Bíblia, Revisar

1 Reis 6

Mensagem importante
Olá visitante do Apologeta! Vou direto ao ponto: peço que você me ajude a manter este projeto. Atualmente a renda gerada através dos anúncios são insuficientes para que eu me dedique exclusivamente a ele. Se cada pessoa que ler essa mensagem hoje, doar o valor de R$10.00, eu poderia me dedicar integralmente ao Apologeta pelo próximo ano e ainda remover todas as propagandas do site (que eu sei que são um pouco incômodas). Tenho um propósito ousado com este site: traduzir e disponibilizar gratuitamente conteúdo teológico de qualidade. O que inclui um dicionário bíblico completo (+4000 verbetes) e comentário de todos os 31.105 versículos da Bíblia. Faça parte deste projeto e o ajude a continuar crescendo. Obrigado!

A construção do templo

1 E foi no ano quatrocentos oitenta depois que os filhos de Israel saíram do Egito, no quarto ano do princípio do reino de Salomão sobre Israel, no mês de Zife, que é o mês segundo, que ele começou a edificar a casa do SENHOR.
2 A casa que o rei Salomão edificou ao SENHOR, teve sessenta côvados de comprimento e vinte de largura, e trinta côvados de altura.

O templo que o rei Salomão construiu para o Senhor – As dimensões são dadas em cúbitos, que devem ser contados de acordo com o padrão inicial (2Cr 3:3), ou côvado sagrado (Ez 40:5; 43:13), um palmo mais longo que o comum ou posterior. É provável que a elevação interna só seja aqui declarada.

3 E o pórtico diante do templo da casa, de vinte côvados de comprimento, segundo a largura da casa, e sua largura era de dez côvados diante da casa.

O pórtico – ou pórtico, estendido em toda a frente (veja em 2Cr 3:4).

4 E fez à casa janelas largas por de dentro, e estreitas por de fora.

janelas com grades estreitas – isto é, janelas com treliças, capazes de serem fechadas e abertas a lazer, em parte para deixar sair o vapor das lâmpadas, a fumaça do incenso e, em parte, para dar luz (Keil).

5 Edificou também junto ao muro da casa aposentos ao redor, contra as paredes da casa em derredor do templo e do compartimento interno: e fez câmaras ao redor.

Em três lados, havia câmaras em três andares, cada história mais larga do que a abaixo dela, como as paredes foram estreitadas ou feitas mais finas como subiram, por um desconto sendo feito, em que as vigas do piso lateral descansavam, sem penetrar na parede. Essas câmaras foram abordadas a partir do lado direito, no interior da sub-história, por uma escadaria sinuosa de pedra, que levava às histórias intermediárias e superiores.

6 O aposento de abaixo era de cinco côvados de largura, e o de em meio de seis côvados de largura, e o terceiro de sete côvados de largura: porque por de fora havia feito apoios à casa em derredor, para não introduzir as vigas nas paredes da casa.
7 E a casa quando se edificou, fabricaram-na de pedras que traziam já acabadas; de tal maneira que quando a edificavam, nem martelos nem machados se ouviram na casa, nem nenhum outro instrumento de ferro.

Uma pedreira subterrânea foi descoberta muito recentemente perto de Jerusalém, onde supostamente as pedras do templo foram escavadas. Há evidências inequívocas nesta pedreira de que as pedras estavam vestidas ali; pois há blocos muito semelhantes em tamanho, bem como do mesmo tipo de pedra, como os encontrados nos restos antigos. Dali, provavelmente, eles seriam movidos em rolos pelo vale de Tyropean até o lado do templo [Porter, Tent e Kahn].

8 A porta do aposento de em meio estava ao lado direito da casa: e subia-se por um caracol ao de em meio, e do aposento de em meio ao terceiro.
9 Lavrou, pois, a casa, e acabou-a; e cobriu a casa com artesanatos de cedro.

construiu o templo – O templo é aqui distinguido das asas ou câmaras ligadas a ele – e seu telhado era de madeira de cedro.

10 E edificou também o aposento em derredor de toda a casa, de altura de cinco côvados, o qual se apoiava na casa com madeiras de cedro.

e elas estavam ligadas ao templo por vigas de cedro – isto é, porque as vigas das pedras laterais repousavam nas bordas da parede do templo. A asa foi anexada à casa; estava ligado ao templo, sem, no entanto, interferir prejudicialmente com o santuário (Keil).

11 E veio a palavra do SENHOR a Salomão, dizendo:

Provavelmente por um profeta. Era muito oportuno, sendo projetado: primeiro, encorajá-lo a continuar com o edifício, confirmando novamente a promessa feita a seu pai Davi (2Sm 7:12-16); e em segundo lugar, para avisá-lo contra o orgulho e a presunção de supor que, após a construção de um templo tão magnífico, ele e seu povo estivessem sempre certos da presença e do favor de Deus. A condição em que essa bênção poderia ser esperada foi expressamente declarada. A morada de Deus entre os filhos de Israel refere-se aos símbolos de Sua presença no templo, que eram os sinais visíveis de Sua relação espiritual com esse povo.

12 “Quanto a este templo que você está construindo, se você seguir os meus decretos, executar os meus juízos e obedecer a todos os meus mandamentos, cumprirei por meio de você a promessa que fiz ao seu pai Davi,

12 Esta casa que tu edificas, se andares em meus estatutos, e fizeres meus direitos, e guardares todos meus mandamentos andando neles, eu terei firme contigo minha palavra que falei a Davi teu pai;
13 E habitarei em meio dos filhos de Israel, e não deixarei a meu povo Israel.
14 Assim que, Salomão preparou a casa, e acabou-a.
15 E preparou as paredes da casa por de dentro com tábuas de cedro, revestindo-a de madeira por dentro, desde o piso da casa até as paredes do teto: cobriu também o pavimento com madeira de faia.

Forrou as paredes do templo por dentro – As paredes foram lamuriadas com madeira de cedro; o chão, pavimentado com tábuas de cipreste; o interior foi dividido (por uma divisória que consistia de portas dobráveis, abertas e fechadas com correntes de ouro) em dois apartamentos – a parte de trás ou a sala interna, isto é, o lugar mais sagrado, tinha vinte côvados de comprimento e largura; a frente, ou o quarto exterior, isto é, o lugar santo, era de quarenta côvados. A madeira de cedro era lindamente adornada com figuras em relevo, representando aglomerados de folhagens, flores abertas, querubins e palmeiras. Todo o interior estava revestido de ouro, de modo que nem madeira nem pedra eram vistas; nada encontrou o olho senão ouro puro, simples ou ricamente perseguido.

16 Também fez ao fim da casa um edifício de vinte côvados de tábuas de cedro, desde o piso até o mais alto; e fabricou-se na casa um compartimento interno, que é o lugar santíssimo.
17 E a casa, a saber, o templo de dentro, tinha quarenta côvados.
18 E a casa estava coberta de cedro por de dentro, e tinha entalhaduras de frutos silvestres e de botões de flores. Todo era cedro; nenhuma pedra se via.
19 E adornou o compartimento interno por de dentro no meio da casa, para pôr ali a arca do pacto do SENHOR.
20 E o compartimento interno estava na parte de dentro, o qual tinha vinte côvados de comprimento, e outros vinte de largura, e outros vinte de altura; e revestiu-o de ouro puríssimo: também cobriu o altar de cedro.
21 De sorte que revestiu Salomão de ouro puro a casa por de dentro, e fechou a entrada do compartimento interno com correntes de ouro, e revestiu-o de ouro.
22 Cobriu, pois, de ouro toda a casa até o fim; e também revestiu de ouro todo o altar que estava diante do compartimento interno.
23 Fez também no compartimento interno dois querubins de madeira de oliva, cada um de altura de dez côvados.
24 A uma asa do querubim tinha cinco côvados, e a outra asa do querubim outros cinco côvados: assim que havia dez côvados desde a ponta da uma asa até a ponta da outra.
25 Também o outro querubim tinha dez côvados; porque ambos os querubins eram de um tamanho e de uma feitura.
26 A altura do um era de dez côvados, e também o outro.
27 E pôs estes querubins dentro da casa de dentro: os quais querubins estendiam suas asas, de modo que a asa do um tocava à parede, e a asa do outro querubim tocava à outra parede, e as outras duas asas se tocavam a uma à outra na metade da casa.
28 E revestiu de ouro os querubins.
29 E esculpiu todas as paredes da casa ao redor de diversas figuras, de querubins, de palmas, e de botões de flores, por de dentro e por de fora.
30 E cobriu de ouro o piso da casa, de dentro e de fora.
31 E à entrada do compartimento interno fez portas de madeira de oliva; e o umbral e os postes eram de cinco esquinas.

Para a entrada do santuário interno – A porta do lugar santíssimo era feita de oliveira sólida e adornada com figuras. A porta do lugar sagrado era feita de madeira de cipreste, os lados sendo de madeira de oliveira.

32 As duas portas eram de madeira de oliva; e entalhou nelas figuras de querubins e de palmas e de botões de flores, e cobriu-as de ouro: cobriu também de ouro os querubins e as palmas.
33 Igualmente fez à porta do templo postes de madeira de oliva quadrados.
34 Porém as duas portas eram de madeira de faia; e os dois lados da uma porta eram redondos, e os outros dois lados da outra porta também redondos.
35 E entalhou nelas querubins e palmas e botões de flores, e cobriu-as de ouro ajustado às entalhaduras.
36 E edificou o átrio interior de três ordens de pedras lavradas, e de uma ordem de vigas de cedro.

o pátio interno – era para os sacerdotes. Dizem que sua parede, que tinha um cedro de cedro, era tão baixa que as pessoas podiam ver por cima.

Spoiler title

O edifício foi iniciado no segundo mês do quarto ano e concluído no oitavo mês do décimo primeiro ano do reinado de Salomão, compreendendo um período de sete anos e meio, o que é contado aqui em números redondos. Não era um edifício muito grande, mas muito esplêndido, exigindo grande cuidado, engenho e divisão do trabalho. O imenso número de trabalhadores empregados, juntamente com a preparação prévia dos materiais, serve para explicar o pouco tempo ocupado no processo de construção.

38 E no décimo primeiro ano, no mês de Bul, que é o mês oitavo, foi acabada a casa com todas seus partes, e com todo o necessário. Edificou-a, pois, em sete anos.
<1 Reis 5 1 Reis 7>

Leia também uma introdução aos livros dos Reis.

Adaptado de: Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible. Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.

Conteúdos recomendados