Bíblia, Revisar

Deuteronômio 14

Animais puros e impurezas

1 Filhos sois do SENHOR vosso Deus: não vos cortareis, nem poreis calva sobre vossos olhos por morto;

não vos cortareispor morto – Era uma prática comum dos idólatras, tanto em cerimoniosas ocasiões de adoração (1Rs 18:28), como nos funerais (compare Jr 16:6; 41:5), para fazer incisões medonhas em seus rostos e outras partes de suas pessoas com unhas ou instrumentos cortantes. A criação de um grande espaço nu entre as sobrancelhas era outro costume pagão em honra dos mortos (ver Lv 19:27-28; ver em Lv 21:5). Tais usos indecorosos e degradantes, sendo expressões extravagantes e antinaturais de tristeza sem esperança (1Ts 4:13), deviam ser cuidadosamente evitados pelos israelitas, como depreciativos ao caráter, e inconsistentes com a posição daqueles que eram o povo de Israel. Deus [Dt 14:2].

2 Porque és povo santo ao SENHOR teu Deus, e o SENHOR te escolheu para que lhe sejas um povo singular dentre todos os povos que estão sobre a face da terra.

3 Nada abominável comerás.

Isto é, qualquer coisa proibida como imunda (ver em Lv 11:1).

4 Estes são os animais que comereis: o boi, a ovelha, e a cabra,
5 O cervo, o corço, e o búfalo, e o bode selvagem, e o antílope, e boi selvagem, e cabra selvagem.

gamos – a palavra hebraica ({Jachmur}) assim traduzida, não representa o gamo, que é desconhecido na Ásia Ocidental, mas um antílope (Oryx leucoryx), chamado pelos árabes, jazmar. É de uma cor branca preto nas extremidades e vermelho nas coxas, usado na mesa de Salomão.

cabra selvagem – A palavra {akko} é diferente daquela comumente usada para uma cabra selvagem (1Sm 24:2; Sl 104:18; Pv 5:19), e é suposto ser um cervo de cabra, tendo a corpo de um cervo, mas a cabeça, chifres e barba de um bode.Um animal deste tipo é encontrado no Oriente, e chamado Lerwee [Shaw, Travels].

boi selvagem – supostamente o Oryx núbio, que difere do Oryx leucoryx (anteriormente mencionado) por sua cor preta; e é, além disso, de maior estatura e mais esbelto, com chifres mais longos e mais curvos. É chamado Bekkar-El-Wash pelos árabes.

camurça – processada pela Septuaginta Cameleopard; mas, por outros que julgam corretamente que deve ter sido um animal mais familiar aos hebreus, acredita-se que seja o {Kebsch} (Ovis tragelaphus)), bastante maior que uma ovelha comum, coberta não de lã, mas de cabelo avermelhado. – uma cabra de ovelhas síria.

6 E todo animal de unhas, que tem brecha de duas unhas, e que ruminar entre os animais, esse comereis.
7 Porém estes não comereis dos que ruminam, ou têm unha fendida: camelo, e lebre, e coelho, porque ruminam, mas não têm unha fendida, vos serão impuros;
8 Nem porco: porque tem unha fendida, mas não rumina, vos será impuro. Da carne destes não comereis, nem tocareis seus corpos mortos.
9 Isto comereis de tudo o que está na água: todo o que tem barbatana e escama comereis;
10 Mas todo o que não tiver barbatana e escama, não comereis: impuro vos será.

11 Toda ave limpa comereis.

(ver em Lv 11:21).

12 E estas são das que não comereis: a água, e o quebra-ossos, e o esmerilhão,
13 E o milhafre, e o abutre, e o falcão segundo sua espécie,

glede – pensado para ser o mesmo que aquele urubu rendido (ver em Lv 11:14).

14 E todo corvo segundo sua espécie,
15 E o avestruz, e a coruja, e a gaivota, e o gavião segundo sua espécie,

gaivota – [Veja em Lv 11:16].

16 E o mocho, e o corujão, e a coruja-branca,

o cisne – sim, o ganso [Michaelis]. [Veja em Lv 11:18].

17 E o pelicano, e o gavião-pescador, e o corvo-marinho,

gier eagle – A palavra hebraica “Rachemah} é manifestamente idêntica a “Rachamah}, o nome que os árabes dão ao abutre comum da Ásia Ocidental e do Egito (Neophron percnopterus). [Veja em Levíticos 11:18].

cormorão – em vez disso, o {plungeon}; a) aves marinhas. [Veja em Lv 11:17].

18 E a cegonha, e a garça segundo sua espécie, e a poupa, e o morcego.

o abutre – o upupa ou aro: um belo pássaro, mas dos hábitos mais impuros. [Veja em Lv 11:19].

19 E todo inseto de asas vos será impuro: não se comerá.
20 Toda ave limpa comereis.
21 Nenhuma coisa morta comereis: ao estrangeiro que está em tuas povoações a darás, e ele a comerá: ou vende-a ao estrangeiro; porque tu és povo santo ao SENHOR teu Deus. Não cozerás o cabrito no leite de sua mãe.

Nenhuma coisa morta comereis – (Veja Lv 17:15; veja em Lv 22:8).

ao estrangeiro que está em tuas povoações a darás – não um prosélito, pois ele, bem como um israelita, estava sujeito a esta lei; mas um viajante ou viajante pagão.

Não cozerás o cabrito no leite de sua mãe – Este é o terceiro lugar em que a proibição se repete [Êx 23:19; 34:26]. Foi apontado contra uma cerimônia pagã anual (ver em Êx 23:19; 34:26).

A entrega dos dízimos

22 Indispensavelmente dizimarás todo o produto de tua semente, que render o campo cada ano.

Indispensavelmente dizimarás todo o produto de tua semente – A dedicação de uma décima parte da produção do ano em tudo era então um dever religioso. Deveria ser trazido como uma oferenda ao santuário; e, onde a distância impedia que fosse tomada em espécie, era por este estatuto convertível em dinheiro.

23 E comerás diante do SENHOR teu Deus no lugar que ele escolher para fazer habitar ali seu nome, o dízimo de teu grão, de teu vinho, e de teu azeite, e os primogênitos de tuas manadas, e de tuas gados, para que aprendas a temer ao SENHOR teu Deus todos os dias.
24 E se o caminho for tão longo que tu não possas levá-lo por ele, por estar longe de ti o lugar que o SENHOR teu Deus houver escolhido para pôr nele seu nome, quando o SENHOR teu Deus te abençoar,
25 Então o venderás, e atarás o dinheiro em tua mão, e virás ao lugar que o SENHOR teu Deus escolher;
26 E darás o dinheiro por tudo o que desejar tua alma, por vacas, ou por ovelhas, ou por vinho, ou por bebida forte, ou por qualquer coisa que tua alma te pedir: e comerás ali diante do SENHOR teu Deus, e te alegrarás tu e tua família.
27 E não desampararás ao levita que habitar em tuas povoações; porque não tem parte nem herança contigo.
28 Ao fim de cada três anos tirarás todo o dízimo de teus produtos daquele ano, e o guardarás em tuas cidades:

Os levitas não tendo herança como as outras tribos, os israelitas não deveriam esquecê-los, mas honestamente para dar o dízimo do seu aumento [Nm 18:24]. Além do décimo de toda a terra produzia, eles tinham quarenta e oito cidades, com os terrenos circundantes [Nm 35:7], “o melhor da terra”, e uma certa proporção dos sacrifícios como seus privilégios alocados. Eles tinham, portanto, se não um fundo afluente, mas confortável e independente, para seu apoio.

29 E virá o levita, que não tem parte nem herança contigo, e o estrangeiro, e o órfão, e a viúva, que houver em tuas povoações, e comerão e serão saciados; para que o SENHOR teu Deus te abençoe em toda obra de tuas mãos que fizeres.
<Deuteronômio 13 Deuteronômio 15>

Leia também uma introdução ao livro de Deuteronômio.

Adaptado de: Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible. Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.