Bíblia, Revisar

Salmo 71

1 Em ti, SENHOR, confio; nunca me deixes ser envergonhado.

nunca me deixes ser envergonhado. Isto é, Não me deixes ficar tão desapontado com a confiança que deposito em ti a ponto de ter ocasião de sentir-me envergonhado por fazer isso. [Barnes]

2 Resgata-me e livra-me por tua justiça; inclina a mim teus ouvidos, e salva-me.

Os primeiros três versículos deste salmo parecem de fato ter sido tirados, com pequenas variações, dos primeiros três versículos do Salmo 31.

Resgata-me e livra-me por tua justiça. Isto é, dos perigos iminentes; do poder dos meus inimigos.

e salva-me. Em Salmo 31:2, “faze-me escapar depressa”. [Barnes]

3 Sê tu minha rocha e minha habitação, para continuamente eu me abrigar nela; tu tens ordenado que eu seja salvo, porque tu és minha rocha forte e minha fortaleza.

Sê tu minha rocha e minha habitação (Sl 90:1) Em Salmo 31:2 é “minha rocha firme”, propositadamente variada pelo autor, como muitas vezes em outros lugares, quando ele repete salmos antigos.

para continuamente eu me abrigar nela. Em todas as necessidades.

tu tens ordenado que eu seja salvo (Sl 44:4; 68:28) – o fundamento da oração – a palavra autorizada e eficaz da promessa de Deus. [JFU]

4 Meu Deus, livra-me da dominação do perverso, das mãos do injusto e cruel;

Meu Deus, livra-me da dominação do perverso. É evidente que agora não é possível determinar quem é particularmente mencionado aqui. Se Davi foi o autor do salmo, eles podem ter sido qualquer um dos numerosos inimigos que ele teve na sua vida.

das mãos do injusto e cruel. No original hebraico, “da palma da mão”. Isto significa o mesmo que mão, e se refere ao “aperto” que alguém faz ao segurar uma coisa pela mão. [Barnes]

5 Pois tu és minha esperança, ó Senhor DEUS; tu és minha confiança desde minha juventude.

Pois tu és minha esperança. Isto é, o objeto da minha esperança (Sl 40:4).

Ó Senhor DEUS. Adonaay Yahweh, implicando uma plenitude de poder, domínio e fidelidade imutável, que Lhe corresponde por ser sua confiança constante.

tu és minha confiança desde minha juventude. Ele não louva sua própria confiança ou fé, mas o Deus em quem depositou sua confiança, e cuja confiabilidade experimentou desde a juventude (no original hebraico, plural, as várias etapas da juventude). [JFU]

6 Tenho me apoiado em ti desde o ventre de minha mãe; das entranhas dela me tiraste; eu louvo continuamente a ti.

Sua história desde a infância ilustrou o cuidado de Deus, e suas maravilhosas libertações foram, ao mesmo tempo, ocasiões de louvor e confiança para o futuro.

eu louvo continuamente a ti – literalmente, “em” ou “por Ti” (Sl 22:25).

7 Para muitos fui como prodígio, porém tu és meu forte refúgio.

Para muitos fui como prodígio. Por causa dos meus grandes sofrimentos (Dt 28:46; Is 52:14: “Muitos se maravilharam de ti (Messias); o seu aspecto foi tão martirizado mais do que qualquer outro”). Assim também o povo do Messias (1Co 4:9).

porém tu és meu forte refúgio. Grande como são as minhas aflições, maior é o teu poder de libertação; por isso tenho boa esperança (Sl 71:14). [JFU]

8 Minha boca seja cheia de louvores a ti por tua glória o dia todo.

Minha boca seja cheia. Esse é um apelo a si mesmo, diante da bondade de Deus, para louvá-lo sempre.

de louvores a ti. Com expressões de louvor.

por tua glória o dia todo. Com as expressões que promoverão a tua glória, e tornarão a tua honra conhecida. [Barnes]

9 Não me rejeites no tempo da velhice; não me desampares quando minha força se acabar;

Não me rejeites no tempo da velhice. Já que tu tens sido o meu apoio, e portanto “a minha confiança desde a minha juventude” (Sl 71:5), peço-te confiantemente que não me rejeites na minha velhice. Minha própria fraqueza, através dos anos, é um forte apelo a você para que garanta sua força. Deus responde a esta oração do crente individual, da Igreja, e do Israel literal em Isaías 46:3-4. O remanescente de Israel’ nos últimos dias (a velhice da nação) será ‘libertado’ pelo Senhor. [Barnes]

10 Porque meus inimigos falam contra mim, e os que espiam minha alma tomam conselhos juntos uns com os outros;

O ofício e insultos maliciosos de seus inimigos agora o levaram a pedir ajuda (compare os termos usados, 2Sm 17:12; Sl 3: 2; Sl 7: 2).

11 Dizendo: Deus o desamparou; persegui, e o tomai, pois já não há quem o livre.

Dizendo: Deus o desamparou. Isto é, Deus o abandonou; ele não o protege mais; ele o considera como um homem mau, e nós, portanto, não somente estaremos “seguros” em nossos atentados contra a sua vida, mas seremos “justificados” nesses atentados.

persegui, e o tomai. Isso pode ser feito com segurança agora.

pois já não há quem o livre. Ele não tem ninguém para quem olhar agora; ninguém em quem possa confiar. Abandonado por Deus e pelo homem, ele será uma presa fácil. [Barnes]

12 Deus, não fiques longe de mim; Deus meu, apressa-te para me socorrer.

apressa-te para me socorrer. O grito conhecido de Davi em suas mais profundas angústias, que identifica a ocasião com Salmo 70:1. [Whedon]

13 Sejam envergonhados e pereçam os adversários de minha alma; cubram-se de humilhação e confusão aqueles que procuram fazer mal a mim.

Sejam envergonhados e pereçam os adversários de minha alma. “Adversários” no original hebraico é o plural de Satanás, que significa o adversário (Sl 109:6)

Compare com Sl 35:4,26; 40:14. [JFU]

14 Porém eu continuamente manterei a esperança, e darei todo o louvor a ti ainda mais.

A ruína de seus inimigos, como que ilustrando a fidelidade de Deus, é sua libertação e uma razão para continua confiança. [JFB]

15 Minha boca contará tua justiça, e tua salvação o dia todo, ainda que eu não saiba sua medida.

Minha boca contará tua justiça, e tua salvação o dia todo. Aqui ele recebe de Deus a certeza do que havia orado (Sl 71:8): “Minha boca seja cheia de louvores a ti por tua glória o dia todo;” donde parece que aqui o assunto do “louvor” da “salvação” graciosamente comprovada de Deus; e a “honra” de Deus é a “justiça” de Deus, ou fidelidade às Suas promessas.

ainda que eu não saiba sua medida. Os teus benefícios são inumeráveis (Sl 40:5; 139:17-18; 36:6). [JFU]

Leia também um estudo sobre a justiça de Deus.

16 Irei adiante pelos poderes do Senhor DEUS; anunciarei tua justiça, que é somente tua.

anunciarei tua justiça. Como fonte e fundamento da minha salvação. A verdadeira fé olha além das causas secundárias, e se refere às libertações diretamente a Deus. Daí a ênfase somente tua, que logo se segue. Veja em Salmo 71:19. [Whedon]

17 Deus, tu tens me ensinado desde minha juventude; e até agora conto tuas maravilhas.

Deus, tu tens me ensinado desde minha juventude. O poder de Deus, exercido continuamente em favor do sofredor, deu-lhe motivo para louvor; e o Espírito de Deus ensinou seu coração até agora como louvar corretamente. [JFU]

18 E agora, que estou velho e de cabelos grisalhos, não me desampares, Deus; enquanto eu não tiver anunciado a força de teu braço a esta geração, e teu poder a todos que vierem.
19 E tua justiça, Senhor, alcança as alturas; porque tu tens feito grandes coisas. Quem é como tu, ó Deus?

E tua justiça, Senhor, alcança as alturas. Literalmente, “chega até as alturas” (Sl 36:5; 57:5,10).

Quem é como tu, ó Deus? Êxodo 15:11 é a passagem fundamental. Compare com as próprias palavras de Davi, 2Sm 7:22 – uma coincidência não planejada. [JFU]

Leia também um estudo sobre a justiça de Deus.

20 Tu, que me fizeste ver muitos males e aflições, voltarás a me dar vida; e voltarás a me tirar dos abismos da terra.

abismos da terra – degradado, condição baixa.

21 Tu aumentarás minha honra e voltarás para me consolar.

aumentarás  – isto é, as grandes coisas feitas por mim (Sl 71:19; compare Sl 40: 5).

22 Eu também te louvarei com instrumento de cordas pela tua fidelidade, ó meu Deus; cantarei a ti com harpa, ó Santo de Israel.

Na ocasião do louvor, ele agora acrescenta a promessa de torná-lo.

te louvarei – literalmente, “vai agradecer.”

pela tua fidelidade – quanto à tua verdade ou fidelidade.

23 Meus lábios terão muita alegria, porque cantarei a ti; e também se alegrará a minha alma, que tu tens resgatado.

Meus lábiosminha alma. (Sl 34:22) Vaidoso é o louvar dos lábios, se a alma não se une em acordo.

24 Minha língua também falará de tua justiça o dia todo, pois já estão envergonhados e humilhados aqueles que procuram me fazer mal.

pois já estão envergonhados. O tempo pretérito do verbo contempla o ato como passado – foi envergonhado, confundido, o que ilustra o vigor de sua fé, e, como seu autor, “chama aquelas coisas que não são como se fossem” (Rm 4:17😉 ou, possivelmente, as notícias da vitória já tinham chegado até ele. É verdade, porém, que Davi muitas vezes usa o sentido histórico para expressar a viva certeza de sua fé, em eventos ainda por vir, ou a evidência de que sua oração é respondida. [Whedon]

Leia também um estudo sobre a justiça de Deus.

<Salmo 70 Salmo 72>

Introdução ao Salmo 71

O salmista, provavelmente na velhice, apela a Deus por ajuda de seus inimigos, defendendo seus favores passados ​​e declarando sua necessidade atual; e, na confiança de uma audiência, ele promete seus agradecimentos e louvores gratos.

Leia também uma introdução ao livro de Salmos.

Adaptado de: Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible. Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.