Bíblia, Revisar

Provérbios 24

Mensagem importante
Olá visitante do Apologeta! Vou direto ao ponto: peço que você me ajude a manter este projeto. Atualmente a renda gerada através dos anúncios são insuficientes para que eu me dedique exclusivamente a ele. Se cada pessoa que ler essa mensagem hoje, doar o valor de R$10.00, eu poderia me dedicar integralmente ao Apologeta pelo próximo ano e ainda remover todas as propagandas do site (que eu sei que são um pouco incômodas). Tenho um propósito ousado com este site: traduzir e disponibilizar gratuitamente conteúdo teológico de qualidade. O que inclui um dicionário bíblico completo (+4000 verbetes) e comentário de todos os 31.105 versículos da Bíblia. Faça parte deste projeto e o ajude a continuar crescendo. Obrigado!
1 Não tenhas inveja dos homens malignos, nem desejes estar com eles;

(Veja Pv 23: 3, Pv 23:17; Salmo 37: 1).

2 Porque o coração deles imagina destruição, e os lábios deles falam de opressão.

studieth – meditateth.

falam de opressão – Seus propósitos expressos são fazer o mal.

3 Pela sabedoria a casa é edificada, e pelo entendimento ela fica firme;

(Veja Pv 14: 1; Is 54:14).

casa – incluindo a família.

4 E pelo conhecimento os cômodos se encherão de riquezas preciosas e agradáveis.

riquezas – (Pv 8:18; Pv 21:20).

5 O homem sábio é poderoso; e o homem que tem conhecimento aumenta sua força;

A declaração geral (Ec 9:16, Ec 9:18) é especialmente ilustrada (compare Pv 21:22; Sl 144: 1).

6 Porque com conselhos prudentes farás tua guerra; e a vitória é alcançada pela abundância de conselheiros.
7 A sabedoria é alta demais para o tolo; na porta do julgamento ele não abre sua boca.

(Compare Pv 14:16).

na porta – (compare Pv 22:22).

8 Quem planeja fazer o mal será chamado de vilão.

Chamado mesmo que ele não faça o mal.

9 O pensamento do tolo é pecado; e o zombador é abominável aos homens.

O mesmo pensamento variou.

10 Se te mostrares fraco no dia da angústia, como é pouca tua força!

Literalmente, “Se tu falha no dia de estreite (adversidade), estreito (ou pequeno) é a tua força”, que é então verdadeiramente testada.

11 Livra os que estão tomados para a morte, os que estão sendo levados para serem mortos;

Negligência de dever conhecido é pecado (Tiago 4:17).

pronto – literalmente, “curvando-se”

para serem mortos – isto é, injustamente. A justiça retributiva de Deus não pode ser evitada pela ignorância professada.

12 Pois se tu disseres: Eis que não sabíamos,Por acaso aquele que pesa os corações não saberá? Aquele que guarda tua alma não conhecerá? Ele retribuirá ao homem conforme sua obra.
13 Come mel, meu filho, porque é bom; e o favo de mel é doce ao teu paladar.

Como a comida deliciosa estimula o apetite, as recompensas da sabedoria devem nos excitar para buscá-la.

14 Assim será o conhecimento da sabedoria para tua alma; se a encontrares haverá recompensa para ti ; e tua esperança não será cortada.

recompensa – literalmente, “depois de parte”, o resultado apropriado (compare Pv 23:18; Salmo 37:37, Salmo 37:38).

15 Tu, perverso, não espies a habitação do justo, nem assoles seu quarto;

As conspirações do ímpio contra o bem, embora parcialmente, não serão totalmente bem-sucedidas (Salmo 37:24); enquanto os ímpios, caindo no mal penal, não encontram ajuda.

16 Porque o justo cai sete vezes, e se levanta; mas os perversos tropeçam no mal.

sete vezes – muitas vezes, ou muitos (Pv 6:16, Pv 6:31; Pv 9: 1).

17 Quando teu inimigo cair, não te alegres; nem teu coração fique contente quando ele tropeçar,

No entanto, ninguém se regozije com o destino dos malfeitores, para que Deus não castigue seu espírito errado, aliviando o sofredor (compare Pv 17: 5; Jó 31:29).

18 Para que não aconteça de o SENHOR veja, e o desagrade, e desvie dele sua ira.
19 Não te irrites com os malfeitores, nem tenhas inveja dos perversos;

(Salmo 37: 1, Salmo 37:38; Salmo 18:28).

20 Porque o maligno não terá um bom futuro; a lâmpada dos perversos se apagará.

lâmpada – ou “prosperidade”; chegará ao fim (Pv 13: 9; Pv 20:20).

21 Meu filho, teme ao SENHOR e ao rei; e não te envolvas com os rebeldes;

Uma advertência contra a impiedade e resistência ao governo legítimo (Rm 13: 1-7; 1Pe 2:17).

mexa … mude – (Compare Margin), literalmente, “não se misture”, evite a sociedade de pessoas inquietas.

22 Porque a destruição deles se levantará de repente; e quem sabe que ruína eles terão?

a destruição – ou o que Deus e o rei infligem, ou o que os mutantes e sua companhia sofrem; melhor o primeiro.

23 Estes provérbios também são para os sábios: fazer acepção de pessoas num julgamento não é bom.

sábios – literalmente, “são dos sábios”, como autores (compare “Salmos de Davi”, hebraico). “Estes” refere-se aos versículos seguintes, Pv 24: 24-34.

acepção de pessoas – literalmente, “discernir rostos”, mostrar parcialidade,

24 Aquele que disser ao ímpio: Tu és justo,Os povos o amaldiçoarão, as nações o detestarão.

dos quais um exemplo é justificar o ímpio, ao qual se opõe, repreendendo-o, que tem uma bênção.

25 Mas para aqueles que o repreenderem, haverá coisas boas; e sobre eles virá uma boa bênção.
26 Quem responde palavras corretas é como se estivesse beijando com os lábios.

beijando com os lábios – ame e obedeça, faça homenagem (Sl 2:12; Cantares de Salomão 8: 1).

responde palavras corretas – literalmente, “palavras simples” (compare Pv 8: 9), opostas a enganosas ou obscuras.

27 Prepara o teu trabalho de fora, e deixa pronto o teu campo; então depois, edifica a tua casa.

Prepare-se … no campo – Garantir, por diligência, um apoio adequado e, em seguida, construir; fornecer necessaries, então confortos, para que uma casa bastante pertenceu, em um clima ameno, permitindo o uso de barracas.

28 Não sejas testemunha contra o teu próximo sem causa; por que enganarias com teus lábios?

Não fales a verdade desnecessariamente contra qualquer e nunca a falsidade.

29 Não digas: Assim como ele fez a mim, assim também farei a ele; pagarei a cada um conforme sua obra.

Especialmente evitar a retaliação (Mt 5: 43-45; Rm 12:17).

30 Passei junto ao campo do preguiçoso, e junto à vinha do homem sem juízo;

Uma imagem impressionante dos efeitos da preguiça.

31 e eis que ela estava toda cheia de espinheiros, e sua superfície coberta de urtigas; e o seu muro de pedras estava derrubado.
32 Quando eu vi isso , aprendi em meu coração, e, olhando, recebi instrução:

Da insensatez do preguiçoso aprende a sabedoria (Pv 6:10, Pv 6:11).

33 um pouco de sono, cochilando um pouco, cruzando as mãos por um pouco de tempo, deitado,
34 e assim a tua pobreza virá como um assaltante; a tua necessidade, como um homem armado.
<Provérbios 23 Provérbios 25>

Leia também uma introdução ao livro dos Provérbios.

Adaptado de: Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible. Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.

Conteúdos recomendados