Belém

Belém significa “casa de pão”.

1. Uma cidade na “região montanhosa” de Judá. Foi originalmente chamada de Efrata (Gn 35:16,19; 48:7; Rt 4:11). Também foi chamado Belém-Efrata (Mq 5:2), Belém de Judá (1Sm 17:12) e “cidade de Davi” (Lc 2:4). É mencionada pela primeira vez nas Escrituras como o lugar onde Raquel morreu e foi enterrada “no caminho”, diretamente ao norte da cidade (Gn 48:7). O vale a leste foi o cenário da história de Rute, a moabita. Nela estão os campos em que ela recolheu os grãos e o caminho pelo qual ela e Naomi voltaram para a cidade. Aqui foi o local de nascimento de Davi, e aqui também, depois de anos, ele foi ungido como rei por Samuel (1Sm 16:4-13); e foi do poço de Belém que três de seus heróis trouxeram água para ele, com risco de vida, quando ele estava na caverna de Adulão (2Sm 23:13-17). Mas distinguiu-se acima de todas as outras cidades como o lugar de nascimento daquele cujas origens estão nos tempos antigos (Mt 2:6; comp. Mq 5:2). Depois disso, “Quando Herodes percebeu que havia sido enganado pelos magos, ficou furioso e ordenou que matassem todos os meninos de dois anos para baixo, em Belém e nas proximidades” (Mt 2:16-18; Jr 31:15).

Em Belém há uma igreja construída por Constantino, o Grande (330 dC), chamada de “Igreja da Natividade”, sobre uma gruta ou caverna chamada “cripta sagrada” e que se diz ser o “estábulo” em que Jesus nasceu. Esta é talvez a mais antiga igreja cristã existente no mundo. Perto dela, há outra gruta, onde se diz que Jerônimo, o pai latino, passou trinta anos de sua vida traduzindo as Escrituras para o latim.

2. Uma cidade de Zebulom, mencionada apenas em Js 19:15. Agora conhecida com Belém da Galileia, um moshav a cerca de 10 quilômetros a noroeste de Nazaré.

Adaptado de: Illustrated Bible Dictionary (Bethlehem).