Bíblia

Isaías 61

Aviso Quer estudar a Bíblia e não sabe por onde começar? Conheça o nosso curso: Como Estudar a Bíblia? Ele é gratuito, online e pode ser iniciado agora mesmo! Clique aqui e saiba mais.


Ministérios do Messias: Restauração de Israel

1 O Espírito do Senhor DEUS está sobre mim; pois o SENHOR me ungiu, para dar boas novas aos mansos; ele me enviou para sarar aos feridos de coração, para anunciar liberdade aos cativos, e libertação aos prisioneiros.

está sobre mim; poisme ungiu – citado por Jesus como Suas credenciais na pregação (Lc 4:18-21). O Espírito está sobre mim na pregação, porque Jeová me ungiu desde o ventre (Lc 1:35), e no batismo, com o Espírito “sem medida” e permanentemente “permanecendo” em Mim (Is 11:2; Jo 1:32; 3:34; Sl 45:7; com o qual compare 1Rs 1:39-40, 19:16, Êx 29:7). “Ungido” como Messias, Profeta, Sacerdote e Rei.

boas novas – como a palavra “evangelho” significa.

aos mansos em vez disso, “os pobres”, como Lc 4:18 tem; isto é, os aflitos com a calamidade, pobres nas circunstâncias e no espírito (Mt 11:5).

anunciar liberdade – (Jo 8:31-36). Linguagem extraída da libertação dos cativos babilônicos, para descrever a libertação do pecado e da morte (Hb 2:15); também da “liberdade proclamada” a todos os servos no ano do jubileu (Is 61:2; Lv 25:10; Jr 34:8-9).

libertação aos prisioneiros – O hebraico é “a abertura mais completa”, ou seja, dos olhos para os que estão presos, isto é, libertação da prisão, pois os cativos ficam cegos nas trevas da prisão (Is 14:17; 35:5; 42:7) (Ewald). Assim, Lc 4:18 e a Septuaginta interpretam isso; Lc 4:18, sob inspiração, acrescenta a isso, para a explicação mais completa da única sentença do hebraico, “pôr em liberdade os que estão feridos”; expressando assim a dupla “abertura” implícita; ou seja, a dos olhos (Jo 9:39) e da prisão (Rm 6:18; 7:24-25; Hb 2:15). Seus milagres eram como parábolas em ação. [JFB]

2 Para anunciar o ano do favor do SENHOR, e o dia da vingança de nosso Deus; para consolar todos os tristes.

ano do favor – o ano do jubileu no qual “a liberdade foi proclamada aos cativos” (Is 61:1; 2Co 6:2).

dia de vingança – O “tempo aceitável da graça” é um “ano”; o tempo de “vingança” mas “um dia” (assim Is 34:8; 63:4; Ml 4:1). Jesus (Lc 4:20-21) “fechou o livro” antes desta sentença; porque o intervalo entre a primeira e a segunda vinda é “o ano aceitável”; o “dia da vingança” não será até que Ele volte (2Ts 1:7-9).

nosso Deus – Os santos o chamam de “nosso Deus”, porque Ele vem para “vingá-los” (Ap 6:10; 19:2).

todos os tristes – O “tudo” parece incluir os israelitas espirituais, bem como os literais, que estão em Is 61:3 chamados “os que choram em Sião”, e a quem Is 57:18 se refere. [JFB]

3 Para ordenar aos tristes de Sião, que lhes seja dado ornamento no lugar de cinza, óleo de alegria no lugar de tristeza, vestes de louvor no lugar de espírito angustiado; para que sejam chamados de carvalhos da justiça, plantação do SENHOR; para que ele seja glorificado.

ornamento no lugar de cinza. Há um jogo no som o significado das palavras hebraicas, (“peer” e “epher”), literalmente, coroa ou turbante (Ez 24:17), usado em tempos de alegria, em vez de “cinzas”, lançadas sobre a cabeça em luto (2Sm 13:19).

óleo de alegria. Unguento perfumado era derramado sobre os convidados em festas (Sl 23:5; 45:7-8; Am 6:6). Em ocasiões de tristeza, ele era posto de lado (2Sm 14:2).

vestes de louvor no lugar de espírito angustiado. Roupas de cores vivas, indicando gratidão, em vez daquelas que indicam desânimo, como o pano de saco (Jo 16:20). [JFU, 1871]

4 E edificarão os lugares arruinados desde os tempos antigos, restaurarão os desde antes destruídos, e renovarão as cidades arruinadas, destruídas desde muitas gerações.

arruinados desde os tempos antigos – Jerusalém e as cidades de Judá que há muito tempo estavam em ruínas (ver em Is 58:12). [JFB]

5 E estrangeiros apascentarão vossos rebanhos, e filhos de outras nações serão vossos lavradores e vossos trabalhadores nas vinhas.

O pensamento implícito de toda a passagem é, como no versículo seguinte, que todo Israel é elevado à dignidade de uma classe sacerdotal, deixando o trabalho árduo do mundo a ser feito por estrangeiros, que ficaram em um nível inferior. [Ellicott, 1905]

6 Porém vós sereis chamados sacerdotes do SENHOR; chamarão a vós de trabalhadores a serviço de nosso Deus; comereis dos bens das nações, e da riqueza deles vós vos orgulhareis.

O pensamento implícito de toda a passagem é, como no versículo anterior, que todo Israel é elevado à dignidade de uma classe sacerdotal, deixando o trabalho árduo do mundo a ser feito por estrangeiros, que ficaram em um nível inferior. [Ellicott, 1905]

7 Em vez de vossa vergonha, tereis porção dobrada; e em vez de humilhação, terão alegria sobre sua parte; pois em sua terra terão posse do dobro, e terão alegria eterna.

Ou seja, uma compensação dobrada pelos anos de sofrimento (compare com Zc 9:12).

8 Porque eu, o SENHOR, amo a justiça, e odeio o roubo e toda maldade; e farei que sua obra seja em verdade, e farei um pacto eterno com eles.

A justiça do SENHOR exige esta inversão das relações atuais de Israel e dos pagãos.

odeio o roubo e toda maldade. O roubo a que ele se refere não é o praticado pelos israelitas contra Deus (Ml 3:8-9), mas o tratamento injusto à Israel pelos seus inimigos.

um pacto eterno. Compare com Is 55:3.[Cambridge, 1897]

9 E sua descendência será conhecida entre as nações, e seus descendentes em meio aos povos; todos quantos os virem, os reconhecerão, que são descendência abençoada pelo SENHOR.

conhecida – honrosamente; será ilustre (Sl 67:2).

descendência abençoada – (Is 65:23). [JFB]

10 Eu estou muito jubilante no SENHOR, minha alma se alegra em meu Deus; porque ele me vestiu de roupas de salvação; ele me cobriu com a capa da justiça, tal como o noivo quando se veste da roupa sacerdotal, e como a noiva se enfeita com suas joias.

Eu estou muito jubilante no SENHOR. Sião (Is 61:3) dá graças pelo retorno do favor de Deus (compare Lc 1:46-47; Hb 3:18). [JFU, 1871]

11 Porque tal como a terra produz seus renovos, e como o jardim faz brotar o que nele se semeia, assim também o Senhor DEUS fará brotar justiça e louvor diante de todas as nações.

Ou seja, Tão certo como a semente germina na terra, assim o SENHOR certamente trará a grande redenção aqui prometida através do poder da Sua palavra. Compare com Is 55:10; 42:9; 43:19; 58:8. [Cambridge, 1897]

<Isaías 60 Isaías 62>

Introdução à Isaías 61

Em Isaías 61, temos o Messias anunciando a Sua dupla tarefa de trazer a misericórdia do evangelho na Sua primeira vinda, e os juízos sobre os incrédulos e o conforto a Sião na Sua segunda vinda (Is 61:1-9); a linguagem pode ser aplicada a Isaías, consolando os exilados na Babilônia através das suas profecias, apenas num sentido secundário. [JFU, 1871]

Leia também uma introdução ao Livro de Isaías.

Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.