qual trouxe contra eles ao rei dos caldeus, que matou à espada seus rapazes na casa de seu santuário, sem perdoar jovem, nem virgem, nem velho, nem decrépito”; e Lm 5:12: “Os príncipes foram enforcados por sua mãos; não respeitaram as faces dos velhos”.

51 E comerá o fruto de teu animal e o fruto de tua terra, até que pereças: e não te deixará grão, nem mosto, nem azeite, nem a cria de tuas vacas, nem os rebanhos de tuas ovelhas, até destruir-te.

o fruto de teu animal – ou seja, “as crias dos seus animais” (NVI).

52 E te sitiará em todas as tuas cidades, até que caiam teus muros altos e fortificados em que tu confias, em toda tua terra: te sitiará, pois, em todas tuas cidades e em toda tua terra, que o SENHOR teu Deus te houver dado.

Todos os lugares fortificados em que as pessoas se refugiaram por segurança foram queimados ou demolidos, e os muros de Jerusalém foram arrasados. O livro de Neemias narra a reconstrução dos muros de Jerusalém.

53 E comerás o fruto de teu ventre, a carne de teus filhos e de tuas filhas que o SENHOR teu Deus te deu, no cerco e no aperto com que os teus inimigos te apertarão.

Esse horror resultante de um cerco de longa duração realmente ocorreu durante o cerco de Samaria pelos sírios (2Rs 6:26-29), no cerco de Jerusalém por Nabucodonosor (Lm 4:10), e mais tarde na derrota final de Jerusalém por Tito, como registrado por Flávio Josefo. [Dummelow, 1909]

54 O homem tenro em ti, e o muito delicado, seu olho será maligno para com seu irmão, e para com a mulher de seu seio, e para com o resto de seus filhos que lhe restarem;

Ou então, segundo a versão NVI, “Até mesmo o homem mais gentil e educado entre vocês não terá compaixão do seu irmão, da mulher que ama e dos filhos que sobreviverem”.

55 para não dar a algum deles da carne de seus filhos, que ele comerá, porque nada lhe haverá restado, no cerco e nos apuros com que teu inimigo te oprimirá em todas tuas cidades.

Esse horror resultante de um cerco de longa duração realmente ocorreu durante o cerco de Samaria pelos sírios (2Rs 6:26-29), no cerco de Jerusalém por Nabucodonosor (Lm 4:10), e mais tarde na derrota final de Jerusalém por Tito, como registrado por Flávio Josefo. [Dummelow, 1909]

56 A mulher tenra e a delicada entre vós, que nunca a planta de seu pé provou a sentar sobre a terra, de ternura e delicadeza, seu olho será maligno para com o marido de seu seio, e para com seu filho, e para com sua filha,

Ou então, segundo a versão NVI, “A mulher mais gentil e delicada entre vocês, tão delicada e gentil que não ousaria encostar no chão a sola do pé, será mesquinha com o marido a quem ama e com o filho e a filha”.

57 e para com sua criança que sai dentre seus pés, e para com seus filhos que der à luz; pois os comerá ocultamente, a falta de tudo, no cerco e em apuros com que teu inimigo te oprimirá em tuas cidades.

e para com sua criança que sai dentre seus pés, e para com seus filhos que der à luz – ou então, “não lhes dando a placenta do ventre nem os filhos que gerar” (NVI).

58 Se não cuidares de praticar todas as palavras desta lei que estão escritas neste livro, temendo este nome glorioso e terrível, o SENHOR teu Deus,

temendo este nome glorioso e terrível, o SENHOR teu Deus. O nome de Deus é Seu caráter revelado: veja em Nm 6:27. O nome aqui, “SENHOR teu Deus”, expressa o que Deus é em Si mesmo e o que ele é para Israel. Ele é o Deus eterno e auto-existente que fez de Israel o Seu povo. [Dummelow, 1909]

59 o SENHOR aumentará maravilhosamente tuas pragas e as pragas de tua descendência, pragas grandes e duradouras, e enfermidades malignas e duradouras;

o SENHOR aumentará maravilhosamente tuas pragas e as pragas de tua descendência – ou então, “ele enviará pestes terríveis sobre vocês e sobre os seus descendentes” (NVI).

60 e fará voltar sobre ti todos os males do Egito, diante dos quais temeste, e eles te atingirão.

todos os males do Egito – que estão registrados em Êx 7-11.

61 Assim como toda enfermidade e toda praga que não está escrita no livro desta lei, o SENHOR a enviará sobre ti, até que sejas destruído.

que não está escrita no livro desta lei. Deus tem inúmeros meios para afligir os ímpios, além daqueles comuns ou registrados na Escritura. [Genebra, 1599]

62 E restareis em pouca gente, em lugar de haver sido tão numerosos como as estrelas do céu; porquanto não obedeceste à voz do SENHOR teu Deus.

Compare com Dt 4:27; 10:22; Ne 9:23.

63 Assim como o SENHOR se deleitava em vós, para vos fazer bem, e para vos multiplicar; assim o SENHOR se deleitará em vós, para vos fazer perecer e para vos destruir. Sereis arrancados da terra em que entrardes para a possuirdes.

o SENHOR se deleitará em vós, para vos fazer perecer e para vos destruir. Sua justa indignação contra vocês será tão grande, que será um prazer para ele vingar-se de vocês. Pois, embora Ele não se deleite com a morte de um pecador em si mesmo, ainda assim se deleita em glorificar sua justiça sobre pecadores incorrigíveis. [Wesley, 1765]

64 E o SENHOR te espalhará por todos os povos, desde um extremo da terra até o outro extremo dela; e ali servirás a deuses alheios que não conheceste, nem tu nem teus pais, à madeira e à pedra.

Essas palavras foram cumpridas no exílio, e mais literalmente na destruição de Jerusalém durante a supremacia romana (séc 1). Desde aquela época, os judeus foram repetidamente perseguidos e expulsos de um país para outro; mas, admiravelmente, eles sempre preservaram sua identidade (Dummelow, 1909). Somente em 1948 Israel voltou a ser uma nação.

65 E nem ainda entre as mesmas nações descansarás, nem a planta de teu pé terá repouso; que ali te dará o SENHOR coração temeroso, e caimento de olhos, e tristeza de alma:

Essas palavras foram cumpridas no exílio, e mais literalmente na destruição de Jerusalém durante a supremacia romana (séc 1). Desde aquela época, os judeus foram repetidamente perseguidos e expulsos de um país para outro; mas, admiravelmente, eles sempre preservaram sua identidade (Dummelow, 1909). Somente em 1948 Israel voltou a ser uma nação.

66 E terás tua vida como suspensa diante de ti, e estarás temeroso de noite e de dia, e não confiarás na tua vida.

Ou então, segundo a versão NVI, “Vocês viverão em constante incerteza, cheios de terror, dia e noite, sem nenhuma segurança na vida”.

67 Pela manhã dirás: Quem dera fosse a tarde! E à tarde dirás: Quem dera fosse a manhã! Isso pelo medo de teu coração com que estarás amedrontado, e pelo que verão teus olhos.

Pela manhã dirás: Quem dera fosse a tarde! E à tarde dirás: Quem dera fosse a manhã! Essas palavras exibem uma imagem impressionante de angústia, uma ansiedade pelo futuro, na esperança de que ele traga algum alívio da tristeza atual, o que acaba não acontecendo. [JFU, 1871]

68 E o SENHOR te fará voltar ao Egito em navios pelo caminho do qual te disse: Nunca mais voltareis: e ali sereis vendidos a vossos inimigos por escravos e por escravas, e não haverá quem vos compre.

o SENHOR te fará voltar ao Egito em navios. O cumprimento desta previsão ocorreu sob Tito, quando, segundo Josefo, multidões de judeus foram transportados em navios para a terra do Nilo e vendidos como escravos. Aqueles com mais de 17 anos de idade foram despachados para várias partes do império romano, para serem empregados em obras públicas ou condenados a lutar com feras selvagens nos anfiteatros. Os menores de 17 anos foram expostos como escravos em tal quantidade e em circunstâncias tão deploráveis que o mercado foi saturado deles. Trinta foram oferecidos por uma ninharia, e muitas vezes era difícil encontrar um comprador. [JFU, 1871]

<Deuteronômio 27 Deuteronômio 29>

Visão geral de Deuteronômio

Em Deuteronômio, “Moisés entrega as suas últimas palavras de sabedoria e precaução antes dos Israelitas entrarem na terra prometida, desafiando-os a serem fiéis a Deus”. Tenha uma visão geral deste livro através do vídeo a seguir produzido pelo BibleProject. (9 minutos)

🔗 Abrir vídeo no Youtube.

Leia também uma introdução ao livro de Deuteronômio.

Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – abril de 2020.