Bíblia, Revisar

Salmo 19

Mensagem importante
Olá visitante do Apologeta! Vou direto ao ponto: peço que você me ajude a manter este projeto. Atualmente a renda gerada através dos anúncios são insuficientes para que eu me dedique exclusivamente a ele. Se cada pessoa que ler essa mensagem hoje, doar o valor de R$10.00, eu poderia me dedicar integralmente ao Apologeta pelo próximo ano e ainda remover todas as propagandas do site (que eu sei que são um pouco incômodas). Tenho um propósito ousado com este site: traduzir e disponibilizar gratuitamente conteúdo teológico de qualidade. O que inclui um dicionário bíblico completo (+4000 verbetes) e comentário de todos os 31.105 versículos da Bíblia. Faça parte deste projeto e o ajude a continuar crescendo. Obrigado!
1 (Salmo de Davi, para o regente:) Os céus declaram a glória de Deus; e o firmamento anuncia a obra de suas mãos.

a glória de Deus – é a soma de suas perfeições (Salmo 24: 7-10; Rm 1:20).

firmamento – outra palavra para “céus” (Gn 1: 8).

2 Dia após dia ele fala; e noite após noite ele mostra sabedoria.

profere – flui como um córrego; um testemunho perpétuo.

3 Não há língua, nem palavras, onde não se ouça a voz deles.

Embora não haja fala ou palavras articuladas, ainda sem elas a voz delas é ouvida (compare Margem).

4 Por toda a terra sai sua corda, e suas palavras até o fim do mundo; para o sol ele pôs uma tenda neles.

sua corda – ou “instrução” – a influência exercida por sua exibição tácita das perfeições de Deus. Paulo (Rm 10: 8), citando a Septuaginta, usa “som”, que dá o mesmo sentido.

5 E ele é como o noivo, que sai de sua câmara; e se alegra como um homem valente, para correr seu caminho.

O sol, como o corpo celestial mais glorioso, é especialmente usado para ilustrar o sentimento; e seu curso vigoroso, alegre, diário e extenso, e seu calor revitalizante (incluindo a luz), mostram bem a maravilhosa sabedoria de seu Criador.

6 Desde uma extremidade dos céus é sua saída, e seu curso até as outras extremidades deles; e nada se esconde de seu calor.
7 A lei do SENHOR é perfeita, e restaura a alma; o testemunho do SENHOR é fiel, e da sabedoria aos simples.

A lei é descrita por seis nomes, epítetos e efeitos. É uma regra, o testemunho de Deus para a verdade, Sua especial e geral prescrição de dever, medo (como causa) e decisão judicial. É distinto e certo, confiável, correto, puro, sagrado e verdadeiro. Por isso, revive os deprimidos por dúvidas, torna sábio o não-especializado (2Tm 3:15), alegra o amante da verdade, fortalece os desalentados (Salmo 13: 4; Salmo 34: 6), fornece princípios permanentes de conduta e por Deus A graça traz uma recompensa rica.

8 Os preceitos do SENHOR são corretos, e alegram ao coração; o mandamento do SENHOR é puro, e ilumina aos olhos.
9 O temor ao SENHOR é limpo, e permanece para sempre; os juízos do SENHOR são verdade; juntamente são justos.
10 São mais desejáveis que ouro, mais do que muito ouro fino; e mais doces que o mel, e o licor de seus favos.
11 Também por eles teu servo é advertido; por guardá-los, há muita recompensa.
12 Quem pode entender seus próprios erros? Limpa-me dos que me são ocultos.

Quanto mais clara nossa visão da lei, mais manifestos são nossos pecados. Ainda por todo o seu efeito, precisamos da graça divina para nos mostrar nossas falhas, absolver-nos, restringir-nos da prática e nos libertar do poder do pecado. Assim, somente nossa conduta pode ser irrepreensível e nossas palavras e pensamentos aceitáveis ​​a Deus.

13 Também retém a teu servo de arrogâncias, para que elas não me controlem; então eu serei sincero, e ficarei limpo de grande transgressão.
14 Sejam agradáveis as palavras de minha boca, e o pensamento do meu coração, diante de ti, ó SENHOR, minha rocha e meu Libertador.
<Salmo 18 Salmo 20>

Introdução ao Salmo 19

Depois de exibir a revelação harmoniosa das perfeições de Deus feitas por Suas obras e Sua palavra, o salmista ora por conformidade ao ensinamento divino.

Leia também uma introdução ao livro de Salmos.

Adaptado de: Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible. Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.

Conteúdos recomendados