Bíblia, Revisar

Provérbios 12

1 Aquele que ama a correção ama o conhecimento; mas aquele que odeia a repreensão é um bruto.

ama o conhecimento – como fruto da instrução ou treinamento (Pv 1: 2).

repreende o ódio – (Pv 10:17).

bruto – estúpido, independentemente de seu próprio bem-estar (Salmo 49:10; Sl 73:22).

2 O homem de bem ganha o favor do SENHOR; mas ao homem de pensamentos perversos, ele o condenará.
3 O homem não prevalecerá pela perversidade; mas a raiz dos justos não será removida.

A maldade não pode dar prosperidade permanente.

raiznão será removida – firme como uma árvore florescente – (Salmo 1: 3; Salmo 15: 5; Jr 17: 8).

4 A mulher virtuosa é a coroa de seu marido; mas a causadora de vergonha é como uma podridão em seus ossos.

A mulher virtuosa – no sentido amplo de bem disposto a todos os deveres morais (Pv 31:10).

faz vergonha – isto é, por má conduta.

podridão – um mal incurável.

5 Os pensamentos dos justos são de bom juízo; mas os conselhos dos perversos são enganosos.

pensamentos – ou “propósitos”.

está certo – literalmente, “são julgamento”, isto é, decisões verdadeiras.

conselhos – (compare Pv 11:14).

engano – contrário à verdade e honestidade.

6 As palavras dos perversos são para espreitar o derramamento de sangue de inocentes ; mas a boca dos corretos os livrará.

As palavras – ou “desenhos expressos” dos ímpios são para propósitos malignos.

a boca – ou, “palavras” do justo entregando em vez de enganar os homens.

7 Os perversos serão transtornados, e não existirão mais ; porém a casa dos justos permanecerá.

Tal conduta traz um retorno adequado, pela destruição dos ímpios e bem-estar dos justos e sua família.

8 Cada um será elogiado conforme seu entendimento; mas o perverso de coração será desprezado.

desprezado – ao contrário de elogiado (Pv 11:12).

perverso de coração – ou “princípios perversos”, em oposição à sabedoria.

9 Melhor é o que estima pouco a si mesmo mas tem quem o sirva, do que aquele que elogia e si mesmo, mas nem sequer tem pão.

desprezado – realizado em pouca reputação, obscuro (1Sm 18:23, Is 3: 5).

tem um servo – implicando alguns meios de vida honesta.

honra-se a si mesmo – é vaidoso.

10 O justo dá atenção à vida de seus animais; mas até as misericórdias dos perversos são cruéis.

considera – literalmente, “conhece” (Sl 1: 6).

misericórdiascruéis – como atos de compaixão ingenuamente prestados aos necessitados. O justo considera mais uma besta do que o homem iníquo.

11 Aquele que lavra sua terra se saciará de pão; mas o que segue coisas inúteis tem falta de juízo.

O destino do ocioso é o resultado da indolência e da falta de princípio (Pv 6:32; Pv 7: 7).

12 O perverso deseja armadilhas malignas; porém a raiz dos justos produzirá seu fruto.

mal – Eles amam as artes engenhosas do engano.

a raizfruto – seus próprios recursos os abastecem; ou, pode ser traduzido: “Ele (Deus) dá ou fixa (Ez 17:22) a raiz dos justos”, e portanto é firme: ou o verbo é impessoal; “Quanto à raiz… é firme” (Pv 17:19).

13 O perverso é capturado pela transgressão de seus lábios, mas o justo sairá da angústia.

O perverso é capturado – O sentimento se expandiu. Enquanto os ímpios, tais como os mentirosos, aduladores, etc., caem por suas próprias palavras, os justos são ilesos. Sua boa conduta faz amigos e Deus os recompensa.

14 Cada um se sacia do bem pelo fruto de sua própria boca; e a recompensa das mãos do homem lhe será entregue de volta.
15 O caminho do tolo é correto aos seus próprios olhos; mas aquele que ouve o bom conselho é sábio.

olhos – O tolo é egoísta (compare Pv 12: 1; Pv 1:32; Pv 10:17; Tiago 3:17).

16 A ira do tolo é conhecida no mesmo dia, mas o prudente ignora o insulto.

vergonha – Ele demora a denunciar seus insultos (Tg 1:19).

17 Aquele que fala a verdade conta a justiça; porém a testemunha falsa conta o engano.
18 Há alguns que falam palavras como que golpes de espada; porém a língua do sábios é como um remédio.

falam palavras – literalmente, “fala apressadamente”, ou indiscretamente (Salmo 106: 33), como um homem irritado responde contra as invectivas duras e provocadoras.

língua … saúde – por linguagem suave e gentil.

19 O lábio da verdade ficará para sempre, mas a língua da falsidade dura por apenas um momento.

Palavras de verdade são consistentes e resistem a todos os testes, enquanto mentiras são logo descobertas e expostas.

20 Há engano no coração dos que tramam o mal; mas os que aconselham a paz têm alegria.

que tramam – ou “planejem” (Pv 3:29). Eles traçam um caminho enganoso, ao qual, com todos os seus males e perigos para os outros e para si mesmos, a felicidade dos pacificadores se opõe (compare Mt 5: 9; Rm 12:18).

21 Nenhuma adversidade sobrevirá ao justos; mas os perversos se encherão de mal.

nenhum mal – (como no Salmo 91:10), sob as sábias limitações de Deus (Rm 8:28).

travessura – como mal penal.

22 Os lábios mentirosos são abomináveis ao SENHOR, mas dos que falam a verdade são seu prazer.

falam a verdade – ou, “fielmente”, isto é, de acordo com promessas (compare Jo 3:21).

23 O homem prudente é discreto em conhecimento; mas o coração dos tolos proclama a loucura.

esconde – por sua modéstia (Pv 10:14; Pv 11:13).

coraçãoproclama – como seus lábios falam seus pensamentos (compare Ec 10: 3).

24 A mão dos que trabalham com empenho dominará, e os preguiçosos se tornarão escravos.

preguiçosos – (Compare Margin), assim chamado porque ele não cumpre suas promessas.

sob tributo – não denotando impostos legais, mas a obrigação de dependência.

25 A ansiedade no coração do homem o abate; mas uma boa palavra o alegra.

uma boa palavra – uma de conforto.

26 O justo age cuidadosamente para com seu próximo, mas o caminho dos perversos os faz errar.

age cuidadosamente – (Compare Margin); ou, “mais bem sucedido”, enquanto os ímpios falham; ou, podemos lê-lo: “O justo guia seu amigo, mas”, etc., isto é, a capacidade dos justos de ajudar os outros é contrastada com a ruína a que o caminho dos ímpios se conduz.

27 O preguiçoso não assa aquilo que caçou, mas a riqueza de quem trabalha com empenho lhe é preciosa.

(Compare Pv 12:24).

levou na caça – ou “sua carne de veado”. Ele não melhora suas vantagens.

a substância … preciosa – ou “a riqueza de um homem honrado é diligente” ou “diligente”.

precioso – literalmente, “honra” (Ec 10: 1).

28 Na vereda da justiça está a vida; e no caminho de seu percurso não há morte.

(Compare Pv 8: 8, Pv 8:20 etc.). Um sentimento muitas vezes declarado; aqui primeiro afirmativamente, depois negativamente.

<Provérbios 11 Provérbios 13>

Leia também uma introdução ao livro dos Provérbios.

Adaptado de: Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible. Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.