Bíblia, Revisar

1 Crônicas 4

Posteridade de Judá por Calebe, o filho de Hur

1 Os filhos de Judá foram: Perez, Hezrom, Carmi, Hur, e Sobal.

Os filhos de Judá – isto é, “os descendentes”, pois, com exceção de Perez, nenhum dos mencionados aqui eram seus filhos imediatos. De fato, os outros são mencionados apenas para introduzir o nome de Shobal, cuja genealogia o historiador pretendia traçar (1Cr 2:52).

2 E Reaías, filho de Sobal, gerou a Jaate; e Jaate gerou a Aumai e a Laade. Estas são as famílias dos Zoratitas.
3 E estas são as do pai de Etã: Jezreel, Isma, e Idbás. E o nome da irmã deles era Hazelelponi.
4 E Penuel foi pai de Gedor, e Ézer pai de Husá. Estes foram os filhos de Hur, primogênito de Efrata, pai de Belém.
5 E Asur, pai de Tecoa, teve duas mulheres: Helá, e Naará.
6 E Naará lhe gerou a Auzão, Héfer, Temeni, e a Haastari. Estes foram os filhos de Naará.
7 E os filhos de Helá foram: Zerete, Zoar, e Etnã.
8 E Coz gerou a Anube, e a Zobeba, e as famílias de Aarel, filho de Harum.

De Jabez e sua oração

9 E Jabez foi mais honrado que seus irmãos; sua mãe o chamara de Jabez, dizendo: Pois com dores eu o dei à luz.

Jabez – foi, como muitos pensam, o filho de Coz ou Kenaz, e é aqui elogiado por sua sincera e fervorosa piedade, bem como, talvez, por algumas obras públicas e patrióticas que realizou. Os escritores judeus afirmam que ele era um doutor eminente na lei, cuja reputação atraiu tantos escribas ao redor dele que uma cidade foi chamada pelo seu nome (1Cr 2:55); e para a piedade de seu caráter esta passagem tem um amplo testemunho. A memória das circunstâncias críticas que marcaram seu nascimento foi perpetuada em seu nome (compare Gn 35:15); e ainda, no desenvolvimento de seus altos talentos ou valor distinto na vida futura, sua mãe deve ter encontrado uma satisfação e deleite que compensou amplamente todas as suas primeiras tentativas. Sua oração que está aqui registrada e que, como a de Jacó, está na forma de um voto (Gn 28:20), parece ter sido pronunciada quando ele estava entrando em um serviço importante ou crítico, para a execução bem-sucedida de que ele colocou confiança nem por conta própria nem proeza do seu povo, mas olhou ansiosamente para a ajuda e bênção de Deus. O empreendimento foi com toda a probabilidade a expulsão dos cananeus do território que ele ocupava; e como esta era uma guerra de extermínio, que o próprio Deus havia ordenado, Sua bênção poderia ser a mais razoável e esperada em preservá-los de todos os males aos quais o empreendimento poderia expô-lo. Nessas palavras, “para que não me entristeça”, e que poderia ser mais literalmente traduzida, “para que eu não tenha mais tristeza”, há uma alusão ao significado de seu nome, Jabez, significando “pesar”; e a importância desta petição é: não me deixe sentir a dor que meu nome implica e que meus pecados podem muito bem produzir.

10 Mas Jabez invocou ao Deus de Israel, dizendo: Ah, se tu me abençoares muito, e ampliares os meus limites, e se tua mão for comigo, e me protegeres do mal, para que eu não sofra! E Deus fez suceder o que ele havia pedido.

Deus fez suceder o que ele havia pedido – Seja qual for o tipo de empreendimento que despertou suas ansiedades, Jabez desfrutou de um notável grau de prosperidade, e Deus, neste caso, provou que Ele não era apenas o ouvinte, mas o respondente da oração.

11 E Quelube, irmão de Suá gerou a Maquir, que foi o pai de Estom.
12 E Estom gerou a Bete-Rafa, Paseia, e a Teína, pai da cidade de Naás; estes foram os homens de Reca.
13 Os filhos de Quenaz foram: Otniel e Seraías. Os filhos de Otniel: Hatate e Meonotai.

Os filhos de Quenaz – o avô de Calebe, que daquele relacionamento é chamado de quenezeu (Nm 32:12).

14 E Meonotai gerou a Ofra; e Seraías gerou a Joabe, pai dos moradores do Vale dos Artesãos, porque foram artesãos.

Joabe, pai dos moradores do Vale dos Artesãos – literalmente, “o pai dos habitantes do vale” – “o vale dos artesãos”, como a palavra denota. Eles habitaram juntos, de acordo com um costume que, independentemente de qualquer lei, prevalece extensivamente nos países orientais para pessoas do mesmo comércio morarem na mesma rua ou no mesmo bairro, e seguirem a mesma ocupação de pai para filho, através de muitas gerações. . Sua ocupação era provavelmente a dos carpinteiros, e o vale onde moravam parece ter sido na vizinhança de Jerusalém (Ne 11:35).

15 Os filhos de Calebe, filho de Jefoné foram: Iru, Elá, e Naã; e filho de Elá foi Quenaz.
16 Os filhos de Jealelel foram: Zife, Zifa, Tíria, e Asareel.
17 E os filhos de Ezra foram: Jéter, Merede, Efer, e Jalom. E sua mulher também deu à luz a Miriã, Samai, e a Isbá, pai de Estemoa.

deu à luz a Miriã – É difícil, como os versos estão no momento, ver quem é o significado. O seguinte reajuste do texto elimina a obscuridade: “Estes são os filhos de Bitia, filha de Faraó, que Mered tomou, e ela deu a Miriã, e a sua mulher Jeudia deu à luz a Jizreel” etc.

18 E sua mulher Judia lhe deu à luz a Jerede pai de Gedor, a Héber pai de Socó, e a Jecutiel pai de Zanoa. Estes foram os filhos de Bitias, filha de Faraó, a qual Merede teve por esposa.

Judia – “a judia”, para distingui-la de sua outra esposa, que era egípcia. Esta passagem registra um fato muito interessante – o casamento de uma princesa egípcia com um descendente de Calebe. O casamento deve ter ocorrido no deserto. As barreiras de uma língua nacional diferente e da religião nacional mantinham os hebreus separados dos egípcios; mas eles não impediram totalmente intimidades e até casamentos ocasionais entre indivíduos privados das duas nações. Antes que tais uniões, no entanto, pudessem ser sancionadas, o partido egípcio deve ter renunciado à idolatria, e essa filha do faraó, como aparece em seu nome, havia se convertido à adoração do Deus de Israel.

19 E os filhos da mulher de Hodias, irmã de Naã, foram: o pai de Queila o garmita, e Estemoa o maacatita.
20 E os filhos de Simeão foram: Amnom, Rina, Ben-Hanã, e Tilom. E os filhos de Isi foram: Zoete, e Ben-Zoete.

Descendentes de Selá

21 Os filhos de Selá, filho de Judá foram: Er, pai de Leca, e Lada, pai de Maressa, e as famílias da casa dos trabalhadores do linho em Bete-Asbeia;

Lada, pai de Maressa, e as famílias da casa dos trabalhadores do linho – Aqui, novamente, há outra evidência incidental de que em tempos muito antigos certos ofícios eram seguidos por famílias particulares entre os hebreus, aparentemente em sucessão hereditária. Seu conhecimento da arte da manufatura de linho fora, muito provavelmente, adquirido no Egito, onde o dever de criar famílias para as ocupações de seus antepassados ​​era uma obrigação compulsória, enquanto em Israel, como em muitas partes da Ásia até hoje, era opcional, embora comum.

22 Como também Joquim, os homens de Cozeba, Joás, e Sarafe (os quais dominaram sobre os moabitas), e Jasubi-Leem. Estes registros, porém, são antigos.

tinha o domínio em Moab, e Jashubi-lehem – “E estas são coisas antigas” parece uma interpretação estranha de um nome próprio; e, além disso, transmite um significado que não tem relação com o registro. A seguinte tradução aperfeiçoada foi sugerida: “Estada em Moabe, mas voltou a Belém e Adaberim-Athekim. Estes e os habitantes de Netaim e Gedera eram oleiros empregados pelo rei em sua própria obra. ”Gedera ou Gederoth, e Netaim, pertenciam à tribo de Judá, e ficavam na fronteira sudeste do território dos filisteus (Js 15:36; 2Cr 28:18).

23 Estes foram oleiros, e habitavam em Netaim e Gedera; eles ficaram ali com o rei em sua obra.

De Simeão

24 Os filhos de Simeão foram: Nemuel, Jamim, Jaribe, Zerá, Saul;

Os filhos de Simeão – Eles são classificados junto com os de Judá, como sua posse foi parcialmente tirada do extenso território do último (Js 19:1). A diferença em vários detalhes da genealogia aqui dada a partir daquela dada em outras passagens é ocasionada por algumas das pessoas mencionadas tendo mais de um nome [compare Gn 46:10; Êx 6:15; Nm 26:12].

25 Cujo filho foi Salum, cujo filho foi Mibsão, cujo filho foi e Misma.
26 Os filhos de Misma foram: seu filho Hamuel, cujo filho foi Zacur, cujo filho foi Simei.
27 E Simei teve dezesseis filhos e seis filhas, porém seus irmãos não tiveram muitos filhos, e toda a sua família não se multiplicou tanto como a dos filhos de Judá.

seus irmãos não tiveram muitos filhos – (veja Nm 1:22; 26:14).

28 E habitaram em Berseba, Moladá, Hazar-Sual,
29 E em Bila, Ezém, Tolade,
30 Betuel, Hormá, Ziclague.
31 Bete-Marcabote, Hazar-Susim, Bete-Birai, e em Saaraim. Estas foram suas cidades até quando Davi começou a reinar.

Estas foram suas cidades até quando Davi começou a reinar – Em consequência da preguiça ou covardia dos simeonitas, algumas cidades dentro de seu território eram apenas nominalmente suas. Eles nunca foram tirados dos filisteus até o tempo de Davi, quando os simeonitas perderam toda a pretensão a eles, e os destinou à sua própria tribo de Judá (1Sm 27:6).

32 E suas aldeias foram: Etã, Aim, Rimom, e Toquém, e Asã, cinco cidades;
33 E todas as suas aldeias que estavam ao redor destas cidades, até Baal. Estas foram suas habitações, e suas genealogias.
34 Porém Mesobabe, Janleque, Josias filho de Amazias;
35 Joel, Jeú filho de Josibias, filho de Seraías, filho de Asiel;
36 E Elioenai, Jaacobá, Jesoaías, Asaias, Adiel, Jesimiel, Benaia;
37 E Ziza filho de Sifi, filho de Alom, filho de Jedaías, filho de Sinri, filho de Semaías.
38 Estes registrados por seus nomes foram os líderes de suas famílias, e que foram multiplicados muito nas casas de seus pais.

aumentou muito, e eles foram para a entrada de Gedor – Simeão tendo apenas uma parte da terra de Judá, eles foram obrigados a procurar alojamento em outro lugar; mas seu estabelecimento nos novos e férteis pastos de Gederah logo se rompeu; pois, sendo atacados por um bando de saqueadores nômades, eles foram expulsos de um lugar para outro até que alguns deles efetuaram pela força um assentamento no Monte Seir.

39 E chegaram até a entrada de Gedor, até o oriente do vale, buscando pastos para suas ovelhas.
40 E acharam pastos férteis e bons, e a terra era espaçosa, quieta, e descansada, porque os de Cam tinham habitado ali antes.
41 Estes, pois, que foram escritos por seus nomes, vieram nos dias de Ezequias rei de Judá, e derrubaram as tendas e habitações dos que se acharam ali, e os destruíram até hoje; e habitaram ali em seu lugar, porque ali havia pastos para suas ovelhas.
42 Também alguns deles, quinhentos homens dos filhos de Simeão, se foram ao monte de Seir, levando como capitães a Pelatias, Nearias, Refaías, e a Uziel, filhos de Isi;
43 E mataram os que haviam restado dos amalequitas, e habitaram ali até hoje.
<1 Crônicas 3 1 Crônicas 5>

Leia também uma introdução aos livros das Crônicas.

Adaptado de: Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible. Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.