Bíblia, Revisar

Neemias 8

Forma religiosa de ler e ouvir a lei

1 E todo o povo se juntou como um só homem na praça diante da porta das Águas, e disseram ao escriba Esdras que trouxesse o livro da lei de Moisés, que o SENHOR havia mandado a Israel.

E todo o povo se juntou como um só homem – Era uma ocasião para a festa do sétimo mês (Ne 7:73). O começo de cada mês foi introduzido como um festival sagrado; mas isto é, o começo do sétimo mês, foi manter com honra como “uma festa das trombetas”, que se estendeu por dois dias. Era o primeiro dia do ano novo, e o dia de ano novo do ano civil, em que foi considerado como “um grande dia”. O lugar onde uma assembleia geral de pessoas era era era “às o portão da água”, na muralha sul. Por aquele portal os netineus ou gibeonitas traziam água para o templo, e era uma área espaçosa em frente a ela.

disseram ao escriba Esdras que trouxesse o livro da lei de Moisés – Ele havia vindo a Jerusalém cochilar ou treze anos antes de Neemias. Ele permaneceu ali ou retornou à Babilônia em obediência à ordem real e para o cumprimento de deveres importantes. Ele retornou junto com Neemias, mas em uma capacidade subordinada. Desde o tempo da nomeação de Neemias para a dignidade do tirshatha, Esdras havia se retirado para a vida privada. Embora cordial e zelosamente cooperasse com o antigo patriota em suas importantes medidas de reforma, o piedoso sacerdote dedicava seu tempo e atenção principalmente à produção de uma edição completa das Escrituras canônicas. A leitura pública das Escrituras era exigida pela lei a ser feita a cada sete anos; mas durante o longo período do cativeiro esta prática excelente, com muitos outros, caiu em negligência, até ser revivida, nesta ocasião. O fato de haver um desejo forte e generalizado entre os exilados que retornaram em Jerusalém de ouvir a palavra de Deus para eles indica um tom de sentimento religioso muito melhorado.

2 E Esdras, o sacerdote, trouxe a lei diante da congregação, tanto de homens como de mulheres, e de todos os que tivessem entendimento para ouvir, no primeiro dia do sétimo mês.
3 E leu no livro diante da praça que está diante da porta das Águas, desde o amanhecer até o meio-dia, na presença de homens, mulheres e entendidos; e os ouvidos de todo o povo estavam atentos ao livro da lei.
4 E o escriba Esdras estava sobre uma plataforma de madeira, que haviam feito para aquilo; e junto a ele estavam Matitias, Sema, Anaías, Urias, Hilquias, e Maaseias, à sua direita; e a sua esquerda, Pedaías, Misael, Malquias, Hasum, Hasbadana, Zacarias, e Mesulão.

Esdras estava sobre uma plataforma de madeira – não feito sob a forma que conhecemos, mas apenas um andaime ou plataforma elevada, amplo o bastante para permitir que quatorze pessoas ficassem em pé com facilidade. O dever de Ezra era muito trabalhoso, pois ele continuava lendo em voz alta da manhã até o meio-dia, mas seu trabalho foi aliviado pela ajuda dos outros sacerdotes presentes. Sua presença era importante, em parte para mostrar seu cordial acordo com a declaração da verdade divina de Esdras; e em parte levar sua parte com ele no importante dever de ler e expor publicamente as Escrituras.

5 E Esdras abriu o livro perante os olhos de todo o povo, porque estava mais alto que todo o povo; e quando ele o abriu, todo o povo se pôs de pé.

quando ele o abriu, todo o povo se pôs de pé – Essa atitude eles assumiram por respeito à palavra de Deus, ou melhor, porque a leitura foi prefaciada por uma oração solene, que foi concluída por uma expressão geral de “Amém, Amém”. .

6 Então Esdras louvou ao SENHOR, o grande Deus. E todo o povo respondeu: Amém! Amém! levantando suas mãos; e inclinaram-se, e adoraram ao SENHOR com os rostos em terra.
7 E Jesua, Bani, e Serebias, Jamim, Acube, Sabetai, Hodias, Maaseias, Quelita, Azarias, Jozabade, Hanã, Pelaías, e os levitas, ensinavam ao povo a lei; e o povo estava em seu lugar.
8 E leram no livro da lei de Deus o declarando, e explicando o sentido, para que pudessem entender o que era lido.

Os comentaristas estão divididos em opinião quanto à importância dessa afirmação. Alguns pensam que Esdras leu a lei em hebraico puro, enquanto os levitas, que o ajudaram, traduziram sentença por sentença para Chaldee, o dialeto vernacular que os exilados falaram na Babilônia. Outros sustentam que o dever desses levitas consistia em explicar ao povo, muitos dos quais haviam se tornado muito ignorantes, o que Ezra havia lido.

9 E Neemias (que era o governador), e o sacerdote Esdras, escriba, e os levitas que ensinavam ao povo, disseram a todo o povo: Este dia é consagrado ao SENHOR nosso Deus; não vos entristeçais, nem choreis. Porque todo o povo chorava enquanto ouvia as palavras da lei.

Este dia é consagrado ao SENHOR nosso Deus; não vos entristeçais, nem choreis – Um profundo senso de seus pecados nacionais, impressionantemente trazidos à lembrança pela leitura da lei e suas denúncias, afetou os corações das pessoas com pesar penitencial. Mas, apesar das reminiscências dolorosas de seus pecados nacionais que a leitura da lei despertou, o povo foi exortado a nutrir os sentimentos de alegria e gratidão associados a um festival sagrado (ver em Lv 23:24). Ao enviar partes dela a seus irmãos mais pobres (Dt 16:11,14; Et 9:19), eles também lhes permitiriam participar das comemorações públicas.

10 E disse-lhes mais: Ide, comei gorduras, e bebei doçuras, e enviai porções aos que não têm preparado; porque este é um dia consagrado ao nosso Senhor; portanto não vos entristeçais, porque a alegria do SENHOR é vossa força.
11 E os levitas faziam todo o povo ficar calado, dizendo: Calai-vos, que é dia santo, e não vos entristeçais.
12 Então todo o povo foi embora para comer, beber, enviar porções, e celebrar alegremente, porque entenderam as palavras que lhes haviam ensinado.
13 E no dia seguinte se juntaram os líderes das famílias de todo o povo, os sacerdotes, os levitas, o e o escriba Esdras, para estudarem as palavras da lei.
14 E acharam escrito na lei que o SENHOR havia mandado por meio de Moisés, que os filhos de Israel habitassem em tendas na solenidade do mês sétimo;
15 Por isso eles anunciaram publicamente, e proclamaram por todas as suas cidades e por Jerusalém, dizendo: Saí ao monte, trazei ramos de oliveiras, e ramos de oliveiras silvestres, e ramos de murta, ramos de palmeiras, e ramos de toda árvore espessa, para fazer tendas como está escrito.

Eles guardam a Festa dos Tabernáculos

16 Saiu, pois, povo, e os trouxeram, e fizeram para si tendas, cada um sobre seu terraço, em seus pátios, nos pátios da casa de Deus, na praça da porta das Águas, e na praça da porta de Efraim.

Saiu, pois, povo, e os trouxeram, e fizeram para si tendas – (Veja em Lv 23:34; veja em Dt 16:13).

17 E toda a congregação dos que voltaram do cativeiro fizeram tendas, e em tendas habitaram; porque os filhos de Israel, desde os dias de Josué filho de Num até aquele dia, não haviam feito assim. E houve alegria muito grande.

porque os filhos de Israelnão haviam feito assim – essa festa nacional não havia sido negligenciada por um período tão prolongado. Além disso, é impossível que tal desrespeito flagrante da lei pudesse ter sido tolerado por Samuel, Davi e outros governantes piedosos, sua observância é suficientemente indicada (1Rs 8:2,65; 2Cr 7:9) e expressamente registrado (Ed 3:4). Mas o significado é que os sentimentos populares nunca foram elevados a tal altura de alegria entusiástica desde o tempo de sua entrada em Canaã, como agora em seu retorno após um longo e doloroso cativeiro.

18 E a cada dia Esdras leu no livro da lei de Deus, desde o primeiro dia até o último; e celebraram a solenidade durante sete dias, e ao oitavo dia houve uma assembleia solene, conforme a ordenança.

leu no livro da lei de Deus – Isto foi mais do que foi ordenado (Dt 31:10-12), e surgiu do fervor exuberante da época.

ao oitavo dia houve uma assembleia solene – Este era o último e grande dia da festa (ver Nm 29:35). Em tempos posteriores, outras cerimônias que aumentaram a alegria foram adicionadas (Jo 7:37).

<Neemias 7 Neemias 9>

Leia também uma introdução ao livro de Neemias.

Adaptado de: Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible. Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.