Bíblia, Revisar

Jeremias 5

Aviso Quer estudar a Bíblia e não sabe por onde começar? Conheça o nosso curso: Como Estudar a Bíblia? Ele é gratuito, online e pode ser iniciado agora mesmo! Clique aqui e saiba mais.

1 Correi pelas ruas de Jerusalém, e olhai agora, e informai-vos, e buscai em suas praças, para ver se achais algum homem, se há alguém que faça juízo, que busque a verdade; e eu a perdoarei.

Jr 5: 1-31. A causa dos julgamentos a serem infligidos é a corrupção universal do povo.

algum homem – Como o piedoso Josias, Baruque e Sofonias moravam em Jerusalém naquele tempo, Jeremias devia aqui significar a massa do povo, o rei, seus conselheiros, os falsos profetas e os sacerdotes, distintos dos poucos fiéis, a quem Deus separou abertamente do povo reprovado; entre os últimos, nem mesmo uma só pessoa era encontrada (Is 9:16) (Calvino); os piedosos, além disso, foram proibidos de interceder por eles (Jr 7:16; compare com Gn 18:23, etc .; Sl 12:1; Ez 22:30).

veja… saiba – olhe… verifique.

julgamento – justiça, justiça.

perdoe – sim, ela.

2 E ainda que digam: Vive o SENHOR; contudo juram falsamente.

(Tt 1:16)

juram falsamente – não um juramento judicial; mas sua profissão de adoração a Jeová é insincera (Jr 5:7; 4:2). A reforma sob Josias foi meramente superficial no caso da maioria.

3 Ah SENHOR, por acaso teus olhos não enxergam a verdade? Tu os feriste, mas não lhes doeu; tu os consumiste, mas não aceitaram receber correção; endureceram seus rostos mais que rocha; não quiseram se converter.

olhos não enxergam a verdade – (Dt 32:4; 2Cr 16:9). “Verdade” está em contraste com “jurar falsamente” (Jr 5:2). Os falsos professos judeus não podiam esperar nada além de julgamentos do Deus da verdade.

ferido … não afligido – (Jr 2:30; Is 1:5; 9:13).

recusou … correção – (Jr 7:28; Sf 3:2).

4 Eu porém disse: Certamente eles são pobres; enlouqueceram, pois não conhecem o caminho do SENHOR, o juízo de seu Deus.

pobres – em vez disso, “os pobres”. Ele supõe, por enquanto, que essa depravação absoluta está confinada aos pobres não instruídos, e que ele encontraria um estado de coisas diferente nos altos escalões: mas lá ele encontra a libertinagem desenfreada.

5 Irei aos grandes, e falarei com eles; porque eles conhecem o caminho do SENHOR, o juízo de seu Deus.Porém eles também quebraram o jugo; também romperam as amarras.

eles conhecem – ao contrário, “eles precisam saber”. O profeta supõe que seja provável, considerando sua posição.

mas estes – eu encontrei o muito reverso para ser o caso.

estourar … vínculos – colocar a lei de Deus em desafio (Sl 2:3).

6 Por isso um leão do bosque os ferirá; um lobo do deserto os destruirá; um leopardo vigiará sobre suas cidades; qualquer um que delas sair, será despedaçado; pois suas transgressões se multiplicaram, foram numerosas suas infidelidades.

loboleopardo – o mais forte, o mais voraz e o mais veloz, respectivamente, de bestas: ilustrando o caráter formidável dos babilônios.

das noites – Outros não tão bem traduzir, dos desertos. O plural significa que ele sai todas as noites para buscar sua presa (Sl 104:20; Hc 1:8; Sf 3:3).

leopardo… relógio… cidades – (Os 13:7). Ele deve aguardar por suas cidades.

7 Como te perdoaria por isto? Teus filhos me deixaram, e juram pelo que não é Deus. Eu os saciei, porém eles adulteraram, e se aglomeraram em casa de prostitutas.

Não seria coerente com a santidade de Deus permitir que tal maldade passasse impune.

jurado por – (Jr 5:2; 4:2); isto é, adorado.

não deuses – (Dt 32:21).

alimentado … ao máximo – assim a Keri (Margem Hebraica) lê. A generosidade de Deus é contrastada com sua apostasia (Dt 32:15). A prosperidade, a dádiva de Deus, destinada a levar os homens a Ele, frequentemente produz o efeito oposto. O hebraico Chetib (texto) diz: “Eu os liguei a mim por juramento”, isto é, no pacto do casamento, selado no Sinai entre Deus e Israel; em contraste com o que representa o seu “adultério”; a antítese favorece isso.

adulteraramcasa de prostitutas – espiritualmente: idolatria em templos de ídolos; mas a prostituição literal também está incluída, sendo frequentemente parte da adoração de ídolos: por exemplo, na adoração da Mylitta babilônica.

8 Como cavalos bem alimentados, levantam-se pela manhã; cada um relinchava à mulher de seu próximo.

pela manhã – (Is 5:11). “Nascer de manhã cedo” é uma frase de ansiedade incessante em qualquer busca; tal era a avidez dos judeus depois da idolatria. Maurer traduz de uma raiz hebraica diferente, “vagueia continuamente para lá e para cá”, inflamada pela luxúria (Jr 2:23). Mas a versão inglesa é mais simples (compare Jr 13:27; Ez 22:11).

9 Não teria eu de fazer visitação sobre isto?diz o SENHOR. De uma nação como esta não vingaria minha alma?
10 Subi seus muros, e destruí; mas não destruais por completo. Tirai os ramos de seus muros, porque não pertencem ao SENHOR.

Abrupta apóstrofe para os babilônios, para tomar Jerusalém, mas não para destruir totalmente a nação (ver em Jr 4:27).

ameias – sim, gavinhas [Maurer]: o estado sendo comparado a uma videira (Jr 12:10), o caule do qual deveria ser poupado, enquanto os tentáculos (os homens principais) deviam ser removidos.

11 Pois a casa de Israel e a casa de Judá traíram enganosamente contra mim,diz o SENHOR.

(Jr 3:20).

12 Negaram ao SENHOR, e disseram: Não é ele; não virá mal sobre nós; não veremos espada, nem fome;

desmentido – negado.

Não é ele – sim, “(Jeová) não é ELE”, isto é, o verdadeiro e único Deus (Jr 14:22; Dt 32:39; Is 43:10,13). Por sua idolatria, eles praticamente o negaram. Ou, referindo-se ao que segue, e a Jr 5:9, “(Jeová) não é”, a saber, prestes a ser o castigador de nossos pecados (Jr 14:13; Is 28:15).

13 e até os profetas serão como o vento, pois a palavra não está neles; assim acontecerá a eles mesmos.

Continuação da linguagem incrédula dos judeus.

os profetas – que profetizam o castigo vindo sobre nós.

a palavra – o Espírito Santo, que fala através dos verdadeiros profetas, não está neles (Maurer) Ou então, “Não há palavra (comunicação divina) neles” (Os 1:2) (Rosenmuller).

assim, etc. – Suas profecias mal-intencionadas cairão sobre si mesmas.

14 Portanto assim diz o SENHOR Deus dos exércitos: Visto que falastes esta palavra, eis que tornarei minhas palavras em tua boca em fogo, e a este povo será lenha; e o fogo os consumirá.

teu … este povo – Ele se afasta de se dirigir ao povo para o profeta; insinuando que Ele os coloca a uma distância dEle, e somente se comunica com eles através de Seu profeta (Jr 5:19).

fogo … madeira – As tuas denúncias de juízo serão cumpridas e as consumirão como fogo de madeira. Em Jr 23:29, é a energia penetrante do fogo que é o ponto de comparação.

15 Eis que trarei sobre vós uma nação de longe, ó casa de Israel, diz o SENHOR; uma nação forte, nação bastante antiga; uma nação cuja língua não saberás, e o que falarem não entenderás.

(Jr 1:15; 6:22). Aludindo ao Dt 28:49, etc.

Israel – isto é, Judá.

poderoso – de uma raiz árabe, “duradouro”. A repetição quádrupla de “nação” aumenta a força.

antiga – Os caldeus vieram originalmente das montanhas carduchianas e armênias ao norte da Mesopotâmia, de onde imigraram para a Babilônia; como todos os alpinistas, eles eram corajosos e resistentes (ver em Is 23:13).

cuja língua não saberásIs 36:11 mostra que o aramaico não era entendido pela “multidão”, mas apenas pelas classes instruídas (Maurer) Henderson refere-se à língua original dos babilônios, que, segundo ele, trouxeram com eles de suas colinas nativas, semelhante ao persa, não ao aramaico ou a qualquer outra língua semítica, o pai do curdo moderno.

16 Sua aljava é como uma sepultura aberta; todos eles são poderosos.

sepultura aberta – (compare com o Salmo 5: 9). Seu tremor é todo devorador, como a sepultura aberta para receber os mortos: quantos são as flechas, tantas são as mortes.

17 E comerão tua colheita e teu pão, que teus filhos e tuas filhas comeriam; comerão tuas ovelhas e tuas vacas, comerão tuas vides e tuas figueiras; e derrubarão por meio da espada tuas cidades fortes em que confias.
18 Porém naqueles dias, diz o SENHOR, não vos acabarei por completo.

Nem mesmo naqueles dias de juízo, Deus exterminará totalmente o Seu povo.

Eu não terminarei com você – (Jr 5:10; 4:27).

19 E será que quando disserdes: Por que o SENHOR nosso Deus fez conosco todas estas coisas? Então lhes dirás: Assim como vós me abandonastes e servistes a deuses estrangeiros em vossa terra, assim também servireis a estrangeiros numa terra que não é vossa.

Retribuição em espécie. Como me deixastes (Jr 2:13), assim sereis desamparados por mim. Assim como deuses estranhos servistes na vossa terra, assim servireis estrangeiros (estrangeiros) numa terra que não é vossa. Compare a retribuição similar em Dt 28:47-48.

20 Anunciai isto na casa de Jacó, e fazei com que isto se ouça em Judá, dizendo:
21 Ouvi agora isto, ó povo tolo e insensato, que têm olhos e não veem, que têm ouvidos e não ouvem:

ouvidos e – Traduzir “e ainda” (compare Dt 29:4; Is 6:9). Tendo poderes de percepção, não os usavam: ainda eram responsáveis ​​pelo exercício deles.

22 Por acaso não me temereis? diz o SENHOR; Não vos assombrareis perante mim, que pus a areia por limite ao mar por ordenança eterna, a qual não passará? Ainda que se levantarem suas ondas, mas elas não prevalecerão; ainda que bramem, não a passarão.

areia – Embora feita de partículas que se deslocam facilmente, eu a considero suficiente para conter a violência do mar. Tal é a sua monstruosa perversidade, que o mais furioso, insensato mar, mais cedo Me obedece, do que vós, que professas ser inteligente (Calvino), (Jó 26:10; 38:10-11; Pv 8:29; Ap 15:4).

23 Porém este povo tem coração teimoso e rebelde; viraram-se, e se foram.

(Jr 6:28).

24 Nem sequer dizem em seu coração: Temamos agora ao SENHOR nosso Deus, que dá chuva temporã e tardia em seu tempo; os tempos estabelecidos da ceifa ele nos guarda.

ex… último – O “primeiro” cai de meados de outubro para o início de dezembro. O “último”, ou chuva de primavera na Palestina, cai antes da colheita em março e abril, e é essencial para o amadurecimento das colheitas (Dt 11:14; Jl 2:23).

tempos estabelecidos da ceifa – as sete semanas entre a Páscoa e pentecostes, começando no décimo sexto dia de Nisã (Dt 16:9). Pela providência especial de Deus, nenhuma chuva caiu na Palestina durante as semanas da colheita, de modo que o trabalho de colheita continuou sem interrupção (ver Gn 8:22).

25 Vossas perversidades têm desviado estas coisas; e vossos pecados afastaram de vós o bem.

A culpa nacional havia causado a suspensão dessas misericórdias nacionais mencionadas em Jr 5:24 (compare Jr 3:3).

26 Porque foram achados perversos em meu povo; eles espiavam como quem põe laços; puseram armadilhas para prenderem homens.

(Pv 1:11,17-18; Hc 1:15).

como aquele que lança as armadilhas – em vez disso, “como agulhões agitados” (Maurer)

armadilha – literalmente, “destruição”: o instrumento de destruição.

pegar homens – não como Pedro, para salvar (Lc 5:10), mas para destruir os homens.

27 Como uma gaiola cheia de pássaros, assim estão suas casas cheias de engano: assim eles se fizeram grandes e ricos.

cheio de engano – cheio de tesouros por engano.

rico – (Sl 73:12,18-20).

28 Eles se engordaram e ficaram lustrosos, e ultrapassaram os limites das obras do mal; não julgam causa nenhuma, nem sequer a causa do órfão; porém fizeram-se prósperos; nem julgam o direito dos necessitados.

brilho – o efeito da gordura na pele (Dt 32:15). Eles vivem uma vida de auto-indulgência.

passagem… os ímpios – excedem até mesmo os gentios na iniquidade (Jr 2:33; Ez 5:6-7).

não julgueis … sem pai – (Is 1:23).

ainda… prosperar – (Jr 12:1).

29 Por acaso eu não os puniria por causa disto? Diz o SENHOR; e de tal nação não se vingará minha alma?
30 Uma coisa espantosa e horrível está sendo feita na terra:
31 Os profetas profetizam falsamente, e os sacerdotes exercem liderança por suas próprias mãos; e meu povo assim o quer. Mas o que fareis quando isto chegar ao fim?

exercem liderança por suas próprias mãos – literalmente, “de acordo com suas mãos”, isto é, sob sua orientação (1Cr 25:3). Como uma amostra dos sacerdotes emprestando-se aos enganos dos falsos profetas, para ganhar influência sobre o povo, veja Jr 29:24-32.

adora tê-lo assim – (Mq 2:11).

seu fim – a questão fatal deste curso pecaminoso quando os juízos divinos vierem.

<Jeremias 4 Jeremias 6>

Leia também uma introdução ao Livro de Jeremias.

Adaptado de: Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible. Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.