Bíblia, Revisar

Ezequiel 22

1 E veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo:

Ez 22: 1-31. O julgamento de Deus sobre a pecaminosidade de Jerusalém.

Repetição das acusações no vigésimo capítulo; só que lá se afirmaram em uma revisão histórica do passado e do presente; aqui os pecados presentes da nação são exclusivamente apresentados.

2 E tu, filho do homem, Por acaso julgarás tu, por acaso julgarás tu a cidade derramadora de sanguinária? Notifica-lhe, pois, todas as suas abominações.

Veja Ez 20:4; isto é, “não julgarás?” etc. (compare Ez 23:36).

cidade derramadora de sanguinária – literalmente, “a cidade dos sangues”; assim chamado por conta dos assassinatos perpetrados nela, e sacrifícios de crianças para Moloque (Ez 22:3-4,6,9; 24:6,9).

3 E dize: Assim disse o Senhor DEUS: Cidade que derrama sangue no meio de si, para que venha seu tempo, e que faz ídolos contra si mesma para se contaminar.

para que venha seu tempo – Em vez de tirar proveito de seus sacrifícios sangrentos para ídolos, ela só trouxe para si mesma “o tempo” de sua punição.
contra si mesma – (Pv 8:36).

4 Fizeste-te culpada com teu sangue que derramaste, e te contaminaste com teus ídolos que fizeste; e fizeste aproximar teus dias, e chegado a teus anos; por isso te entreguei por humilhação às nações, e por escárnio a todas as terras.

teus dias – o período mais curto, ou seja, o do cerco.

teus anos – o período mais longo do cativeiro. Os “dias” e “anos” expressam que ela está madura para a punição.

5 As que estão perto e as que estão longe de ti escarnecerão de ti, que és imunda de nome, e cheia de inquietação.

infame – Eles zombeteiramente te chamam, “Tu poluiu um em nome (Margem), e cheio de confusão” [Fairbairn], (referindo-se à violência tumultuosa prevalente no mesmo). Assim, as nações “longe e perto” zombaram dela como uma vez manchada em caráter e, na verdade, sem lei. Que triste contraste com a Jerusalém que uma vez designou “a cidade santa!”

6 Eis que os príncipes de Israel, cada um conforme seu poder, estiveram em ti para derramarem sangue.

Em vez disso, “os príncipes… cada um de acordo com o seu poder, estavam em ti, para derramar sangue” (como se este fosse o único objeto de sua existência). “Poder”, literalmente, “braço”; eles, que deveriam ter sido padrões de justiça, fizeram do próprio braço do poder sua única lei.

7 Desprezaram ao pai e à mãe em ti; trataram ao estrangeiro com opressão no meio de ti; oprimiram ao órfão e à viúva em ti.

(Dt 27:16) Em Ez 22:7-12 são enumerados os pecados cometidos em violação da lei de Moisés.

8 Desprezaste minhas coisas santas, e profanaste meus sábados.
9 Caluniadores houve em ti, para derramarem sangue; e comeram sobre os montes em ti; praticaram lascívia no meio de ti.

homens que carregam contos – informantes, que por deturpações, fazem com que sangue inocente seja derramado (Lv 19:16). Literalmente, “aquele que vai de um lado para outro como comerciante”.

10 Descobriram a nudez do pai ) em ti; abusaram da contaminada por menstruação em ti.

separados para a poluição – isto é, separados como imundos (Lv 18:19).

11 E um cometeu abominação com a mulher de seu próximo; e outro contaminou lascivamente sua nora; e outro abusou de sua irmã, filha de seu pai.
12 Suborno receberam em ti para derramarem sangue; juros e lucro tomaste, e exploraste gananciosamente o teu próximo, oprimindo-o; e esqueceste de mim, diz o Senhor DEUS.

me esqueci – (Dt 32:18; Jr 2:32; 3:21).

13 Mais eis que bati minhas mãos por causa de tua ganância que cometeste, e por causa de teu sangue, que houve no meio de ti.

fere a minha mão – em sinal da vingança indignada que eu executarei em ti (ver em Ez 21:17).

14 Conseguirá, por acaso, ficar firme teu coração? Serão fortes tuas mãos nos dias em que eu agir contra ti? Eu, o SENHOR, falei, e farei.

(Ez 21: 7).

15 E eu te dispersarei pelas nações, e te espalharei pelas terras; e acabarei de ti tua imundícia.

consuma a tua imundícia de ti – o objetivo de Deus em espalhar os judeus.

16 Assim serás profanada em ti aos olhos das nações, e saberás que eu sou o SENHOR.

toma a tua herança em ti – antigamente tu és a minha herança; mas agora, cheio de culpa, tu não és mais meu, mas tua própria herança para ti mesmo; “À vista dos pagãos”, isto é, eles verão que, agora que você se tornou cativo, não é mais possuído como Mine [Vatablus]. Fairbairn e outros desnecessariamente tomam o hebraico de uma raiz diferente, “tu serás poluído por (‘in,’ (Henderson)) a ti mesmo”, etc .; os pagãos te contemplarão como coisa poluída, que te fez o próprio opróbrio.

17 E veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo:
18 Filho do homem, a casa de Israel se tornou para mim em escórias; todos eles são cobre, estanho, ferro, e chumbo, no meio do forno; eles se tornaram escórias de prata.

bronze – Israel tornou-se um composto inútil da escória de prata (implicando não apenas corrupção, mas degeneração do bem para o mal, Is 1:22, especialmente ofensiva) e dos metais mais básicos. Por isso o povo deve ser lançado na fornalha do juízo, para que o mal seja consumido e o bem separado (Jr 6:29-30).

19 Portanto assim diz o Senhor DEUS: Dado que todos vós vos tornastes em escórias, por isso eis que eu vos ajuntarei no meio de Jerusalém.
20 Como se ajunta prata, bronze, ferro, chumbo e estanho no meio do forno, para soprar fogo sobre eles para fundir, assim vos ajuntarei em minha ira e em meu furor, e ali vos deixarei, e vos fundirei.
21 Eu vos reunirei, e soprarei sobre vós no fogo de meu furor, e no meio dela sereis fundidos.
22 Como se funde a prata no meio do forno, assim sereis fundidos no meio dela; e sabereis que eu, o SENHOR, derramei meu furor sobre vós.
23 E veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo:

Deste verso até o final, ele mostra a corrupção geral de todas as classes.

24 Filho do homem, diz a ela: Tu não és uma terra limpa, nem molhada de chuva no dia da indignação.

não limpo – não limpo ou cultivado; tudo uma cena de desolação; um emblema adequado do estado de deserto moral do povo.

nem choveu – uma marca de “indignação” divina; como a chuva temporã e a tardia, das quais dependia a produtividade da terra, era uma das grandes bênçãos da aliança. Joel (Jl 2:23) promete o retorno da chuva anterior e posterior, com a restauração do favor de Deus.

25 Há uma conspiração de seus profetas no meio dela, como um leão que brame, que arrebata a presa; devoraram almas, tomam bens e coisas preciosas, aumentam suas viúvas no meio dela.

conspiração – Os falsos profetas conspiraram tanto para propagar o erro quanto para se opor às mensagens dos servos de Deus. Eles são mencionados primeiro, pois sua má influência se estendeu mais amplamente.

presa – Seu objetivo era a ganância do lucro, “tesouro e coisas preciosas” (Os 6:9; Sf 3:3-4; Mt 23:14).

fez … muitas viúvas – ocasionando, através de falsas profecias, a guerra com os caldeus em que os maridos caíram.

26 Seus sacerdotes violentam minha lei, e profanam minhas coisas sagradas; não fazem diferença entre o santo e o profano, nem distinguem o impuro do puro; e escondem seus olhos de meus sábados. Assim eu sou profanado no meio deles.

Seus sacerdotes – cujos “lábios deveriam ter guardado conhecimento” (Ml 2:7).

profanado – não simplesmente transgredido; mas, violou a lei, arrancando-a para fins errados e pondo construções erradas sobre ela.

não estabeleça diferença entre o santo e o profano, etc. – não faça distinção entre o limpo e o impuro (Lv 10:10), o sábado e outros dias, sancionando as violações daquele dia santo. “Santo” significa o que é dedicado a Deus; “Profano”, o que é de uso comum; “Impuro”, o que é proibido de ser comido; “Limpo”, o que é legal para ser comido.

Eu sou profanado entre eles – Eles abusam do Meu nome para propósitos falsos ou injustos.

27 Seus príncipes no meio dela são como lobos que arrebatam presa para derramarem sangue, para destruírem almas, para obterem lucro desonesto.

Seus príncipes – que deveriam ter empregado a influência de sua posição para o bem-estar das pessoas, fizeram com que “ganhassem” seu único objetivo.

lobos – notórios pela crueldade feroz e arrebatadora (Mq 3:2-3,9-11; Jo 10:12).

28 E seus profetas os rebocam com cal solta, profetizando-lhes falsidade, e adivinhando- lhes mentira, dizendo: Assim diz o Senhor DEUS; sem que o SENHOR tenha falado.

Referindo-se às falsas garantias de paz com as quais os profetas lisonjeavam o povo, para que não se submetessem ao rei de Babilônia (ver Ez 13:10; 21:29; Jr 6:14; 23:16-17; 27:9-10).

29 O povo da terra faz graves extorsões, e pratica roubos; fazem violência ao aflito e necessitado, e oprimem sem motivo ao estrangeiro.

As pessoas – por último, após a menção dos que estão no cargo. A corrupção se espalhou por toda a comunidade.

injustamente – isto é, “sem causa”, gratuitamente, sem que o prosélito estranho dê qualquer justa provocação; mais do que qualquer outro ser alguém que deveria ter sido ganho para a adoração de Jeová pela bondade, em vez de ser alienado pela opressão; especialmente quando os israelitas foram ordenados a lembrar que eles mesmos tinham sido “estrangeiros no Egito” (Êx 22:21; 23:9).

30 E busquei dentre eles um homem que tapasse o muro, e que se pusesse na brecha diante de mim pela terra, para que eu não a destruísse; porém a ninguém achei.

a sebe – o muro (veja Ez 13:5); imagem para levar as pessoas ao arrependimento.

na brecha – a brecha (Sl 106:23); imagem para interceder entre o povo e Deus (Gn 20:7; Êx 32:11; Nm 16:48).

porém a ninguém achei – (Jr 5:1) – não que literalmente não houvesse um homem justo na cidade. Para Jeremias, Baruque, etc., ainda estavam lá; mas Jeremias havia sido proibido de orar pelo povo (Jr 11:14), como sendo condenado à ira. Nenhum agora, do piedoso, sabendo o estado desesperado do povo, e o propósito de Deus quanto a eles, estava disposto a mais tempo para se interpor entre a ira de Deus e eles. E nenhum “entre eles”, isto é, entre aqueles que acabaram de ser enumerados como culpados de tais pecados (Ez 22:25-29), era moralmente capaz para tal ofício.

31 Por isso derramarei sobre eles minha indignação; com o fogo de minha ira os consumirei; retribuirei o caminho deles sobre suas próprias cabeças,diz o Senhor DEUS.

recompensado sobre suas cabeças – (Ez 9:10; Ez 11:21; Ez 16:43; Pv 1:31; Is 3:11; Jr 6:19).

<Ezequiel 21 Ezequiel 23>

Leia também uma introdução ao Livro de Ezequiel.

Adaptado de: Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible. Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.