Bíblia, Revisar

1 Crônicas 17

Davi é impedido de construir uma casa para Deus

1 E aconteceu que morando Davi em sua casa, disse Davi ao profeta Natã: Eis aqui eu habito em casa de cedro, e a arca do pacto do SENHOR debaixo de cortinas.

morando Davi em sua casa – Os detalhes deste capítulo foram dados em termos quase similares (2Sm 7:1-29). A data era para o final do reinado de Davi, pois é expressamente dito no primeiro livro que esteve no cessar de todas as suas guerras. Mas quanto a narrar os preparativos para a remoção da arca e a construção do templo foi o principal objetivo do historiador, a cronologia exata não é seguida.

2 E Natã disse a Davi: Faze tudo o que está em tua coração, porque Deus é contigo.
3 Naquela mesma noite foi palavra de Deus a Natã, dizendo:
4 Vai e dize a Davi meu servo: Assim disse o SENHOR: Tu não me edificarás casa em que habite:
5 Porque não habitei em casa alguma desde o dia que tirei a os filhos de Israel até hoje; antes estive de tenda em tenda, e de tabernáculo em tabernáculo.

antes estive de tenda em tenda, e de tabernáculo em tabernáculo – A tradução literal é: “Eu estava andando em uma tenda e em uma casa”. A intenção evidente (como podemos ver em 1Cr 17:6) era estabelecer enfatize o fato de que Deus era um Deus viajando e foi de um lugar para outro com Sua tenda e toda sua morada (a morada incluía não apenas a tenda, mas as cortes dianteiras com o altar de holocaustos). , etc.) [Bertheau].

6 Em todo quanto andei com todo Israel falei uma palavra a algum dos juízes de Israel, a os quais mandei que apascentassem meu povo, para dizer-lhes: Por que não me edificais uma casa de cedro?

falei uma palavra a algum dos juízes – Em 2Sm 7:7 é “qualquer uma das tribos” de Israel. Ambos estão incluídos. Mas os juízes “que receberam o mandamento de alimentar o povo” formam a antítese mais adequada a Davi.

Por que não me edificais uma casa de cedro? – isto é, um templo sólido e magnífico.

7 Portanto, agora dirás a meu servo Davi: Assim disse o SENHOR dos exércitos: Eu te tomei da malhada, de detrás do gado, para que fosses príncipe sobre meu povo Israel;

Assim disse o SENHOR dos exércitos: Eu te tomei da malhada – uma torre redonda de construção rude, alta e amuralhada, mas aberta no alto, na qual as ovelhas são muitas vezes fechadas à noite para protegê-las das feras. O significado é que eu te elevo ao trono de uma condição humilde unicamente por um ato da graça divina, e não de quaisquer méritos anteriores (veja em 1Sm 16:11), e eu permiti que você adquirisse renome, igualdade ou superior a qualquer outro monarca. Seu reinado será sempre considerado a melhor e mais brilhante época da história de Israel, pois assegurará à nação uma herança estável de prosperidade e paz, sem nenhuma das opressões ou desordens que os afligiram nos primeiros tempos.

8 E fui contigo em tudo quanto andaste, e arranquei a todos teus inimigos de diante de ti, e te fiz grande nome, como o nome dos grandes que são na terra.
9 Assim dispus lugar a meu povo Israel, e o plantei para que habite por si, e que não seja mais comovido: nem os filhos de iniquidade o consumirão mais, como antes,
10 E desde o tempo que pus os juízes sobre meu povo Israel; mas humilharei a todos teus inimigos. Faço-te ademais saber que o SENHOR te há de edificar casa.

desde o tempo que pus os juízes sobre meu povo Israel – isto é, incluindo todo o período de Josué a Saul.

Faço-te ademais saber que o SENHOR te há de edificar casa – Esta foi a língua do próprio Natã, que foi especialmente orientado para assegurar a David, não só de bênção pessoal e prosperidade, mas de uma linha contínua de descendentes reais.

11 E será que, quando teus dias forem cumpridos para ir-te com teus pais, levantarei a tua descendência depois de ti, a qual será de teus filhos, e afirmarei seu reino.

levantarei a tua descendência – (ver em 2Sm 7:12).

12 Ele me edificará casa, e eu confirmarei seu trono eternamente.
13 Eu lhe serei por pai, e ele me será por filho: e não tirarei dele minha misericórdia, como a tirei daquele que foi antes de ti;

e não tirarei dele minha misericórdia, como a tirei daquele que foi antes de ti – Meu procedimento ao lidar com ele será diferente da Minha disposição de Saul. Se a má conduta exigir castigo pessoal, pouparei sua família. Se eu achar necessário retirar meu favor e ajudar por um tempo, será uma disciplina corretiva apenas reformar e restaurar, não destruir. (Nesta passagem, alguns fundaram um argumento para o arrependimento e retorno de Salomão a Deus).

14 Mas eu o confirmarei em minha casa e em meu reino eternamente; e seu trono será firme para sempre.

eu o confirmarei em minha casa – sobre o meu povo de Israel.

em meu reino eternamente – Deus aqui afirma seu direito de suprema soberania em Israel. Davi e Salomão, com seus sucessores, eram apenas os vice-regentes que Ele nomeava ou, em Sua providência, permitiam.

seu trono será firme para sempre – A posteridade de Davi herdou o trono em uma longa sucessão – mas nem sempre. Em tal conexão, a frase “para sempre” é empregada em um sentido restrito (ver em Lm 3:31). Nós naturalmente esperamos que o profeta volte a Davi antes de concluir, depois de ter falado (1Cr 17:12) da construção do templo de Salomão. A promessa de que sua casa deveria ser abençoada foi planejada como uma compensação pela decepção de seu desejo de construir o templo, e, portanto, essa garantia é apropriadamente repetida na conclusão do discurso do profeta [Bertheau].

15 Conforme a todas estas palavras, e conforme a toda esta visão, assim falou Natã a Davi.

conforme a toda esta visão – A revelação da vontade divina foi feita ao profeta em um sonho.

16 E entrou o rei Davi, e esteve diante do SENHOR, e disse: ó SENHOR Deus, quem sou eu, e qual é minha casa, que me trouxeste até este lugar?

esteve diante do SENHOR, e disse – (Veja em 2Sm 7:18).

17 E ainda isto, ó Deus, te pareceu pouco, pois que falaste da casa de teu servo para mais longe, e me olhaste como a um homem excelente, ó o SENHOR Deus.
18 Que mais pode dizer Davi pedindo de ti para glorificar a tua servo? Porém tu conheces a teu servo.
19 Ó SENHOR, por amor de teu servo e segundo teu coração, fizeste toda esta grandeza, para fazer notórias todas as tuas grandezas.
20 Ó SENHOR, não há semelhante a ti, nem há Deus a não ser tu, segundo todas as coisas que ouvimos com nossos ouvidos.
21 E que gente há na terra como teu povo Israel, cujo Deus fosse e se redimisse um povo, para fazer-te nome com grandezas e maravilhas, expulsando as nações de diante de teu povo, que tu resgataste do Egito?
22 Tu constituíste a teu povo Israel por povo teu para sempre; e tu, o SENHOR, vieste a ser seu Deus.
23 Agora, pois, SENHOR, a palavra que falaste acerca de teu servo e de sua casa, seja firme para sempre, e faze como disseste.
24 Permaneça, pois, e seja engrandecido teu nome para sempre, a fim de que se diga: o SENHOR dos exércitos, Deus de Israel, é Deus para Israel. E seja a casa de teu servo Davi firme diante de ti.
25 Porque tu, Deus meu, revelaste ao ouvido a teu servo que lhe edificarás casa; por isso achou teu servo motivo de orar diante de ti.
26 Agora, pois, o SENHOR, tu és o Deus que falaste de teu servo este bem;
27 E agora quiseste abençoar a casa de teu servo, para que permaneça perpetuamente diante de ti: porque tu, o SENHOR, a abençoaste, e será bendita para sempre.
<1 Crônicas 16 1 Crônicas 18>

Adaptado de: Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible. Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.