Bíblia, Revisar

Jeremias 4

Mensagem importante
Olá visitante do Apologeta! Vou direto ao ponto: peço que você me ajude a manter este projeto. Atualmente a renda gerada através dos anúncios são insuficientes para que eu me dedique exclusivamente a ele. Se cada pessoa que ler essa mensagem hoje, doar o valor de R$10.00, eu poderia me dedicar integralmente ao Apologeta pelo próximo ano e ainda remover todas as propagandas do site (que eu sei que são um pouco incômodas). Tenho um propósito ousado com este site: traduzir e disponibilizar gratuitamente conteúdo teológico de qualidade. O que inclui um dicionário bíblico completo (+4000 verbetes) e comentário de todos os 31.105 versículos da Bíblia. Faça parte deste projeto e o ajude a continuar crescendo. Obrigado!

Continuação do endereço para as dez tribos de Israel. (Jr 4:1-2). O profeta volta-se novamente para Judá, a quem ele havia sido originalmente enviado (Jr 4: 3-31).

1 Se te converteres, ó Israel,diz o SENHOR, converte-te a mim; e se tirares tuas abominações de diante de mim, não andarás mais sem rumo.

converteresconverte-te – jogue nas palavras. “Se tu retornares à tua terra (tu deves primeiro), regressa (por conversão e arrependimento) a mim.”

não remover – não mais ser um andarilho instável em uma terra estranha. Então Caim (Gn 4:12,14).

2 E jurarás, dizendo, Vive o SENHOR, com verdade, com juízo, e com justiça; e nele as nações se bendirão, e nele se orgulharão.

E tu – sim, “E se (continuado de Jr 4:1), jurares, ‘Jeová vive’, na verdade, etc.”, isto é, se tu adorares Ele (pois nós juramos pelo Deus a quem nós adoração; compare Dt 6:13; 10:20; Is 19:18; Am 8:14) com sinceridade, etc.

as nações – ao contrário, isso é apodosis ao “se”; então as nações se abençoarão em (por) ele ”(Is 65:16). A conversão das nações será a consequência da conversão de Israel (Sl 102:13,15; Rm 11:12,15).

3 Porque assim diz o SENHOR aos homens de Judá e de Jerusalém: Fazei lavoura para vós, e não semeeis sobre espinhos.

Transição para Judá. Forneça mentalmente. Tudo o que (a declaração anterior quanto a Israel) se aplica a Judá.

de Jerusalém – isto é, e especialmente os homens de Jerusalém, como sendo o mais proeminente na Judéia.

Quebre … terra em pousio – isto é, arrependa-se de sua idolatria e esteja preparado para servir ao Senhor em verdade (Os 10:12; Mt 13:7). O coração desolado é como um terreno que pode ser melhorado, sendo deixado para nós com esse propósito, mas que ainda está ocioso, coberto de ervas daninhas, seu produto natural.

4 Circuncidai-vos ao SENHOR, e tirai os prepúcios de vosso coração, ó homens de Judá e moradores de Jerusalém; para que minha ira não venha a sair como fogo, e se incendeie, e não haja quem apague, pela maldade de vossas obras.

Remova a sua natural corrupção do coração (Dt 10:16; 30:6; Rm 2:29; Cl 2:11).

5 Anunciai em Judá, e fazei ouvir em Jerusalém, e dizei: Tocai trombeta na terra. Clamai em alta voz, e dizei: Ajuntai-vos, e entremos nas cidades fortes.

chore, reúna-se – em vez disso, “chore totalmente”, isto é, em voz alta. Os judeus são avisados ​​para tomar medidas contra a iminente invasão caldéia (compare Jr 8:14).

6 Erguei bandeia para Sião, retirai-vos, não vos detenhais; porque eu trago um mal do norte, e grande destruição.

Sião – O padrão em direção a Sião indicava que as pessoas do país vizinho voariam para ele, como sendo a mais forte de suas fortalezas.

7 O leão já subiu de seu refúgio, e o destruidor de nações já se partiu; ele saiu de seu lugar para pôr tua terra em assolação; tuas cidades serão destruídas, de modo que não haja nelas morador.

leão – Nabucodonosor e os caldeus (Jr 2:15; 5:6; Dn 7:14).

seu bosque – covil; Babilônia.

destruidor dos gentios – sim, “as nações” (Jr 25:9).

8 Por isso vesti-vos de saco, lamentai e uivai; porque o ardor da ira do SENHOR não se desviou de nós.

Nada é deixado aos judeus, mas lamentar sua condição desesperada.

raiva … não voltou atrás – (Is 9:12,17,21).

9 E será naquele dia, diz o SENHOR, que o coração do rei e o coração dos príncipes desfalecerão; os sacerdotes ficarão pasmos, e os profetas se maravilharão.

coração – A sabedoria dos homens mais importantes ficará completamente perdida para criar meios de alívio.

10 Então eu disse: Ah, Senhor DEUS! Verdadeiramente enganaste grandemente a este povo e a Jerusalém, dizendo: Tereis paz; porém a espada chega até a alma.

enganaste – Deus, tendo até os falsos profetas em Suas mãos, é aqui dito para fazer aquilo que, para propósitos inescrutáveis, Ele lhes permite fazer (Êx 9:12; 2Ts 2:11; compare com Jr 8:15; que passagem mostra que os enganados do erro foram preparados para isso e a predestinação de Deus não destruiu sua liberdade moral como agentes voluntários). Os falsos profetas predisseram “paz” e os judeus acreditavam neles; Deus rejeitou isso para os Seus propósitos (Jr 5:12; 14:13; Ez 14:9).

alma – em vez disso, “alcança a vida”.

11 Naquele tempo se dirá a este povo e a Jerusalém: Um vento seco dos lugares altos do deserto veio ao caminho da filha do meu povo; não para padejar, nem para limpar;

vento seco – o simoom, fantástico e destrutivo, soprando do sudeste através dos desertos arenosos a leste da Palestina. Imagem do exército babilônico invasor (Os 13:15). Babilônia, por sua vez, será visitada por um semelhante “vento destruidor” (Jr 51:1).

de … lugares altos – isto é, que varre os lugares altos.

filha – isto é, os filhos do meu povo.

não para ventilar – um vento muito diferente dos ventos comuns usados ​​para abanar o grão ao ar livre.

12 Um vento forte demais para estas coisas virá de mim; agora também eu pronunciarei juízos contra eles.

daqueles lugares – antes, “um vento mais cheio (isto é, mais impetuoso) do que aqueles ventos” (que abana o milho) (Jr 4:11) (Rosenmuller).

para mim – “para mim”, como meu instrumento para executar meu propósito.

sentença – julgamentos contra eles (Jr 1:16).

13 Eis que ele virá subindo como as nuvens, e suas carruagens como o redemoinho de vento; seus cavalos serão mais velozes que as águias; Ai de nós, porque somos assolados!

nuvens – continuando a metáfora em Jr 4:11-12. Nuvens de areia e poeira acompanham o simoom, e depois de rápidos giros ascendem como um pilar.

águias – (Dt 28:49; Hc 1:8).

Ai de nós – O povo é apresentado graficamente diante de nós, sem que seja formalmente declarado, explodindo nessas exclamações.

14 Lava teu coração da maldade para que sejas salva; ó Jerusalém! Até quando deixarás os teus meus pensamentos permanecerem em meio a ti?

Apenas um meio de libertação é deixado para os judeus – um profundo arrependimento.

pensamentos vãos – ou seja, projetos de libertação, como alistar os egípcios ao seu lado. Gesenius traduz: “Por quanto tempo você terá pensamentos vãos?”

15 Porque uma voz se anuncia desde Dã, e fala de calamidade desde o monte de Efraim:

desde Dã – A conexão é: Há perigo em atraso; porque a voz de um mensageiro anuncia a aproximação do inimigo caldeu de Dan, a fronteira setentrional da Palestina (Jr 8:16; compare Jr 4:6; 1:14).

monte de Efraim – que faz fronteira estreita com Judá; de modo que o inimigo esteja chegando cada vez mais perto. Dan e Betel em Efraim eram os dois lugares onde Jeroboão estabeleceu os presbíteros idólatras (1Rs 12:29); apenas retribuição.

16 Disto mencionai às nações: eis aqui! Proclamai contra Jerusalém: Guardas vêm de uma terra remota, e levantam sua voz contra as cidades de Judá.

As “nações” estrangeiras vizinhas são convocadas para testemunhar os julgamentos de Jeová sobre Seu povo rebelde (Jr 6:18-19).

observadores – isto é, sitiantes (compare 2Sm 11:16); observado ou observado, isto é, sitiado.

sua voz – o grito de guerra.

17 Como guardas dos campos, assim eles estão ao redor contra ela; pois ela se rebelou contra mim,diz o SENHOR.

guardiões de um campo – metáfora daqueles que vigiam um campo, para espantar as feras.

18 Teu caminho e teus atos te causaram estas coisas; esta é tua maldade, tão amarga, que chega ao teu coração.

(Jr 2:17,19; Sl 107:17).

esta é a tua maldade – isto é, o fruto da tua maldade.

19 Ai minhas entranhas, minhas entranhas! Estou com grandes dores nas paredes do meu coração; meu coração se inquieta, não consigo me calar; porque tu, ó alma minha, ouves o som da trombeta, o clamor da guerra.

O profeta repentinamente assume a linguagem do estado judeu personificado, lamentando sua aflição (Jr 10:19-20, 9:1,10, Is 15:5; compare com Lc 19:41).

do meu coração – hebraico, “nas paredes do meu coração”; os músculos em volta do coração. Há um clímax, as “entranhas”, o pericárdio, o “coração” em si.

maketh… barulho – moaneth (Henderson).

alarme – o grito de batalha.

20 Destruição sobre destruição se anuncia, pois toda a terra já está arruinada; de repente foram destruídas minhas tendas, num instante minhas cortinas.

gritou – A violação é anunciada (Sl 42:7; Ez 7:26). A guerra “trombeta”… a batalha grita… as “destruições”… a devastação em toda a “terra inteira” … a destruição das “tendas” dos pastores (Jr 10:20; ou, “tendas” significa cidades, que deveriam ser derrubado tão facilmente como tendas (Calvino)), formam uma gradação.

21 Até quando verei a bandeira, e ouvirei a voz da trombeta?

Judá em perplexidade pergunta: Quanto tempo esse estado de coisas continua?

22 De fato meu povo está louco, já não me conhecem; são filhos tolos, sem entendimento; são “sábios” para fazer o mal, mas para fazer o bem nada sabem.

A resposta de Jeová; eles não podem ser de outra maneira que não miseráveis, desde que eles persevere em pecado. A repetição de sentenças dá maior força ao sentimento.

sábio… mal… fazer o bem… não conhecer – reverter a regra (Rm 16:19) “sábio para… bom, simples para o mal”.

23 Vi a terra, e eis que estava sem forma e vazia; e vi os céus, e não tinham sua luz.

Imagem gráfica da absoluta desolação prestes a visitar a Palestina. “Eu vi e eis!” Quatro vezes solenemente repetida, aumenta o terrível efeito da cena (compare Is 24:19; 34:11).

sem forma e vazio – reduzido ao caos primitivo (Gn 1:2).

24 Vi os montes, e eis que estavam tremendo; e todos os morros se sacudiam.

montanhas – (Is 5:25).

moveu-se levemente – sacudiu com veemência.

25 Vi, e eis que nenhum homem havia; e todas as aves do céu tinham fugido.

aves – Nenhum vestígio do humano, ou da criação emplumada, deve ser visto (Ez 38:20; Sf 1:3).

26 Vi, e eis que a terra fértil tinha se tornado um deserto, e todas as suas cidades foram derrubadas, por causa do SENHOR, por causa do ardor de sua ira.

lugar frutuoso – hebraico, Carmel.

um deserto – hebraico, “o deserto”, em contraste com “o lugar frutífero”; o grande deserto, onde ficava o Carmelo, existe agora o deserto da Arábia (Maurer)

cidades – em contraste com o lugar ou campo frutífero.

27 Porque assim diz o SENHOR: Toda esta terra será assolada; porém não a destruirei por completo.

fim total – destruição total: deixarei alguma esperança de restauração (Jr 5:10,18; 30:11; 46:28; compare com Lv 26:44).

[/su_spoiler]

28 Por isto a terra lamentará, e os céus acima se tornarão negros; porque assim falei, assim o propus, e não me arrependerei, nem desviarei disso.

Por isto - por causa das desolações que acabamos de descrever (Is 5:30; Os 4:3).

não se arrependa - (Nm 23:19).

29 Do ruído dos cavaleiros e dos flecheiros, os moradores de todas as cidades fugirão; entrarão nos bosques, e subirão em penhascos; todas as cidades ficarão abandonadas, e não haverá nelas morador algum.

todas as cidades – Jerusalém: para isso os habitantes do país tinham fugido para refúgio; mas quando é provável que também caia, eles fogem para se esconder nos “bosques”. Henderson traduz: “toda cidade”.

ruído – O simples barulho dos cavaleiros hostis o colocará em fuga.

30 E que farás tu, ó assolada? Ainda que te vistas de vermelho, ainda que te adornes com ornamentos de ouro, ainda que pintes teus olhos, em vão te enfeitarias; os teus amantes te desprezam, e buscarão matar a tua alma.

quando tu és mimado – sim, “tu, ó destruído” (Maurer)

rentest… face com pintura – mulheres orientais pintam seus olhos com stibium, ou antimônio, para fazê-los parecerem cheios e cintilantes, a margem preta fazendo com que o branco dos olhos pareça o mais brilhante por contraste (2Rs 9:30). Ele usa o termo “distendido” em escárnio de seus esforços para fazer seus olhos parecerem grandes [Maurer]; ou então, “rentest”, ou seja, lacerar perfurando a pálpebra para fazer o antimônio aderir (Rosenmuller). Assim, os judeus usam todos os artifícios para assegurar a ajuda do Egito contra a Babilônia.

face – sim, teus olhos (Ez 23:40).

31 Porque ouço uma voz, como de mulher que está de parto, uma angústia como de parto de primeiro filho; é a voz da filha de Sião, que lamenta e estende suas mãos, dizendo : Ai de mim agora! Pois minha alma desmaia por causa dos assassinos.

angústia – ou seja, ocasionada pelo ataque do inimigo.

b- Há uma beleza peculiar em reprimir o nome da pessoa em apuros, até que esse problema tenha sido completamente descrito (Henderson).

bewaileth ela própria – antes, “puxa o seu fôlego” [Horsley]; “Panteth”

espalhe … mãos – (Lm 1:17).

<Jeremias 3 Jeremias 5>

Leia também uma introdução ao Livro de Jeremias.

Adaptado de: Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible. Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles - fevereiro de 2018.

Conteúdos recomendados