Bíblia

Gênesis 20

Abraão nega que Sara é sua esposa

1 Abraão partiu dali para a região do Neguebe, e assentou entre Cades e Sur, e habitou como peregrino em Gerar.

Abraão partiu dali. É possível que esse homem santo tenha sido tão profundamente afetado pela triste visão das cidades em ruínas, e não sabendo o que aconteceu ao seu sobrinho Ló e à sua família, que ele não pudesse mais suportar viver com a vista do local. Tendo, portanto, armado suas tendas e permanecido por um curto período em Cades e Sur, ele fixou sua habitação em Gerar, que era uma cidade da Arábia Petraea, sob um rei dos filisteus chamado Abimeleque, que significa “meu pai rei”, que parece ter sido não só o pai do seu povo, mas também um homem justo. [Clarke]

2 E disse Abraão de Sara sua mulher: É minha irmã. E Abimeleque, rei de Gerar, enviou e tomou a Sara.

É minha irmã. Aqui Abraão repete a insensatez que mostrou no Egito. Comp. Gn 12:11-17. Abimeleque significa, meu pai rei, ou pais do rei, e parece ter sido o título dos reis filisteus, como Faraó era dos reis egípcios. [Whedon]

3 Porém Deus veio a Abimeleque em sonhos de noite, e lhe disse: Eis que morto és por causa da mulher que tomaste, a qual é casada com marido.

Porém Deus veio a Abimeleque. Assim descobrimos que as pessoas que não eram da família de Abraão conheciam o verdadeiro Deus. De fato, todos os geraritas são chamados de uma “nação justa” em Gênesis 20:4. [Clarke]

4 Mas Abimeleque não havia chegado a ela, e disse: Senhor, matarás também a gente justa?

a gente justa. Abimeleque apela ao instinto da justiça, para que Deus não castigue os inocentes, como se fossem culpados. Compare com Gn 18:23.

5 Não me disse ele: É minha irmã; e ela também disse: É meu irmão? Com sinceridade de meu coração, e com limpeza de minhas mãos fiz isto.

Com sinceridade de meu coração, e com limpeza de minhas mãos fiz isto. Se Abimeleque tivesse qualquer outra intenção que não fosse honrosa ao tomar Sara, ele não poderia ter-se justificado assim ao seu Criador; e que tais propósitos eram da mais honrosa natureza, o próprio Deus, a quem o apelo foi feito, afirma da maneira mais direta: “Eu também sei que com integridade de teu coração fizeste isto”. [Clarke]

6 E disse-lhe Deus em sonhos: Eu também sei que com integridade de teu coração fizeste isto; e eu também te detive de pecar contra mim, e assim não te permiti que a tocasses.

de pecar contra mim. A violação da lei moral é pecado contra Deus.

7 Agora, pois, devolve a mulher a seu marido; porque é profeta, e orará por ti, e viverás. E se tu não a devolveres, sabe que certamente morrerás, com tudo o que for teu.

porque é profeta. Ou seja, alguém a quem Deus se revela.

8 Então Abimeleque se levantou de manhã, e chamou a todos os seus servos, e disse todas estas palavras aos ouvidos deles; e temeram os homens em grande maneira.

se levantou de manhã. As visões da noite causaram uma profunda impressão, agitando as profundezas de sua alma, e ele se apressou com o amanhecer para investigar a questão. Compare com Daniel 6:19.

chamou a todos os seus servos, e disse todas estas palavras aos ouvidos deles. Esse procedimento é outra evidência da integridade e retidão desse rei. Ele não tem nada a esconder, embora muito a agita-lo e incomodá-lo.

e temeram os homens em grande maneira. O seu rei também se tornou profeta e lhes revelou a palavra de Deus, e a revelação os encheu de profunda reverência e temor. [Whedon]

9 Depois chamou Abimeleque a Abraão e lhe disse: Que nos fizeste? e em que pequei eu contra ti, que atraíste sobre mim e sobre meu reino tão grande pecado? o que não devias fazer fizeste comigo.

Depois chamou Abimeleque a Abraão e lhe disse: Que nos fizeste? Em que situação humilhante o patriarca agora aparece – ele, um servo do Deus verdadeiro, repreendido por um príncipe pagão. Quem não preferiria estar no lugar de Abimeleque do que do patriarca honrado, mas infelizmente ofensor! Que atitude digna é a do rei – reprovando com calma e justiça o pecado do patriarca, mas respeitando sua pessoa, e amontoando brasas de fogo na sua cabeça pelos presentes generosos que lhe foram oferecidos. [JFU]

10 E disse mais Abimeleque a Abraão: Que viste para que fizesses isto?

Continuando a sua fala, Abimeleque deseja saber o que Abraão observou nele ou no seu povo, que lhe deu qualquer razão para concluir que eles estavam entregues aos maus desejos, e não se deteriam por nada para satisfaze-los. [Coke]

11 E Abraão respondeu: Porque disse para mim: Certamente não há temor de Deus neste lugar, e me matarão por causa de minha mulher.

Abraão respondeuCertamente não há temor de Deus neste lugar. A partir dos horríveis vícios de Sodoma, ele parece ter ficado com a impressão de que todas as outras cidades de Canaã eram igualmente corruptas. Poderia ter havido poucos ou nenhum que temesse a Deus; mas que coisa triste quando os homens do mundo mostram um maior senso de honra e uma maior repugnância aos crimes do que um verdadeiro adorador! Abraão usa aqui e em Gn 20:13 o nome Deus – talvez por ser mais próximo do entendimento do rei do que “o SENHOR”. [JFU]

12 E na verdade também é minha irmã, filha de meu pai, mas não filha de minha mãe, e tomei-a por mulher.

E na verdade também é minha irmã. Ver Gn 11:29; 12:19. O casamento com uma meia-irmã era claramente permitido no tempo de Davi (compare 2Sm 13:13); e foi praticado no tempo de Ezequiel (Ez 22:11), embora proibido pelas leis de Lv 18:9,11; 20:17; Dt 27:22. Diz-se que foi permitido na Fenícia e no Egito.

A desculpa de Abraão baseia-se numa meia verdade. Sara pode ter sido verdadeiramente sua irmã; mas esta afirmação não era nenhuma justificação moral para sua supressão do fato de que ela era sua esposa. A desculpa adicional em Gn 20:13, de que quando ele viajava, ele sempre praticava esta ocultação em relação a Sara, dificilmente acrescentava dignidade à sua forma de defesa. [Cambridge]

13 E foi que, quando Deus me fez sair sem rumo da casa de meu pai, eu lhe disse: Esta é a lealdade que tu me farás, que em todos os lugares onde chegarmos, digas de mim: É meu irmão.

em todos os lugares onde chegarmos. Abraão não pretendia insultar, particularmente a Abimeleque com aquela mentira. [Genebra]

14 Então Abimeleque tomou ovelhas e vacas, e servos e servas, e deu-o a Abraão, e devolveu-lhe a Sara sua mulher.

tomou ovelhas e vacas. Compare o presente similar do rei do Egito (Gn 12:16).

15 E disse Abimeleque: Eis que minha terra está diante de ti, habita onde bem te parecer.

minha terra está diante de ti. Compare com Gn 13:9; 34:10.

16 E a Sara disse: Eis que dei mil moedas de prata a teu irmão; olha que ele te é por véu de olhos para todos os que estão contigo, e para com todos: assim foi repreendida.

“A Sara ele disse: “Estou dando a seu irmão mil peças de prata, para reparar a ofensa feita a você diante de todos os seus; assim todos saberão que você é inocente”.” (versão NVI)

17 Então Abraão orou a Deus; e Deus sanou a Abimeleque e a sua mulher, e a suas servas, e voltaram a ter filhos.

A esterilidade era considerada como o sinal do desagrado divino, que podia ser evitado pela oração e intercessão: compare com Gn 25:21; 30:2,22; 1Sm 1:10. Ver nota sobre Gn 12:17. [Cambridge]

18 Porque havia por completo fechado o SENHOR toda madre da casa de Abimeleque, por causa de Sara, mulher de Abraão.

o SENHOR. Foi Jehovah, o Deus da aliança, que assim interferiu.

havia por completo fechadotoda madre da casa de Abimeleque. Para impedir a concepção. Compare 1 Samuel 1:5-6.

por causa de Sara. A enfermidade, que se diz ter sido curada (Gn 20:17), foi enviada por causa de Sara, e, portanto, nós naturalmente supomos que Sara foi mantida, no mínimo alguns meses, separada de Abraão. [Whedon]

<Gênesis 19 Gênesis 21>

Introdução à Gênesis 20

O encobrimento da sua relação com Sara traz à nossa memória um ato semelhante de Abraão registrado poucos capítulos atrás. Devemos lembrar, no entanto, que um período de vinte e quatro anos se passou desde aquele evento. A partir de Gênesis 20, descobrimos que este foi um antigo acordo entre ele e sua esposa, enquanto eles peregrinavam entre estrangeiros. Parece que Abraão ainda não estava consciente de que havia algo errado ou mesmo imprudente nessa prática. Ele a faz, consequentemente, sem qualquer hesitação. Nessa ocasião ele aparece pela primeira vez como um profeta. Ele é o primeiro desta classe a ser introduzido ao nosso conhecimento no Antigo Testamento, embora Enoque tenha profetizado em um período anterior (Jd 1:14), e a bênção de Noé foi, ao mesmo tempo, uma predição.

Leia também uma introdução ao livro do Gênesis.

Adaptado de: Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible. Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.