Salmo 98

1 (Salmo:) Cantai ao SENHOR uma canção nova, porque ele fez maravilhas; sua mão direita e seu santo braço lhe fez ter a salvação.

Comentário de A. R. Fausset

mão direita. Denota poder.

e seu santo braço. O poder de suas perfeições morais unidas (Sl 22:3; 32:11). [JFB]

2 O SENHOR fez ser conhecida sua salvação; perante os olhos das nações ele mostrou sua justiça.

Comentário de A. R. Fausset

Isaías 52:10.

sua justiça (Sl 97:6) – correspondendo à Sua “verdade” ou fidelidade (Sl 98:3; Rm 15:8-9). A salvação ao Seu povo é o efeito da Sua justiça (compare com Is 45:17; 45:24-25). [JFU]

3 Ele se lembrou de sua bondade e de sua fidelidade para com a casa de Israel; todos os confins da terra viram a salvação de nosso Deus.

Comentário Barnes

Ele se lembrou de sua bondade – Compare as notas em Lucas 1: 54-55 (nota), Lucas 1:72 (nota), onde esta passagem nos Salmos não foi improvávelmente referida por Maria e Zacarias. A ideia é que Deus chamou à atenção sua promessa de misericórdia para seu povo; que ele não tinha permitido que saísse de sua memória; que ele manteve sua palavra.

e de sua fidelidade – Ele cumpriu sua promessa; ele mostrou que é um Deus de verdade.

para com a casa de Israel – Em direção a seu povo.

todos os confins da terra viram a salvação de nosso Deus – isso parece ter sido citado em Isaías 52:10 . Veja as notas dessa passagem. A semelhança na linguagem é tão forte que torna provável que o salmo foi composto depois dos tempos de Isaías, e não improvável para ser usado (como observado acima) na dedicação do templo após o cativeiro. Todo o salmo seria apropriado para celebrar essa libertação; enquanto, ao mesmo tempo, como a linguagem em Isaías, seria adaptado para celebrar uma libertação superior – sob o Messias – da qual esse era um emblema. [Barnes, aguardando revisão]

4 Gritai de alegria ao SENHOR, toda a terra; clamai, cantai alegres, e tocai salmos.

Comentário Whedon

Gritai de alegria ao SENHOR. Este chamado é feito a toda a terra, na medida em que “os confins da terra” tinham visto (Sl 98:3) a salvação de Deus ao seu povo. As descrições de alegria e louvor, dadas em Salmos 98:4-6, podem ser aceitas como compreendendo tudo o que era conhecido na adoração hebraica de demonstrações vocais e instrumentais de alegria. [Whedon]

5 Tocai ao SENHOR com harpa; com harpa, e com a voz da música;

Comentário Barnes

Tocai ao SENHOR com harpa. Um cântico ou salmo acompanhado pela harpa.

e com a voz da música. A voz no canto; uma voz musical. Que não seja mera música instrumental, mas que seja acompanhada pela voz que pronuncia sons ou palavras inteligíveis. [Barnes]

6 Com trombetas, e som de cornetas, clamai alegremente diante do Rei SENHOR.

Comentário de A. R. Fausset

diante do Reisaudai-o como seu soberano; e enquanto, com toda ajuda para demonstrar zelo e alegria, criaturas inteligentes são convidadas a louvar, como no Salmo 96:11-13, a natureza inanimada também é convocada para honrar Aquele que triunfa e governa em justiça e equidade. [JFB, aguardando revisão]

7 Faça barulho o mar com sua plenitude; o mundo com os que nele habitam.

Comentário Barnes

o mundo com os que nele habitam. O mundo habitável – a terra – em contradição com o mar. Que haja louvor universal sobre a água e a terra. [Barnes]

8 Que os rios batam palmas, que as montanhas juntamente se alegrem,

Comentário de A. R. Fausset

Que os rios batam palmas. As palmas eram o modo habitual de expressar alegria pela ascensão de um rei (2Rs 11:12; Sl 47:1; 55:12). Os modos humanos de louvor são aqui atribuídos à natureza, porque o homem é o intérprete consciente e sumo sacerdote da adoração inconsciente da natureza. [JFU]

9 Diante do SENHOR, porque ele vem para julgar a terra; ele julgará ao mundo com justiça, e aos povos de forma correta.

Comentário de A. R. Fausset

ele vem para julgar a terra. Esta é a causa da alegria. O Senhor, pelo Seu justo governo como Rei e juiz, fará com que a terra saia da miséria da maldição para um estado de paz, alegria e bênção; (Sl 96:13; Is 11:1). [JFU]

<Salmo 97 Salmo 99>

Introdução ao Salmo 98

O Salmo 98 é intitulado simplesmente “Um Salmo”. Mas quem é seu autor é desconhecido. É semelhante em sua intenção e estrutura ao grupo dos Salmos (95–100) em que se encontra. Horsley, de acordo com as visões que ele tem da finalidade do grupo (veja a Introdução ao Salmo 97), supõe que este salmo se refere à restauração do povo judeu. É um salmo que teria sido apropriado para a dedicação do templo após o cativeiro babilônico, e pode ter sido composto para aquela ocasião. É de caráter tão geral, porém, que é apropriado para todos os tempos. [Barnes]

Visão geral de Salmos

“O livro dos Salmos foi projetado para ser o livro de orações do povo de Deus enquanto esperam o Messias e seu reino vindouro”. Tenha uma visão geral deste livro através de um breve vídeo produzido pelo BibleProject. (9 minutos)

🔗 Abrir vídeo no Youtube.

Leia também uma introdução ao livro de Salmos.

Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.