Bíblia, Revisar

Deuteronômio 26

Os primeiros frutos e os dízimos

1 E será que, quando houveres entrado na terra que o SENHOR teu Deus te dá por herança, e a possuíres, e habitares nela;
2 Então tomarás das primícias de todos os frutos da terra, que tirares de tua terra que o SENHOR teu Deus te dá, e o porás em um cesto, e irás ao lugar que o SENHOR teu Deus escolher para fazer habitar ali seu nome.

tomarás das primícias de todos os frutos da terra – Os israelitas em Canaã, sendo os inquilinos de vontade de Deus, foram obrigados a dar-lhe tributo na forma de primícias e dízimos. Nenhum israelita tinha liberdade para usar quaisquer produções de seu campo até ter apresentado as ofertas requeridas. O tributo começou a ser exigível após a colonização na terra prometida, e era repetido anualmente em uma das grandes festas (Lv 2:14; 23:10,15; Nm 28:26; Dt 16:9). Todo dono de uma família levava-o sobre os ombros numa pequena cestinha de vime, salgueiro descascado ou folhas de palmeira e levava-o ao santuário.

3 E chegarás ao sacerdote que for naqueles dias, e lhe dirás: Reconheço hoje ao SENHOR teu Deus que ei entrado na terra que jurou o SENHOR a nossos pais que nos havia de dar.
4 E o sacerdote tomará o cesto de tua mão, e o porá diante do altar do SENHOR teu Deus.
5 Então falarás e dirás diante do SENHOR teu Deus: Um arameu a ponto de perecer foi meu pai, o qual desceu ao Egito e peregrinou ali com poucos homens, e ali cresceu em gente grande, forte e numerosa:

dirásUm arameu a ponto de perecer foi meu pai – Os antepassados ​​dos hebreus eram pastores nômades, ou sírios de nascimento como Abraão, ou por longa residência como Jacó. Quando se estabeleceram como uma nação na posse da terra prometida, estavam em dívida com a bondade imerecida de Deus por seus distintos privilégios e, em sinal de gratidão, trouxeram esta cesta de primeiros frutos.

6 E os egípcios nos maltrataram, e nos afligiram, e puseram sobre nós dura servidão.
7 E clamamos ao SENHOR Deus de nossos pais; e ouviu o SENHOR nossa voz, e viu nossa aflição, e nosso sofrimento, e nossa opressão:
8 E tirou-nos o SENHOR do Egito com mão forte, e com braço estendido, e com grande espanto, e com sinais e com milagres:
9 E trouxe-nos a este lugar, e deu-nos esta terra, terra que flui leite e mel.
10 E agora, eis que, trouxe as primícias do fruto da terra que me deste, ó SENHOR. E o deixarás diante do SENHOR teu Deus, e te inclinarás diante do SENHOR teu Deus.
11 E te alegrarás com todo o bem que o SENHOR teu Deus houver dado a ti e a tua casa, tu e o levita, e o estrangeiro que está em meio de ti.

tu alegrarás – banqueteando-se com os amigos e os levitas, que foram convidados em tais ocasiões a participar das alegres festividades que se seguiram às oblações (Dt 12:7; 16:10-15).

12 Quando houveres acabado de dizimar todo o dízimo de teus frutos no ano terceiro, o ano do dízimo, darás também ao levita, ao estrangeiro, ao órfão e à viúva; e comerão em tuas vilas, e se saciarão.

Quando houveres acabado de dizimar todo o dízimo de teus frutos no ano terceiro, o ano do dízimo – Entre os hebreus havia dois dízimos. O primeiro foi apropriado aos levitas (Nm 18:21). O segundo, sendo o décimo do que restou, foi trazido para Jerusalém em espécie; ou foi convertido em dinheiro, e o dono, ao chegar na capital, comprou ovelhas, pão e azeite (Dt 14:22-23). Isso foi feito por dois anos consecutivos. Mas esse segundo dízimo foi comido em casa e o terceiro ano distribuído entre os pobres do lugar (Dt 14:28-29).

13 E dirás diante do SENHOR teu Deus: Eu tirei o consagrado de minha casa, e também o dei ao levita, e ao estrangeiro, e ao órfão, e à viúva, conforme todos os teus mandamentos que me ordenaste: não transgredi teus mandamentos, nem me esqueci deles.

dirás diante do SENHOR teu Deus: Eu tirei o consagrado de minha casa – Esta foi uma declaração solene de que nada que devesse ser dedicado ao serviço divino tinha sido secretamente reservado para uso pessoal.

14 Não comi disso em meu luto, nem tirei disso em impureza, nem disso dei para o morto: obedeci à voz do SENHOR meu Deus, fiz conforme tudo o que me mandaste.

Não comi disso em meu luto – numa época de tristeza, que trazia contaminação de coisas sagradas; sob uma pretensão de pobreza, e relutante em dar qualquer coisa aos pobres.

nem tirei disso em impureza – isto é, qualquer propósito comum, diferente do que Deus havia designado e que teria sido uma profanação dele.

nem disso dei para o morto – em qualquer serviço fúnebre, ou, a um ídolo, que é uma coisa morta.

15 Olha desde a morada de tua santidade, desde o céu, e abençoa a teu povo Israel, e à terra que nos deste, como juraste a nossos pais, terra que flui leite e mel.

Exortação à obediência

16 O SENHOR teu Deus te manda hoje que cumpras estes estatutos e regulamentos; cuida, pois, de praticá-los com todo teu coração, e com toda tua alma.
17 Ao SENHOR exaltou hoje para que te seja por Deus, e para andar em seus caminhos, e para guardar seus estatutos e seus mandamentos e seus regulamentos, e para ouvir sua voz:
18 E o SENHOR te exaltou hoje para que lhe sejas seu privativo povo, como ele te disse, e para que guardes todos os seus mandamentos;
19 E para te pôr alto sobre todas as nações que fez, para louvor, e fama, e glória; e para que sejas povo santo ao SENHOR teu Deus, como ele disse.
<Deuteronômio 25 Deuteronômio 27>

Leia também uma introdução ao livro de Deuteronômio.

Adaptado de: Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible. Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.