Gênesis 34

Diná e os siquemitas

1 Diná, filha que Lia havia tido com Jacó, saiu para ver as moças da região.

Diná (compare com Gn 30:21Gn 46:15).

moças da região – no original hebraico, filhas da terra.

2 Quando Siquém, filho de Hamor, o heveu, príncipe daquela região, a viu, a agarrou e a violentou.

Siquém (compare com Gn 10:17Gn 33:19).

o heveu. Heveus era uma das tribos originais espalhadas por Canaã, a terra prometida.

a viu (compare com Gn 6:2Gn 39:6,7Jz 14:12Sm 11:2Jó 31:1,9; Mt 5:28).

a agarrou e a violentou (compare com Dt 21:14Dt 22:24,29Jz 19:24,25Ez 22:10,11) – no original hebraico, “tomou-a e deitou- se com ela, e a desonrou” (BKJ).

3 Sua alma se apegou a Diná, filha de Jacó; ele amou a moça e falou ao coração dela.

alma (compare com Rt 1:141Sm 18:1).

falou ao coração dela (compare com 2Sm 19:72Cr 30:22Is 40:2Os 2:14) – provavelmente expressando afeto, e oferecendo consertar a situação casando com ela, conforme pode ser legitimamente concluído a partir do que é registrado a seguir de seu comportamento. [Pulpit, 1895]

4 Então Siquém disse a seu pai Hamor: 'Consiga-me esta moça para que seja minha esposa'.

Compare com Gn 21:21Jz 14:22Sm 13:13.

Consiga-me esta moça para que seja minha esposa – no original hebraico, “Toma-me esta moça por mulher” (ACF). Era costume os pais ficarem responsáveis de viabilizar o casamento dos filhos (compare com o caso de Ismael, Gn 21:21; de Isaque, 24:3-4; de Sansão, Jz 14:2).

5 Quando Jacó ouviu que Siquém havia violentado sua filha Diná, seus filhos estavam no campo com o gado. Então Jacó ficou em silêncio, até que eles voltassem.

Jacó ouviu. Como Diná não voltou para casa (Gn 34:26), seu pai provavelmente soube da sua humilhação com as servas que haviam saído com ela. Mas “ficou em silêncio”, principalmente por sua habitual cautela, por não ser páreo para os heveus, mas em parte porque os filhos de Lia tinham o direito de ser os defensores da honra de sua irmã. [Ellicott, 1905]

seus filhos estavam no campo com o gado (compare com Gn 30:35Gn 37:13,14; 1Sm 16:111Sm 17:15; Lc 15:25,29).

Jacó ficou em silêncio (compare com Lv 10:3Sl 39:9).

6 E Hamor, pai de Siquém, saiu para falar com Jacó.

saiu para falar com Jacó (compare com Gn 34:4). Era costume os pais ficarem responsáveis de viabilizar o casamento dos filhos (compare com o caso de Ismael, Gn 21:21; de Isaque, 24:3-4; de Sansão, Jz 14:2).

7 Os filhos de Jacó vieram do campo e ouviram o que havia acontecido. Então os homens ficaram aflitos e muito irados, porque Siquém havia cometido um ato vergonhoso em Israel ao se deitar com a filha de Jacó — coisa que não devia ter sido feita.

Os filhos de Jacó vieram do campo e ouviram o que havia acontecido – ou então, Os filhos de Jacó vieram do campo quando ouviram o que havia acontecido (BKJ; NVT).

ficaram aflitos – ou então, “ficaram indignados (NAA).

havia cometido um ato vergonhoso em Israel (compare com Ex 19:5,6Dt 22:21Js 7:15Jz 19:22-25Jz 20:62Sm 13:12,13Sl 93:5; 1Pe 2:9).

coisa que não devia ter sido feita (compare com Gn 20:9Lv 4:2,13,27Dt 23:171Co 6:181Co 10:8Ef 5:3Cl 3:5; Hb 13:4).

8 Mas Hamor lhes disse: 'A alma de meu filho Siquém se apegou à filha de vocês. Peço que ela lhe seja dada por esposa.

A alma de meu filho Siquém se apegou à filha de vocês (compare com Gn 34:31Rs 11:2Sl 63:1Sl 84:2Sl 119:20).

9 Tornem-se nossos parentes — deem as filhas de vocês a nós e tomem as nossas filhas.
10 Habitem em nosso meio, a terra está a disposição de vocês: morem, negociem e nela adquiriam propriedades.

Hamor propõe que a família de Jacó abandone sua vida nômade e se estabeleça entre os heveus, seu desejo era que os dois clãs se unissem em uma comunidade. [Ellicott, 1905]

a terra está a disposição de vocês (compare com Gn 34:21-23Gn 13:9Gn 20:15Gn 42:34Gn 47:27) – no original hebraico, “a terra estará diante de vós” (BKJ).

11 E Siquém disse ao pai e aos irmãos dela: 'Concedam-me este favor, e eu lhes darei o que me pedirem.

Compare com Gn 18:3Gn 33:15.

Concedam-me este favor – no original hebraico, “Ache eu graça aos vossos olhos” (BKJ.)

12 Aumentem o dote e os presentes, que eu darei o que me pedirem, mas me deem a moça por esposa'.

dote (compare com Gn 24:53Gn 29:18Gn 31:41Ex 22:16,17Dt 22:28,291Sm 18:25-272Sm 3:14Os 3:2) e os presentes. A palavra traduzida como “dote” (mohar) é o preço pago aos pais e parentes da noiva, embora sob a forma de um presente. O “presente” (matthan) era dado pelo noivo à própria noiva. Além disso, esperava-se que seus parentes lhe dessem presentes e, em algumas tribos árabes, é comum até mesmo fazer o dote a ela. [Ellicott, 1905]

13 Como Siquém havia desonrado a irmã deles, os filhos de Jacó responderam com falsidade a ele e ao seu pai Hamor,

responderam com falsidade (compare com Gn 25:27-34Jz 15:32Sm 13:23-29Jó 13:4,7Sl 12:2Pv 12:13Pv 12:18-20Pv 24:28,29Pv 26:24-26Is 59:13Mq 7:2Rm 12:191Ts 5:15Mt 28:13).

14 dizendo-lhes: 'Não podemos fazer isso, dar nossa irmã a um homem incircunciso; porque isso seria uma vergonha para nós.

incircunciso (compare com Gn 17:11Js 5:2-91Sm 14:61Sm 17:26,362Sm 1:20Rm 4:11).

15 Consentiremos sob uma única condição; se vocês se tornarem como nós, circuncidando todos os do sexo masculino.

Segundo Sarna, “A linguagem dos irmãos é carregada de ironia: a parte do corpo usada por Siquém em sua violeta paixão virá a ser a fonte de seu próprio castigo”. [Waltke, 2010]

16 Então lhes daremos as nossas filhas, e nos casaremos com as suas filhas, habitaremos no meio de vocês e seremos um só povo.

nos casaremos com as suas filhas – no original hebraico, “tomaremos nós as vossas filhas” (ACF).

17 Porém, se não nos ouvirem e não quiserem ser circuncidados, então tomaremos nossa irmã e iremos embora'.

nossa irmã – no original hebraico, nossa filha.

18 Suas palavras agradaram a Hamor e a Siquém, filho de Hamor.
19 O jovem, que era o mais honrado de toda a casa de seu pai, não demorou em fazer o que haviam pedido, pois se agradava da filha de Jacó.

o mais honrado de toda a casa de seu pai (compare com Nm 22:151Sm 22:142Rs 5:11Cr 4:9Is 3:3-5Is 5:13Is 23:8,9At 13:50At 17:12).

pois se agradava da filha de Jacó (compare com Gn 29:20Ct 8:6Is 62:4

20 Então Hamor e seu filho Siquém vieram ao portão de sua cidade e falaram aos homens da cidade:

portão de sua cidade (compare com Gn 22:17Gn 23:10Dt 17:5Rt 4:1Jó 29:7Pv 31:23Am 5:10,12,15Zc 8:16). Esse era o lugar onde toda comunicação pública era feita; e na pronta submissão do povo a essa medida, vemos uma evidência ou do afeto extraordinário pela família governante, ou do despotismo do Oriente, onde a vontade de um chefe é uma ordem absoluta. Ao mesmo tempo, os governantes trabalharam de uma maneira muito plausível para mostrar as vantagens pessoais e públicas que resultariam para seus súditos de uma associação amigável e comercial com os poderosos e ricos nômades (compare com Gn 34:10). As pessoas foram persuadidas a cumprir as condições da união proposta; ao mesmo tempo, a facilidade com a qual foram persuadidos só pode ser explicada satisfatoriamente a partir da crença então crescente entre muitas nações orientais de que a circuncisão era, além da religião, útil e importante do ponto de vista sanitário. [JFU, 1871]

21 'Esses homens são nossos amigos, portanto habitem na terra e negociem nela. A terra é tem bastante espaço para eles. Tomaremos as suas filhas por esposas e lhes daremos as nossas filhas.

são nossos amigos – no original hebraico, “são pacíficos conosco” (BKJ).

22 Sob uma única condição esses homens consentirão em habitar conosco, para que sejamos um só povo — se todos os nossos homens forem circuncidados, como eles são circuncidados.

Sob uma única condição (compare com Gn 34:15-17).

Spoiler title

serão nossos – através do comércio e dos casamentos que ocorreriam entre eles.

24 Todos os que saíam pelo portão da cidade deram ouvidos a Hamor e a Siquém, seu filho. Assim, todos os do sexo masculino dos que saíam pelo portão da cidade foram circuncidados.

os que saíam pelo portão da cidade (compare com Gn 23:10,18). Esse era o lugar onde toda comunicação pública era feita; e na pronta submissão do povo a essa medida, vemos uma evidência ou do afeto extraordinário pela família governante, ou do despotismo do Oriente, onde a vontade de um chefe é uma ordem absoluta.

todos os do sexo masculino dos que saíam pelo portão da cidade foram circuncidados (compare com Gn 17:23; Rm 2:28,291Co 7:19). As pessoas foram persuadidas a cumprir as condições da união proposta; ao mesmo tempo, a facilidade com a qual foram persuadidos só pode ser explicada satisfatoriamente a partir da crença então crescente entre muitas nações orientais de que a circuncisão era, além da religião, útil e importante do ponto de vista sanitário. [JFU, 1871]

A traição de Simeão e Levi

25 No terceiro dia, quando os homens estavam sentindo dores, dois filhos de Jacó, Simeão e Levi, irmãos de Diná, tomaram cada um a sua espada, entraram inesperadamente na cidade e mataram todos os homens.

Simeão e Levi (compare com Gn 29:33,34Gn 49:5,7; Pv 4:16Pv 6:34,35).

26 Mataram também ao fio da espada Hamor e seu filho Siquém, tiraram Diná da casa de Siquém e saíram.

tiraram Diná da casa de Siquém. Segundo Waltke (2010), isso indica que “Diná foi mantida cativa na casa de Siquém todo aquele tempo”.

27 Os filhos de Jacó vieram onde estavam os mortos e saquearam a cidade, porque a sua irmão havia sido desonrada.

saquearam a cidade (compare com Et 9:10,161Tm 6:10).

28 Tomaram deles as ovelhas, os bois, os jumentos, o que havia na cidade e no campo.
29 Levaram cativos todos os seus bens, todas as crianças e mulheres, e saquearam tudo o que havia nas casas.
[levaram cativas] todas as crianças e mulheres. Nenhuma menção é feita a esses cativos depois: nem é fácil conjeturar o que aconteceu com eles. Talvez a suposição mais provável seja que Jacó devolveu tanto eles como os bens levados por seus filhos aos seus parentes e conterrâneos que sobreviveram. [Benson, 1857]

30 Então Jacó disse a Simeão e a Levi: 'Vocês me trouxeram perturbação, atraindo sobre mim o ódio dos cananeus e dos ferezeus, moradores desta terra. Como somos em poucos, eles se unirão contra mim e me atacarão; eu e minha família seremos destruídos'.

Vocês me trouxeram perturbação (compare com Gn 49:5-7Js 7:251Rs 18:181Cr 2:7Pv 11:17,29Pv 15:27).

atraindo sobre mim o ódio (compare com Ex 5:211Sm 13:41Sm 27:121Cr 19:6) – no original hebraico, me fazendo cheirar mal.

somos em poucos (compare com Dt 7:71Cr 16:12Sl 105:12).

31 Eles responderam: 'Que direito ele tinha de tratar nossa irmã como uma prostituta?'

Compare com Gn 34:13Gn 49:7Pv 6:34.

<Gênesis 33 Gênesis 35>

Visão geral do Gênesis

Em Gênesis 1-11, “Deus cria um mundo bom e dá instruções aos humanos para que possam governar esse mundo, mas eles cedem às forças do mal e estragam tudo” (BibleProject). (8 minutos)

🔗 Abrir vídeo no Youtube.

Em Gênesis 12-50, “Deus promete abençoar a humanidade rebelde através da família de Abraão, apesar das suas falhas constantes e insensatez” (BibleProject). (8 minutos)

🔗 Abrir vídeo no Youtube.

Leia também uma introdução ao livro do Gênesis.

Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – novembro de 2020.