Bíblia, Revisar

Jó 25

Mensagem importante
Olá visitante do Apologeta! Vou direto ao ponto: peço que você me ajude a manter este projeto. Atualmente a renda gerada através dos anúncios são insuficientes para que eu me dedique exclusivamente a ele. Se cada pessoa que ler essa mensagem hoje, doar o valor de R$10.00, eu poderia me dedicar integralmente ao Apologeta pelo próximo ano e ainda remover todas as propagandas do site (que eu sei que são um pouco incômodas). Tenho um propósito ousado com este site: traduzir e disponibilizar gratuitamente conteúdo teológico de qualidade. O que inclui um dicionário bíblico completo (+4000 verbetes) e comentário de todos os 31.105 versículos da Bíblia. Faça parte deste projeto e o ajude a continuar crescendo. Obrigado!

A resposta de Bildade

1 Então Bildade, o suíta, respondeu, dizendo:

Ele tenta mostrar a imprudência de Jó (Jó 23: 3), por argumentos emprestados de Elifaz (Jó 15:15, com o qual compara Jó 11:17).

2 O domínio e o temor estão com ele; ele faz paz em suas alturas.

Poder e terror, isto é, poder inspirador do terror.

ele faz paz em suas alturas – implicando que Seu poder é tão alto a ponto de sufocar toda oposição, não apenas ali, mas também na terra. O Espírito Santo aqui ocultou as verdades do Evangelho (Cl 1:20; Ef 1:10).

3 Por acaso suas tropas têm número? E sobre quem não se levanta sua luz?

tropas – anjos e estrelas (Is 40:26; Jr 33:22; Gn 15: 5; “inúmeros”, Dn 7:10).

sua luz – (Tg 1:17).

4 Como, pois, o ser humano seria justo para com Deus? E como seria puro aquele que nasce de mulher?

(Jó 4:17, Jó 4:18; Jó 14: 4; Jó 15:14).

5 Eis que até a luz não tem brilho; nem as estrelas são puras diante de seus olhos.

“Olhai para a lua” (Jó 15:15). “Estrelas” aqui respondem aos “santos” (anjos) ali; “A lua” aqui para “os céus” lá. Mesmo as “estrelas”, o objeto mais deslumbrante aos olhos do homem, e os anjos, dos quais as estrelas são emblemas (Jó 4:18; Ap 9: 1), são imperfeitos à sua vista. Deles é a luz e a pureza, mas das criaturas; Sua do Criador.

6 Quanto menos o ser humano, que é uma larva, e o filho de homem, que é um verme.
(Jó 4: 19-21; Jó 15:16).

larvaverme – Duas palavras hebraicas distintas. O primeiro, um verme criado em putrefação; aludindo à corrupção do homem. O segundo, um verme rastejante; implicando que o homem é fraco e humilhante.

<Jó 24 Jó 26>

Leia também uma introdução ao livro de Jó.

Adaptado de: Commentary Critical and Explanatory on the Whole Bible. Todas as Escrituras em português citadas são da Bíblia Livre (BLIVRE), Copyright © Diego Santos, Mario Sérgio, e Marco Teles – fevereiro de 2018.

Conteúdos recomendados