Jeremias 11

1 Palavra que veio do SENHOR, a Jeremias, dizendo:

Comentário Barnes

A profecia contida em Jeremias 11-12 parece pertencer a um período inicial da vida de Jeremias. A aliança Jeremias 11:2 foi aquela renovada por Josias em seu 18º ano, após a descoberta do Livro da Lei no templo 2Reis 23:3; enquanto Jeremias 11:13 aparentemente se refere ao estabelecimento público de idolatria por Manassés Jeremias 21:3. O povo não tomou parte vigorosa na reforma de Josias, e o profeta, portanto, apresenta diante deles as consequências que inevitavelmente resultarão em sua deslealdade ao Deus da aliança. A profecia provavelmente foi provocada pela conspiração dos homens de Judá e de seus próprios parentes de Anatote para assassinar Jeremias Jeremias 11:18-23; Jeremias 12:1-6, para tais atos, que muito bem representavam todo o curso da nação, o castigo deve vir, se não houver arrependimento. [Barnes, aguardando revisão]

2 Ouvi as palavras deste pacto, e falai aos homens de Judá, e aos moradores de Jerusalém.

Comentário de A. R. Fausset

deste pacto – aludindo ao livro da lei (Deuteronômio 31:26) encontrado no templo pelo sumo sacerdote Hilkiah, cinco anos após o chamado de Jeremias ao ofício profético (2Reis 22:8-23:25).

Ouvi – Outros além de Jeremias deveriam promulgar a vontade de Deus ao povo; era dever dos sacerdotes ler a lei para eles (Malaquias 2:7). [Fausset, aguardando revisão]

3 Dize-lhes, pois: Assim diz o SENHOR, Deus de Israel: Maldito o homem que não ouvir as palavras deste pacto,

Comentário de A. W. Streane

Maldito o homem que não ouvir. Compare com Deuteronomio 27:15-26, especialmente o último versículo.

as palavras deste pacto. Compare com a expressão Deuteronômio 29:1; Deuteronômio 29:9. [Streane, aguardando revisão]

4 Que mandei a vossos pais no dia que os tirei da terra do Egito, do forno de ferro, dizendo: Ouvi a minha voz, e as fazei conforme a tudo quanto eu vos mando; então vós sereis meu povo, e eu serei vosso Deus;

Comentário de A. R. Fausset

no dia – isto é, quando. O pacto sinaítico foi feito algum tempo após o êxodo, mas os dois eventos estão tão conectados a ponto de serem vistos como um.

forno de ferro – (Deuteronômio 4:20; 1Reis 8:51). “Fornalha” expressa a provação de pesquisa; “Ferro”, a longa duração dele. O forno era de terra, não de ferro (Salmo 12:6); um forno, em calor e duração suficiente para derreter até mesmo ferro. O livramento de Deus deles a partir de tal provação agrava sua culpa atual.

faça-as – a saber, as palavras da aliança (Jeremias 11:3).

assim, etc. – (Levítico 26:3, Levítico 26:12). [Fausset, aguardando revisão]

5 Para que eu confirme o juramento que fiz a vossos pais, que lhes daria uma terra em que mana leite e mel, tal como hoje. E eu respondi, e disse: Amém, SENHOR!

Comentário de A. R. Fausset

juramento – (Salmo 105:9, Salmo 105:10).

uma terra que mana leite e mel – (Veja Números 14:8).

tal como hoje – Estas são as palavras finais de Deus para os israelitas quando anteriormente trazidos do Egito, “Obedece … para que eu possa neste tempo cumprir a promessa que fiz a vossos pais de dar”, etc. [Maurer ]. A versão em inglês faz com que as palavras se apliquem ao tempo de Jeremias: “Como sabeis neste tempo, que a promessa de Deus foi cumprida”, isto é, na aquisição de Canaã por Israel.

Amém – Retirado de Deuteronômio 27:15-26. Jeremias concorda solenemente na justiça das maldições pronunciadas lá (ver Jeremias 11:3). [Fausset, aguardando revisão]

6 E disse-me o SENHOR: Proclama todas estas palavras nas cidades de Judá e nas ruas de Jerusalém, dizendo: Ouvi as palavras deste pacto, e praticai-as;

Comentário de A. R. Fausset

Jeremias deveria fazer um tour profético em todo o país, para proclamar em toda parte as denúncias no livro da lei encontradas no templo.

Ouça … faça – (Romanos 2:13; Tiago 1:22). [Fausset, aguardando revisão]

7 Porque insistentemente adverti a vossos pais o dia que eu os tirei da terra do Egito até o dia de hoje, repetidamente advertindo, dizendo: Ouvi minha voz.

Comentário de Keil e Delitzsch

(7-8) Tendo estabelecido a maldição à qual os transgressores da lei estão expostos, Deus ordena ao profeta que proclame as palavras da aliança aos habitantes de Judá e Jerusalém, e os incite a fazê-las. “Todas estas palavras” são as especificadas posteriormente, ou seja, os mandamentos da lei (compare com Jeremias 11:2). Jeremias deve proclamá-los, porque, apesar da exortação incessante para ouvir e atender à voz do Senhor, os pais não prestaram atenção a isso. קתא, não: leia em voz alta (Hitz, Graf), mas: proclame, dê a conhecer, como em Jeremias 2:2; Jeremias 3:12, etc. העיד com בּ, para testemunhar contra qualquer um, equivalente a: solenemente impor a alguém com conselho e advertência importuno; compare com Deuteronômio 30:19; Salmo 50:7, etc. Em השׁכּם והעד, veja em Jeremias 7:13. – Mas eles não deram ouvidos, Jeremias 11:8, correndo quase literalmente nas palavras de Jeremias 7:24. “E eu trouxe sobre eles”, etc, ou seja, infligi-lhes as punições com as quais os transgressores da lei foram ameaçados, cujas maldições foram, no caso da maior parte do povo, as dez tribos, levadas ao extremo comprimento, ou seja, até a extensão de seu banimento de sua própria terra para o meio dos pagãos; compare com 2Rs 17:13. [Delitzsch, aguardando revisão]

8 Porém não ouviram, nem inclinaram seus ouvidos; ao invés disso, seguiram cada um a teimosia de seu coração maligno. Por isso trouxe sobre eles todas as palavras deste pacto, que mandei que cumprissem, mas não cumpriram.

Comentário de A. R. Fausset

imaginação – sim, “teimosia”.

trará – As palavras “até o dia de hoje” (Jeremias 11:7) confirmam a versão em inglês, em vez da tradução de Rosenmuller: “Eu trouxe sobre eles”.

palavras – ameaças (Jeremias 11:3; Deuteronômio 27:15-26). [Fausset, aguardando revisão]

9 E disse-me o SENHOR: Achou-se conspiração entre os homens de Judá, e entre os moradores de Jerusalém.

Comentário de A. R. Fausset

conspiração – uma combinação deliberada contra Deus e contra a reforma de Josias. Sua idolatria não é o resultado de um impulso apressado (Salmo 83:5; Ezequiel 22:25). [Fausset, aguardando revisão]

10 Voltaram às maldades de seus primeiros pais, que se recusaram a ouvir minhas palavras; ao invés disso, eles seguiram deuses estrangeiros, para lhes servirem; a casa de Israel e a casa de Judá violaram meu pacto, que eu tinha feito com seus pais.

Comentário de A. W. Streane

A apostasia do reino do Norte e a consequente punição já eram de longa data. Agora, Judá seguiu o exemplo deles de infidelidade a Jeová e ‘retornou’ após um intervalo de bem-estar sob as reformas de Josias. [Streane, aguardando revisão]

11 Portanto, assim diz o SENHOR: Eis que trarei sobre eles calamidade, da qual não poderão escapar; e clamarão a mim, mas eu não os ouvirei.

Comentário de A. R. Fausset

clama a mim – em contraste com o “clamor aos deuses” (Jeremias 11:12).

não dá ouvidos – (Salmo 18:41; Provérbios 1:28; Isaías 1:15; Miqueias 3:4). [Fausset, aguardando revisão]

12 Então as cidades de Judá e os moradores de Jerusalém irão, e clamarão aos deuses a quem queimam incensos; porém de maneira nenhuma poderão os salvar no tempo de sua calamidade.

Comentário de A. R. Fausset

não salve – (Deuteronômio 32:37, Deuteronômio 32:38). Compare este versículo e começo de Jeremias 11:13; Jeremias 2:28.

no tempo do seu problema – isto é, calamidade (Jeremias 2:27). [Fausset, aguardando revisão]

13 Porque teus deuses foram tão numerosos quanto tuas cidades, ó Judá; e tão numerosos quanto tuas ruas, ó Jerusalém, vós pusestes altares da vergonha, altares para queimar incensos a Baal.

Comentário de A. R. Fausset

ltares da vergonha – hebraico, “vergonha”, ou seja, o ídolo, não apenas vergonhoso, mas a essência de tudo o que é vergonhoso (Jeremias 3:24; Oséias 9:10), o que trará vergonha e confusão sobre si mesmo (Calvino). [Fausset, aguardando revisão]

14 Tu, pois, não ores por este povo, nem levantes por eles clamor nem oração; porque eu não ouvirei no dia em que clamarem a mim em meio a calamidade deles.

Comentário de A. R. Fausset

Há um clímax de culpa que não admite mais nenhuma oração de intercessão (Êxodo 32:10, na versão Caldeus, “deixe de orar”; Jeremias 7:16; 1Samuel 16:1; 1Samuel 15:35; 1João 5 :16). Nossa mente deve estar em harmonia com Deus em tudo o que Ele está fazendo, mesmo na rejeição dos réprobos.

para o seu problema – por causa de seu problema. Outros manuscritos lêem: “no tempo de sua angústia”, um comentário de Jeremias 11:12. [Fausset, aguardando revisão]

Spoiler title

Comentário de A. R. Fausset

meu amado – Meu povo eleito, Judéia; isso agrava sua ingratidão (Jeremias 12:7).

Deleite com muitos – (Ezequiel 16:25). Pelo contrário, “essa grande (ou múltipla) enormidade”; literalmente, “a enormidade, o múltiplo”; ou seja, sua idolatria, que fez da sua adoração a Deus no templo uma zombaria (compare Jeremias 7:10; Ezequiel 23:39) (Henderson).

carnes “santificadas” – (Ageu 2:12-14; Tito 1:15), ou seja, os sacrifícios que, pela culpa dos judeus, não eram mais santos, isto é, aceitáveis ​​a Deus. Os sacrifícios em que se basearam, portanto, não mais os protegerão. Judá é representada como a esposa de um sacerdote que, por adultério, perdeu sua parte na carne dos sacrifícios, e ainda se orgulha de sua prerrogativa ao mesmo tempo [Horsley].

com tua maldade – literalmente, “quando o teu mal” (está próximo). Piscator traduz: “Quando a tua calamidade está próxima (de acordo com as ameaças de Deus), tu és o mais glorioso” (contra Deus, em vez de te humilhar). A versão em inglês é a melhor (compare Provérbios 2:14). [Fausset, aguardando revisão]

16 O SENHOR chamava o teu nome de Oliveira verde, formosa de belos frutos. Porém agora ,à voz de grande tumulto, ele acendeu fogo sobre ela, e seus ramos foram quebrados.

Comentário de A. R. Fausset

chamou teu nome – te fez.

Oliveira – (Salmo 52:8; Romanos 11:17). A “oliveira” é escolhida para representar a adoção de Judá pela graça de Deus, já que seu óleo é a imagem da riqueza (compare Salmo 23:5; Salmo 104:15).

com … barulho de … tumulto – ou “no barulho” etc., ou seja, no tumulto do exército invasor (Isaías 13:4) (Maurer) Ou melhor, “com o som de uma voz poderosa”, isto é, a de Deus, isto é, o trovão; Assim, não há confusão de metáforas. A árvore atingida pelo raio tem “fogo aceso sobre ela, e os galhos estão quebrados”, ao mesmo tempo [Houbigant]. [Fausset, aguardando revisão]

17 Pois o SENHOR dos exércitos, que te plantou, pronunciou calamidade contra ti, por causa da maldade da casa de Israel e da casa de Judá, que fizeram entre si mesmos, para me provocarem à ira queimando incenso a Baal.

Comentário de A. R. Fausset

que te plantou – (Jeremias 2:21; Isaías 5:2).

contra si mesmo – O pecado do pecador é para o seu próprio dano (ver em Jeremias 7:19). [Fausset, aguardando revisão]

18 E o SENHOR me fez saber, e conhecer; então tu me fizeste ver suas ações.

Comentário de A. R. Fausset

Aqui Jeremias faz uma digressão (abre um parênteses entre aquilo que estava falando antes) sobre o atentado à sua vida planejado pelos habitantes de Anatote. Ele não suspeitava de nada até o SENHOR lhe revelar (Jeremias 12:6). [JFU, 1871]

19 E eu estava como cordeiro manso, que levam para degolar, pois não entendia que tramavam planos contra mim, dizendo: Destruamos a árvore com seu fruto, e o cortemos da terra dos viventes, e não haja mais lembrança de seu nome.

Comentário Dummelow

Destruamos a árvore com seu fruto. Aparentemente, um provérbio. Não só a árvore perecerá, como também não haverá qualquer possibilidade de reprodução pela semeadura de suas sementes. [Dummelow, 1909]

20 Mas, ó SENHOR dos exércitos, justo juiz, que provas os sentimentos e pensamentos, veja eu tua vingança deles; porque a ti mostrei minha causa.

Comentário de A. R. Fausset

coração – (Apocalipse 2:23).

revelou – cometeu minha causa. O desejo de Jeremias por vingança não era pessoal, mas ministerial, e de acordo com o propósito de Deus revelado a ele contra os inimigos tanto de Deus como de Seu servo (Salmo 37:34; Salmo 54:7; Salmo 112:8; Salmo 118 :7). [Fausset, aguardando revisão]

21 Portanto assim diz o SENHOR quanto aos homens de Anatote, que buscam matar tua alma, dizendo: Não profetizes em nome do SENHOR, para que não morras por meio de nossas mãos;

Comentário de A. R. Fausset

Não profetizes – (Isaías 30:10; Amós 2:12; Miqueias 2:6). Se Jeremias não tivesse pronunciado suas previsões denunciadoras, eles não teriam tramado contra ele. Ninguém era mais amargo que seus próprios conterrâneos. Compare a conduta dos nazireus com Jesus de Nazaré (Lucas 4:24-29). [Fausset, aguardando revisão]

22 Portanto assim diz o SENHOR dos exércitos: Eis que eu os punirei; os rapazes morrerão a espada; seus filhos e suas filhas morrerão de fome;

Comentário de A. R. Fausset

A retribuição do assassinato pretendido será em espécie; assim como no caso de Messias (Salmo 69:8-28). [Fausset, aguardando revisão]

23 E não restará sobrevivente deles, pois eu trarei calamidade sobre os homens de Anatote, no ano em que serão punidos.

Comentário de A. R. Fausset

no ano em que serão punidos – A Septuaginta traduz, “no ano de sua”, etc., isto é, no momento em que eu os visitar na ira. Jerome suporta a versão em inglês. “Ano” geralmente significa um tempo determinado. [Fausset, aguardando revisão]

<Jeremias 10 Jeremias 12>

Visão geral de Jeremias

No livro de Jeremias, o profeta “anuncia que Deus irá julgar os pecados de Israel com um exílio para a Babilônia. E então, ele vive os horrores das suas previsões. Tenha uma visão geral deste livro através do vídeo a seguir produzido pelo BibleProject. (8 minutos)

🔗 Abrir vídeo no Youtube.

Leia também uma introdução ao Livro de Jeremias.

Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.