Bíblia, Revisar

Deuteronômio 30

Mensagem importante
Olá visitante do Apologeta! Vou direto ao ponto: peço que você me ajude a manter este projeto. Atualmente a renda gerada através dos anúncios são insuficientes para que eu me dedique exclusivamente a ele. Se cada pessoa que ler essa mensagem hoje, doar o valor de R$10.00, eu poderia me dedicar integralmente ao Apologeta pelo próximo ano e ainda remover todas as propagandas do site (que eu sei que são um pouco incômodas). Tenho um propósito ousado com este site: traduzir e disponibilizar gratuitamente conteúdo teológico de qualidade. O que inclui um dicionário bíblico completo (+4000 verbetes) e comentário de todos os 31.105 versículos da Bíblia. Faça parte deste projeto e o ajude a continuar crescendo. Obrigado!

Grandes misericórdias prometidas ao arrependido

1 E será que, quando te sobrevierem todas estas coisas, a bênção e a maldição que pus diante de ti, e te conscientizares em teu coração em meio de todas as nações às quais o SENHOR teu Deus te houver expulsado,

As esperanças do povo hebreu estão ardentemente direcionadas para esta promessa, e elas confiantemente esperam que Deus, comiserando seus desamparados e caídos condição, ainda resgatá-los de todos os males de sua longa dispersão. Eles não consideram a promessa como cumprida por sua restauração do cativeiro na Babilônia, pois Israel não foi então espalhado da maneira descrita aqui – “entre todas as nações”, “até as extremidades do céu” (Dt 30:4). . Quando Deus os chamou dessa escravidão, todos os israelitas não foram trazidos de volta. Eles não foram multiplicados acima de seus pais (Dt 30:5), nem seus corações e os de seus filhos foram circuncidados para amar o Senhor (Dt 30:6). Não é, portanto, do cativeiro babilônico que Moisés estava falando nesta passagem; deve ser do estado disperso para o qual foram condenados por mil e oitocentos anos. Esta previsão pode ter sido parcialmente realizada no retorno dos israelitas da Babilônia; pois, de acordo com a estrutura e o design da profecia das Escrituras, pode ter apontado para várias épocas semelhantes em sua história nacional; e essa visão é sancionada pela oração de Neemias (Ne 1:8-9). Mas, sem dúvida, receberá sua realização completa e completa na conversão dos judeus ao Evangelho de Cristo. Na restauração do cativeiro babilônico, esse povo foi mudado em muitos aspectos para melhor. Eles foram completamente desmamados da idolatria; e esta reforma externa foi um prelúdio para as realizações mais elevadas que eles estão destinados a alcançar na era do Messias, “quando o Senhor Deus circuncidará seus corações e os corações de sua semente para amar o Senhor”. O curso apontado parece claramente seja isto: que os corações do povo hebreu sejam circuncidados (Cl 2:2); em outras palavras, pelas influências combinadas da Palavra e do espírito de Deus, seus corações serão tocados e purificados de toda a sua superstição e incredulidade. Eles serão convertidos à fé em Jesus Cristo como seu Messias – um libertador espiritual, e o efeito de sua conversão será que eles retornarão e obedecerão à voz (o Evangelho, a lei evangélica) do Senhor. As palavras podem ser interpretadas totalmente em um sentido espiritual (Jo 11:51-52), ou, como muitos pensam, em um sentido literal também (Rm 11:1-36). Eles serão chamados de todos os lugares da dispersão para sua própria terra e desfrutam da mais alta prosperidade. As misericórdias e favores de uma Providência generosa não serão então abusadas como antigamente (Dt 31:20; 32:15). Eles serão recebidos em um espírito melhor e empregados para propósitos mais nobres. Eles serão felizes, “porque o Senhor se alegrará de novo sobre eles para o bem, como se alegra com seus pais”.

2 E te converteres ao SENHOR teu Deus, e obedeceres à sua voz conforme tudo o que eu te mando hoje, tu e teus filhos, com todo teu coração e com toda tua alma,
3 O SENHOR te restaurará de teu infortúnio, terá misericórdia de ti, e voltará a recolher-te de todos os povos aos quais o SENHOR, teu Deus, te houver disperso.
4 Se houveres sido lançado até a extremidade dos céus, dali te recolherá o SENHOR teu Deus, e dali te tomará:
5 E te fará voltar o SENHOR teu Deus à terra que herdaram teus pais, e a possuirás; e te fará bem, e te multiplicará mais que a teus pais.
6 E circuncidará o SENHOR teu Deus teu coração, e o coração de tua descendência, para que ames ao SENHOR teu Deus com todo teu coração e com toda tua alma, a fim de que tu vivas.
7 E porá o SENHOR teu Deus todas estas maldições sobre teus inimigos, e sobre teus aborrecedores que te perseguiram.
8 E tu voltarás, e ouvirás a voz do SENHOR, e porás por obra todos os seus mandamentos, que eu te intimo hoje.
9 E te fará o SENHOR teu Deus abundar em toda obra de tuas mãos, no fruto de teu ventre, no fruto de teu animal, e no fruto de tua terra, para o bem: porque o SENHOR voltará a se alegrar sobre ti para o bem, da maneira que se alegrou sobre teus pais;
10 Quando ouvires a voz do SENHOR teu Deus, para guardar seus mandamentos e seus estatutos escritos neste livro da lei; quando te converteres ao SENHOR teu Deus com todo teu coração e com toda tua alma.
11 Porque este mandamento que eu te intimo hoje, não te é encoberto, nem está longe:

A lei de amar e obedecer a Deus, que era o tema do discurso de Moisés, era bem conhecida dos israelitas. Eles não podiam alegar ignorância de sua existência e exigências. Não foi ocultado como um mistério impenetrável no céu, pois havia sido revelado; nem foi cuidadosamente retido do povo como uma descoberta perigosa; pois os mais jovens e humildes eram instruídos naquelas verdades, que eram assuntos de estudo e pesquisa sinceros entre as mais sábias e maiores das outras nações. Eles não estavam sob a necessidade de empreender longas jornadas ou viagens distantes, como muitos sábios antigos faziam em busca de conhecimento. Eles desfrutaram do privilégio peculiar de uma familiaridade com ele. Foi com eles um assunto de conversa comum, gravado em suas memórias, e frequentemente explicado e inculcado em seus corações. O apóstolo Paulo (Rm 10:6-8) aplicou essa passagem ao Evangelho, pois a lei de Cristo é substancialmente a mesma que a de Moisés, apenas exibida mais claramente em sua natureza espiritual e ampla aplicação; e, acompanhado das vantagens da graça do Evangelho, é praticável e fácil.

12 Não está no céu, para que digas: Quem subirá por nós ao céu, e nos o trará e o apresentará para nós, para que o cumpramos?
13 Nem está da outra parte do mar, para que digas: Quem passará por nós o mar, para que o traga até nós e a nós o apresente, a fim de que o cumpramos?
14 Porque muito próxima de ti está a palavra, em tua boca e em teu coração, para que a cumpras.

Morte e vida são colocadas diante dos israelitas

15 Olha, eu pus diante de ti hoje a vida e o bem, a morte e o mal:

Alternativa de uma vida boa e feliz, ou desobediente e miserável. O amor a Deus e o cumprimento de Sua vontade são as únicas formas de assegurar as bênçãos e evitar os males descritos. A escolha foi deixada para eles, e ao incitá-los aos incentivos para uma escolha sábia, Moisés se aqueceu, ao mesmo tempo em que começou a tomar um tom solene e impressionante semelhante ao de Paulo aos élderes de Éfeso (Atos 20.26, Atos 20). : 27).

16 Porque eu te mando hoje que ames ao SENHOR teu Deus, que andes em seus caminhos, e guardes seus mandamentos e seus estatutos e seus regulamentos, para que vivas e sejas multiplicado, e o SENHOR teu Deus te abençoe na terra à qual entras para possuí-la.
17 Mas se teu coração se desviar, e não ouvires, e fores incitado, e te inclinares a deuses alheios, e os servires;
18 Declaro-vos hoje que certamente perecereis: não tereis longos dias sobre a terra, para ir à qual passas o Jordão para possuí-la.
19 Aos céus e a terra chamo por testemunhas hoje contra vós, que pus diante de vós a vida e a morte, a bênção e a maldição: escolhe, pois, a vida, para que vivas tu e tua descendência:
20 Que ames ao SENHOR teu Deus, que ouças sua voz, e te achegues a ele; porque ele é tua vida, e o comprimento de teus dias; a fim de que habites sobre a terra que jurou o SENHOR a teus pais Abraão, Isaque, e Jacó, que lhes havia de dar.
<Deuteronômio 29 Deuteronômio 31>

Leia também uma introdução ao livro de Deuteronômio.

Adaptado de: Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible. Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.

Conteúdos recomendados